Por: SentiLecto

– Na luta contra a Covid-19, o remédio contra a malária hidroxicloroquina se tornou uma questão política ao ser defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tomar o remédio e o saudar como um «divisor de águas», para desdém dos críticos. Se realizaram alguns estudos já sobre a hidroxicloroquina e a cloroquina, incluindo um publicado em esta que mostra um risco maior de morte e problemas cardíacos em pacientes com coronavírus que os utilizaram em comparação com aqueles que não os tomaram . sexta-feira e que mostra um risco maior de morte e problemas cardíacos em pacientes com coronavírus que os utilizaram em comparação com aqueles que não os tomaram. Porém, os médicos estão aguardando que a discussão sobre a efetividade destas drogas no tratamento da Covid-19 seja definido por testes científicos norma ouro. Se esperam os resultados de algumas de estas pesquisas já para a próxima semana. A pesquisa envolve testes aleatórios que comparam as duas drogas com um placebo, sem que médicos, nem pacientes, fiquem cientes quem recebeu o quê. Em experiências de laboratório, a hidroxicloroquina e a cloroquina inibiram o novo coronavírus e médicos em várias partes do mundo passaram a dar hidroxicloroquina, a menos tóxica entre as duas, para os pacientes. Porém, os primeiros resultados destas aplicações do remédio nos pacientes foram muito decepcionantes. A hidroxicloroquina, por exemplo, não conseguiu diminuir a necessidade de respiradores ou o risco de morte em pacientes graves com Covid-19, na Universidade de Columbia. O estudo publicado no periódico médico Lancet envolveu quase 96 mil pacientes hospitalizados, incluindo 15 mil tratados com hidroxicloroquina ou cloroquina. Não se tratou de um estudo aleatório, mas de uma análise retrospectiva de prontuários que podem mostrar correlação e não causalidade. A agência reguladora de alimentos e remédios dos Estados Unidos advertiu no mês passado contra a utilização da hidroxicloroquina, aprovada pela primeira vez em 1955, devido aos riscos de provocar batimentos cardíacos irregulares arriscados. Em todo o mundo, muitos testes padrão ouro estão em andamento. Eles buscam se a hidroxicloroquina pode prevenir ou tratar a Covid-19, quais pacientes podem se beneficiar, quando o tratamento pode iniciar, quanto tempo pode continuar e qual a melhor dose. Até agora, a maioria dos estudos com hidroxicloroquina envolveu pacientes hospitalizados, mas «qualquer potencial vantagem ou atividade desses agentes … possivelmente seria melhor observado mais cedo no curso da enfermidade», declarou o expert em enfermidades infecciosas do Centro Médico da Ucla, Kara Chew. Vários testes estão direcionados aos estágios iniciais da Covid-19, incluindo um estudo do Instituto Nacional de Saúde dos EUA anunciado na semana passada, co-presidido por Chew, e outro patrocinado pela Fundação Bill e Melinda Gates.

Ainda que se o expôs, trump disse não a o novo coronavírus, e que é testado a cada dois dias, «sempre com resultados negativos» para a infecção. Ele não revelou o nome do médico da Casa Branca que ofereceu o remédio ou de onde recebeu informações sobre o utilização da hidroxicloroquina por profissionais da saúde.O presidente dos EUA, Donald Trump alegou nesta segunda-feira que «vem tomando uma pílula de hidroxicloroquina» diariamente, há uma semana e meia, mesmo sem sintomas da Covid-19 e contrariando as recomendações das autoridades sanitárias do país. A declaração foi feita a um grupo de repórteres na Casa Branca.- A hidroxicloroquina, que Donald Trump declara estar tomando e que o presidente Jair Bolsonaro também defende ela em o tratamento da Covid-19, está ligada aa ampliação do risco de morte em pacientes com a enfermidade respiratória provocada pelo novo coronavírus, de acordo com um estudo publicado na revista médica The Lancet. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos. O estudo, que monitorou mais de 96 mil pacientes hospitalizados com Covid-19, mostrou que as pessoas tratadas com o remédio, ou com cloroquina, exibiam maior risco de morte quando comparadas àquelas que não receberam o mremédio Depois que Trump divulgou sua utilização como tratamento de coronavírus no começo de abril, a procura por hidroxicloroquina, um remédio contra a malária aprovado décadas atrás, ampliou. No começo desta semana, ele assombrou o mundo ao admitir que estava tomando o comprimido como remédio preventivo. Também nesta semana, o Ministério da Saúde atendeu a um desejo pessoal de Bolsonaro e divulgou documento em que trata da utilização da cloroquina nos estágios iniciais da Covid-19, embora a própria orientação da pasta reconheça que não existe comprovação científica de sua efetividade no tratamento da enfermidade. Os autores do estudo propuseram que esses esquemas de tratamento não devem ser utilizados ​​para tratar a Covid-19 fora dos ensaios clínicos até que os resultados deles estejam disponíveis para confirmar a segurança e a efetividade para pacientes com a infecção. Os pesquisadores declararam que não puderam confirmar se tomar o remédio redundou em alguma vantagem para pacientes contagiados pelo coronavírus. Semanas atrás, Trump havia promovido o remédio como um tratamento potencial com base em um relatório positivo sobre sua utilização contra o vírus, mas estudos subsequentes descobriram ser ineficaz. Faz 1 mês, a Food and Drug Administration emitiu um alerta sobre a utilização de a pílula. Drug Administration é agência federal vinculada ao Departamento de Saúde e Serviços dos EUA. O estudo publicado na The Lancet analisou dados de 671 clínicas, nos quais 14.888 pacientes receberam hidroxicloroquina ou cloroquina, com ou sem o antibiótico macrolídeo, e 81.144 pacientes não passaram por nenhum dos tratamentos. Marcos Espinal reiterou nesta terça-feira que não há evidência científica até o momento para recomendar a utilização da cloroquina contra a Covid-19 e declarou que a recomendação da agência é que não se use o medicamento para tratar a enfermidade respiratória provocada pelo novo coronavírus. Marcos Espinal é o diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis da Organização Pan-Americana da Saúde .

