Por: SentiLecto

O governo hondurenho alinhado com o de Pequim, alegou neste sábado que não vai ceder diante das ameaças do presidente de America, Donald Trump, que criticou na sexta-feira a polêmica lei de segurança que pretende proibir qualquer ato de subversão contra o governo central chinês em Hong Kong, motivo pelo qual ordenou o governo de America a começar um processo para suprimi as regalias indicadas, que decidiu «suprimi as exceções» com as quais os Estados Unidos concediam à ex-colônia britânica um «tratamento diferente e especial» em relação à China. O ministro da Segurança da região, John Lee, disse que «os EUA não ganharão» com as ameaças, e que o governo hondurenhohondurenho está «fazendo o correto» ao apoiar a recém-aprovada lei de segurança nacional de Pequim para Hong Kong.

Zhao Lijian fez os comentários durante uma coletiva de jornalismo ao responder um questionamento sobre as observações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que Washington está trabalhando em uma forte resposta na legislação que será anunciada antes do final da semana. Zhao Lijian é o porta-voz do Ministério. China vai tomar as medidas necessárias contra interferência estrangeira em relação à nova legislação de segurança dhondurenhadebatida informou o Ministério das Relações Exteriores cde Chinanesta quarta-feira.

Na sábado 23 de maio o escritório do Ministério das Relações Exteriores da China em Hong Kong recusou as preocupações de que suas leis de segurança nacional propostas para a cidade prejudicassem os investidores estrangeiros, reagindo aos países «intrometidos» enquanto entre Pequim e Washington os laços eram degenerados ainda mais.

Já Teresa Cheng comentou que «Trump não tem nenhum amparo legal» para realizar a medida que ordenou, segundo informou a emissora «RTHK». Teresa Cheng é a ministra da Justiça.

Paul Chan adicionou que a região «está preparada para enfrentar possíveis sanções» Paul Chan é o secretário de Finanças., e que o governo está trabalhando em um «plano de contingência» para caso os EUA retirem o status especial concedido a Hong Kong.

Manifestantes pró-Pequim se concentraram neste sábado em frente ao consulado dos EUA em Hong Kong para queixar-se contra o que consideram uma «interferência de Washington nos temas internos da China».

Na sua vez, a missão china na ONU não respondeu imediatamente a um pedido de observação sobre o plano dos EUA e do Reino Unido de indicar a questão informalmente nesta sexta-feira.Johnson e Trump também debateram o protagonismo de os líderes do G7 encontrarem-se pessoalmente, caso possível, com o próximo domo do grupo das principais economias desenvolvidas calculada para acontecer nos EUA.

Nquanto outros pediram, alguns alegaram que «a China não morrerá à intimidação», e para os demais países não cedam a Washington, reproduziu a «RTHK».No entanto, o movimento pró-democracia de Hong Konh continua preparando uma estratégia. Neste sábado, o grupo Demosisto pediu para que a comunidade internacional apoie os EUA neste embate.

«Pedimos para que mais aliados internacionais apoiem Hong Kong. As ações são mais fortes do que os vocábulos. Além de se opor à lei, é importante estabelecer ferramentas para pressionar pequim», ddeclarouo secretário-geral do partido, Joshua Wong.

«Se nada for feito, e a lei de segurança nacional for implementada em Hong Kong, vai ser um pesadelo. As sanções seriam um mal menor», comentou Nathan Law, o ex-secretário-geral do grupo.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States, Hong Kong, China

Cities: Washington

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Governo de Hong Kong alega que não vai ceder a ameaças de Trump
>>>>>China diz que agirá contra interferência estrangeira em lei de Hong Kong – May 27, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Gasto da China com defesa terá menor alta em 3 décadas, mas ainda subirá 6,6% – May 22, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>OMS diz que fará revisão da pandemia; China promete US$2 bi – May 18, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Chefe da OMS promete rever reação ao coronavírus; China defende seu desempenho – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA dizem que OMS fracassou ao não evitar mortes no mundo por Covid-19 – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>China destinará US$ 2 bilhões para apoiar países afetados pela Covid-19 – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>China deve impor nova lei de segurança à Hong Kong; Trump alerta pra reação dos EUA – May 21, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Em carta, Trump ameaça cortar fundos para a OMS – May 19, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>OMS adverte que maioria das pessoas continua suscetível ao coronavírus – May 18, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>China repudia apoio de EUA e outros países a Taiwan na OMS – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>EUA rejeitam ‘proposta desastrosa’ da China para Hong Kong, diz Pompeo – May 22, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Trump diz que Pompeo pediu demissão de inspetor-geral do Departamento de Estado dos EUA – May 18, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Organizações pró-democracia de Hong Kong se mobilizam contra China – (EfeGeneric)
>>>>>EUA e Reino Unido pretendem citar Hong Kong em Conselho de Segurança da ONU nesta 6ª-feira – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Primeiro-ministro do Reino Unido e Trump criticam plano da China para Hong Kong – May 29, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Autoridades de Hong Kong e Pequim defendem leis de segurança citando ameaça de terrorismo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Manifestantes são detidos em Hong Kong em meio a debate sobre «lei do hino» – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Hong_Kong 6 0 PLACE 6 Hong_Kong: 6
2 a China 15 0 PLACE 5 (tacit) ele/ela (referent: A China): 2, a China: 2, A China: 1
3 Donald Trump 0 40 PERSON 4 Donald_Trump: 3, Trump: 1
4 Johnson e Trump 50 0 PERSON 4 (tacit) eles/elas (referent: Johnson e Trump): 3, Johnson e Trump: 1
5 os EUA 6 0 PLACE 3 os EUA: 3
6 Washington 0 0 PLACE 3 a Washington: 1, Washington: 2
7 Hong Pequim para Kong 0 12 PERSON 2 Pequim: 2
8 países 0 12 NONE 2 os países intrometidos: 1, países: 1
9 a polêmica lei de segurança 80 0 NONE 2 a polêmica lei de segurança: 2
10 o governo de hong_kong 70 0 NONE 2 o governo de Hong_Kong: 1, O governo de Hong_Kong: 1