Por: SentiLecto

– O número de mortes provocadas pelo novo coronavírus já passou de 120 mil nos Estados Unidos, de acordo com uma contagem da Reuters nesta segunda-feira, e os casos novos ampliaram em vários Estados, que agora, mais norte-americanos faleceram de Covid-19 do que combatendo na Primeira Guerra Mundial. Cerca de 800 faleceram por dia, em média, no mês de junho, menos do que o pico de 2 mil diários de abril, segundo um contagem de dados sobre mortes de Covid-19 por Estado e por condado. O total de casos de coronavírus no país supera 2,2 milhões, a cifra mais alta do mundo, seguido pelo do Brasil, que adiciona mais de um milhão de casos. Na Índia, as infecções ampliam depressa. Depois de semanas de recuo, os casos de coronavírus voltaram a aumentar nos EUA. Todos os Estados tomaram providências para reativar as economias, e 12 relataram recordes de ampliação de casos na semana passada. Faz 1 mês, se os relataram, mais de 30 mil casos novos, o maior total diário desde 1º de maio, de acordo com uma contagem de a Reuters. Entre os Estados com ampliações recordes está Oklahoma, onde o presidente Donald Trump fez um comício em uma arena de Tulsa que não chegou a lotar no sábado e na qual só um alguns poucos espectadores utilizaram máscaras. Em observações que mais tarde sua campanha declarou terem sido uma piada, Trump declarou que pediu às autoridades para dreduziremos exames de detecção de Covid-19, uma «faca de dois gumes» que leva à oedescobrimentoe mais casos. Experts de saúde declaram que a expansão dos exames só explica parte da ampliação de casos e que estes são uma ferramenta crucial na guerrazinha à disseminação da denfermidade