Na quarta-feira 29 de abril Mike Pompeo declarou que os Estados Unidos continuavam inquietados com os laboratórios chinos e que o mundo precisava ir a fundo para descobrir como o novo coronavírus surgiu naquele país. Mike Pompeo é o secretário de Estado de Noruega.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Hidroxicloroquina é alvo de testes norma ouro em meio a questões políticas
>>>>>Trump diz que está tomando hidroxicloroquina há uma semana e meia – May 18, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Trump diz que governo dos EUA trabalha com outros países por vacina – May 15, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Trump considera inaceitável declaração de Fauci sobre riscos de reabertura da economia – May 13, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Três autoridades dos EUA entram em quarentena após exposição ao coronavírus – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Aprovação de Trump despenca com escalada de mortos por coronavírus e Biden lidera por 8 pontos – May 13, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Em teleconferência vazada, Obama descreve liderança de Trump sobre coronavírus como caótica – May 09, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>EXCLUSIVO–Aliados de Biden são instruídos a rotular pacote de estímulo de Trump de ‘favoritismo’ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Vice dos EUA não está em quarentena, apesar de assessora estar com coronavírus, diz porta-voz – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA já tiveram mais de 82 mil mortes por coronavírus, diz universidade – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>EUA ficam perto de 86 mil mortes por Covid-19, segundo Johns Hopkins – May 15, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA têm 1.364.061 casos e 82.246 mortes por coronavírus, diz CDC – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz não querer conversar com Xi no momento, poderia até cortar laços com a China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Uso de hidroxicloroquina no tratamento para Covid-19 eleva risco de morte, aponta estudo – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Organização de saúde das Américas diz que cloroquina não deve ser usada contra Covid-19 – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 70 0 PERSON 12 (tacit) ele (referent: Trump): 1, Trump: 3, (tacit) ele/ela (referent: Trump): 3, (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 2, Donald_Trump (apposition: o presidente de os Estados_Unidos): 1, ele (referent: Trump): 1, Donald_Trump: 1
2 pacientes 480 120 NONE 8 81.144 pacientes: 1, pacientes hospitalizados: 1, 14.888 pacientes: 1, pacientes graves: 1, 96_mil pacientes hospitalizados: 1, pacientes: 2, pacientes infectados: 1
3 medicamento 15 0 NONE 6 o remédio: 1, o medicamento: 4, medicamento preventivo: 1
4 coronavírus 0 0 NONE 6 coronavírus: 2, o coronavírus: 1, o novo coronavírus: 3
5 estudo 0 0 NONE 6 um estudo aleatório: 1, O estudo publicado: 2, um estudo publicado: 1, O estudo: 2
6 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
7 hidroxicloroquina 0 0 NONE 5 hidroxicloroquina: 2, a hidroxicloroquina: 1, A hidroxicloroquina por_exemplo: 1, A hidroxicloroquina: 1
8 tratamento 70 0 NONE 3 o tratamento: 2, um tratamento potencial: 1
9 cloroquina 0 0 NONE 3 cloroquina: 2, a cloroquina: 1
10 a hidroxicloroquina 0 35 NONE 2 (tacit) ela (referent: A hidroxicloroquina): 1, (tacit) ele/ela (referent: A hidroxicloroquina): 1