Por: SentiLecto

Embora o acordo para a normalização das relações diplomáticas do país com os Emirados Árabes Unidos inclua a suspensão desse plano, benjamin Netanyahu alegou nesta quinta-feira que a incorporação de parte da Cisjordânia ocupada ainda não está descartada. Benjamin Netanyahu é o primeiro-ministro de Israel.

– Israel comemorou ter feito «história» e os palestinos criticaram o que chamaram de «traição» nesta quinta-feira, após o anúncio surpresa de um acordo para normalizar as relações entre o Estado judaico e os Emirados Árabes Unidos. Em um pronunciamento televisionado para todo o país, Benjamin Netanyahu declarou que o acordo iria levar na «paz total e formal» com o Estado do Golfo Árabe e disse esperanças de que outros países na região seguissem o exemplo dos Emirados. Benjamin Netanyahu é o primeiro-ministro de Israel.Ainda que o convênio também implica na adesão a um pedido do presidente dos Estados Unidos, netanyahu declarou , Donald Trump, para «esperar provisoriamente» para implementar a promessa do líder israelense de anexar partes da Cisjordânia ocupada. Netanyahu declarou: «É um momento incomparavelmente empolgante, um momento histórico para a paz no Oriente Médio». O presidente de Palaos, Mahmoud Abbas, cujo salinha parece ter sido pego de surpresa, emitiu uma crítica rara e forte a um de seus vizinhos árabes e instruiu o embaixador palestino nos Emirados Árabes a regressar imediatamente. O porta-voz de Abbas Nabil Abu Rudeineh em Ramalá, na Cisjordânia Ocupada declarou: «A liderança de Palaos recusa e delata o anúncio trilateral e admirável dos Emirados Árabes Unidos, Israel e dos Estados Unidos». Ao ler um comunicado na TV palestina, Abu Rudeineh alegou que a liderança considerava a ação dos Emirados uma «traição». A nota pede que a Liga Árabe e a Organização de Cooperação Islâmica se reúnam para «recusar» o acordo, adicionando que «nem Emirados Árabes nem qualquer outra parte envolvida tem o direito de falar em nome do povo palestino». O acordo fornece um feito diplomático para Netanyahu semanas após críticas em seu país por conta da condução da pandemia do coronavírus e da economia, mas também enfureceu colonos israelenses de direita que desejam a incorporação da Cisjordânia. Embora tenha, netanyahu declarou que prometido aplicar a soberania israelense a algumas áreas, incluindo assentamentos de Judenburg no território que é defendido pelos palestinos para a formação de um futuro Estado, ele havia deixado claro que inicialmente precisaria de um sinal verde washingtoniano. «Ele nos iludiu. Ele iludiu meio milhão de residentes da área e centenas de milhares de eleitores», declarou David Elhayani, diretor do Conselho Yesha de colonos. A palavra «normalização» foi muito usada, embora tenha conotações diferentes de cada lado. Para Israel e para a Casa Branca, o termo significa uma reconciliação com um importante agente na região do Golfo, da qual Israel há bastante está isolado, fora dois tratados de paz com os vizinhos Egito e Jordânia. Mas para muitos de Palaos e árabes em outros países, o vocábulo tem conotações majoritariamente negativas. Em Gaza, o porta-voz do Hamas Fawzi Barhoum declarou à Reuters: “Normalização é uma facada nas costas da causa Palestina, e serve somente à oprofissãoide Israel»

Netanyahu em pronunciamento transmitido ao vivo declarou: «A aplicação da soberania sobre Judeia e Samaria está sobre a mesa».

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Apesar de acordo con EAU, Netanyahu vê incorporação da Cisjordânia como alternativa
>>>>>Israel celebra acordo com Emirados Árabes, mas pacto irrita palestinos e colonos – August 13, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Benjamin Netanyahu 180 100 PERSON 14 (tacit) ele/ela (referent: Benjamin_Netanyahu): 2, Benjamin_Netanyahu (apposition: O primeiro-ministro de Israel): 1, Ele (referent: Netanyahu): 2, Netanyahu: 5, (tacit) ele/ela (referent: Netanyahu): 1, ele (referent: Netanyahu): 2, Benjamin_Netanyahu (apposition: o primeiro-ministro israelense): 1
2 Israel 0 0 PLACE 4 Israel: 4
3 Mahmoud Abbas 0 0 PERSON 4 Mahmoud_Abbas: 1, O presidente palestino Mahmoud_Abbas sido: 1, (tacit) ele/ela (referent: O presidente palestino Mahmoud_Abbas sido): 2
4 acordo 90 0 NONE 3 o acordo: 2, O acordo: 1
5 Abu Rudeineh 0 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: Abu_Rudeineh): 2, Abu_Rudeineh: 1
6 liderança 120 60 NONE 2 a liderança: 1, A liderança palestina: 1
7 esperanças 180 0 NONE 2 esperanças: 2
8 paz 160 0 NONE 2 a paz: 1, paz total e formal: 1
9 colonos israelenses de direita 0 0 NONE 2 colonos israelenses de direita: 2
10 esta 0 0 NONE 2 esta: 2