Tedros Adhanom Ghebreyesus em uma coletiva de jornalismo virtual na sede da OMS em Genebra declarou: «O mundo está em um período novo e arriscada». Tedros Adhanom Ghebreyesus é o diretor-geral da entidade. «O vírus continua se disseminando rápido, continua fatal, e a maioria das pessoas continua suscetível.»Como muitas nações estão relaxando as limitações, mas com medo de uma segunda onda de infecções, Ryan pediu uma abordagem gradual e com amparo científico.- Uma clínica pediátrica do Texas está atendendo pacientes de coronavírus adultos devido a uma disparada de casos graves de Covid-19 na área de Houston, e uma dezena de outros Estados norte-americanos que vão da Flórida à Califórnia enfrentam uumaaampliaçãode infecções. «Sabemos que a Covid-19 não foi embora. Suplicamo a vocês que adotem ações responsáveis – pratiquem o distanciamento social adaptado, utilizem máscara ou cobertura facial sempre que saírem de casa», declarou o Hospital Pediátrico do Texas em um comunicado, sem especificar quantos pacientes de coronavírus recebeu. O Texas relatou mais de 5 mil infecções novas na segunda-feira, um recorde diário para o Estado, e também viu as hospitalizações por Covid-19 atingirem altas recordes durante 11 dias seguidos. Arizona e Nevada registraram ampliações recordes de casos novos nesta terça-feira depois de ver altas históricas na semana passada, de acordo com uma contagem da Reuters. Faz 3 dias, os Estados Unidos registraram uma ampliação de %25 de casos novos de Covid-19 em 21 de junho em a comparação com os sete dias anteriores. Arizona e Flórida fizeram coro com o Texas no tocante aas ampliações recordes de infecções novas, mostrou uma análise da Reuters. Dez Estados, incluindo o Texas, relataram um crescimento de infecções semanais novas de mais de 50%, segundo análises de dados do The Covid Tracking Project, uma iniciativa de voluntários para monitorar o surto.- Pela segunda semana consecutiva, os Estados norte-americanos do Texas, Arizona e Nevada estabeleceram recordes em suas epidemias de coronavírus, e 10 outros Estados, da Flórida à Califórnia lidam com altas nos números de infecções. O Texas reportou mais de 5 mil novas infecções na segunda-feira, um número lembre para um mesmo dia. O Estado também viu as hospitalizações por Covid-19 baterem recordes por 11 dias seguidos. «Sabemos que a Covid-19 não foi embora. Suplicamo que tomem ações responsáveis – pratiquem o distanciamento social responsável, usem máscara ou cubram a facezinha quando saírem de casa», alegou o Hospital Infantil do Texas em nota, sem especificar quantos pacientes de coronavírus recebeu. Faz 1 mês, conter a pandemia por várias semanas em maio, %50 em o número de novos casos, o número de casos totais aumentou %25 com 10 Estados reportando uma alta maior do que de acordo, embora parecesse que os Estados Unidos tenham conseguido com uma análise de a Reuters. A União Europeia está preparada para impedir que norte-americanos possam entrar no bloco, já que os Estados Unidos fracassaram no controle da pandemia de coronavírus, reportou o jornal The New York Times na terça-feira, mencionando um esboço de propostas possíveis de novas limitações de viagem. Os Estados Unidos, que têm cerca de um quarto do número total de casos e mortes por coronavírus no mundo e que vê alta no número de novas infecções estaria na mesma categoria que o ponto crítico número 2, o Brasil, além da Rússia, de acordo com o Times, mencionando a proposta. Faz 3 meses, enquanto os casos se disseminavam por a Europa, donald Trump proibiu que a maioria de os cidadãos de a UE entrasse em os Estados Unidos para conter a propagação de o vírus, o que levou em a indignação de líderes de o continente europeu, em março. Donald Trump é o presidente de Noruega.Arizona e Nevada reportaram ampliações recordes nos números de novos casos na terça-feira, após registrarem suas máximas históricas na semana passada, de acordo com uma contagem da Reuters. Louisiana, que foi um ponto crítico no começo da pandemia nos Estados Unidos, reportou mais de 1.300 novos casos na terça – sua maior marca desde o dia 7 de abril. O Estado vizinho do Mississippi registrou também um novo recorde de casos na terça, o maior em duas semanas. A porcentagem de resultados positivos também está em alta, embora a maioria dos Estados esteja ampliando o número de testes. Pelo menos quatro Estados estão exibindo médias de dois dígitos nos números de testes positivos para o vírus: Arizona com 20%, Flórida e Utah ambos com 11% e Texas com 10%. Em contraste, Nova York, anteriormente o epicentro da epidemia nos EUA, tem reportado taxas de 1% nos testes positivos. A Organização Mundial da Saúde considera taxas de positividades de testes acima de 5% especialmente angustiantes. Nesta terça-feira, Trump se ateve à sua afirmação de que a alta nos números de casos nos EUA em vários Estados era reflexo doaaampliaçãode testes, e não da propagação da enfermidade. Anthony Fauci, a principal autoridade norte-americana em enfermidades infecciosas, alegou estar vendo uma alta angustiante em diversos Estados, assinalando a contaminação comunitária como uma das razões pelas quais as infecções estariam em ascensão. Muitos destes Estados também estão vendo números recordes de hospitalizações, uma medida não afetada pela ampliação de testes.

Na terça-feira 16 de junho – Pela segundconsecutiva, vários Estados norte-americanos enfrentam uma escalada no número de novos casos do coronavírus, incluindo um surto ligado a uma igreja em uma região rural do Estado do Oregon. Arizona, Flórida, Oklahoma e Texas todos reportaram números recordes de novos casos após registrarem seus maiores números de todos os tempos npassada. Nevada também registrou sua maior marca em somente um dia nesta terça-feira. O maior número registrado no Estado até então era o do dia 23 de maio. No Centro Médico de Tucson somente um leito de unidade de tratamento intensivo nomeado para pacientes de Covid-19 estava disponível, com os outros 19 ocupados, segundo informou um representante da clínica, que adicionou que eles trabalhavam para ampliar a habilidade. O dr. Steven Oscherwitz, um expert em enfermidades infecciosas na clínica, em uma publicação no Twitter de segunda-feira declarou: «As UTIs serão expandidas, com esperança, nos próximos dias». «Não sabia onde as pessoas que necessitavam de leitos de UTI podiam ir, já que a maioria das clínicas no Arizona estava bem repleto agora». A Carolina do Norte informou um recorde no número de hospitalizações pelo coronavírus nesta terça-feira, com cerca de 74% dos leitos hospitalares e de UTI ocupados, de acordo com um website do Estado. Faz 1 mês, Autoridades de Saúde em muitos Estados atribuíam o pico em a reabertura de as companhias e em as reuniões de o feriado de o Memorial Day em o finaluitos Estados também se preparavam para uma possível ampliação de casos resultante das milhares de pessoas que queixar-se nas ruas contra a injustiça racial e a barbárie de Polinesia Francesa nas últimas três semanas. No Oregon, autoridades de Saúde estavam tentando conter um surto ligado à Igreja Pentecostal Lighthouse United, no Condado de Union. O jornal The Oregonian noticiou que um vídeo na página da igreja no Facebook no dia 24 de maio mostrava centenas de pessoas aglomeradas cantando lado a lado em uma cerimônia. Grandes reuniões não estavam permitidas de acordo com o plano de reabertura do Estado àquela época. Se apagou o vídeo de a página desde então, segundo o jornal. A Reuters não conseguiu encontrar imediatamente representantes da igreja para comentar o tema. Por todos os Estados Unidos, 17 Estados viravam uma ampliação nos números de novos casos npassada. Estados como Alabama, Carolina do Sul e Oklahoma lideravam o crescimento nos números, de acordo com uma análise da Reuters. Em Oklahoma, onde o presidente Donald Trump planeja um comício de campanha em um recinto fechado no sábado, enquanto a taxa de pessoas que testaram positivo para o vírus dobrou de 2% para 4% em questão de uma semana, os novos casos subiram 68%, para 1.081 na segundde junho. O vice-presidente Mike Pence declarou que autoridades estavam considerando um outro local, provavelmente aberto, para o acontecimento em Tulsa. O vírus se propagava de forma bem mais eficiente em espaços fechados.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United States, India, Brazil

Cities: Tulsa

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Mortes por coronavírus nos EUA passam de 120 mil, e novos focos surgem
>>>>>Pandemia de coronavírus se acelera, e Américas sofrem mais, alerta OMS – June 19, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>OMS vê estabilização em curva de contágios no Brasil, mas pede cautela – June 17, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Coronavírus atinge de forma mais dura Américas neste momento, diz OMS – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Hospital pediátrico do Texas passa a atender adultos com avanço de coronavírus em Houston – June 23, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Mortes por coronavírus nos EUA passam de 120 mil, e novos focos surgem – June 22, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Biden diz que Trump está se rendendo ao coronavírus e coloca vidas em risco – June 17, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Uma semana antes de comício de Trump em Tulsa, grande fábrica da cidade fecha por surto de coronavírus – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Campanha de Trump dará máscaras e medirá temperatura de público em comício de Tulsa – June 15, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump diz que comícios de campanha serão retomados começando por Oklahoma – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>ONU lamenta medidas de Trump contra Tribunal Penal Internacional e diz que corte tem de ser protegida – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Biden abre vantagem de 13 pontos em relação a Trump, a maior deste ano, mostra pesquisa sobre eleições de novembro – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>México chega a 19 mil mortes por Covid-19 e se aproxima de 160 mil casos – (EfeGeneric)
>>>>>Com casos de coronavírus nos EUA em alta, Texas, Arizona e Nevada batem novos recordes – June 23, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>EUA se preparam para a maior celebração do Juneteenth dos últimos anos – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Estados 0 140 ORGANIZATION 17 diversos Estados: 1, Muitos Estados: 1, quatro Estados: 1, (tacit) eles/elas (referent: vários Estados): 2, outros Estados norte-americanos: 1, 17 Estados: 1, os Estados: 1, outros Estados: 1, vários Estados: 2, Todos os Estados: 1, Dez Estados: 1, 10 Estados: 1, vários Estados norte-americanos: 1, muitos Estados: 1, (tacit) eles/elas (referent: Todos os Estados): 1
2 os Estados_Unidos 0 90 PLACE 10 Os Estados_Unidos e: 3, Os Estados_Unidos: 1, todos os Estados_Unidos: 1, os Estados_Unidos: 5
3 Donald Trump 0 0 PERSON 7 (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 1, (tacit) ele/ela (referent: Trump): 1, o presidente Donald_Trump: 2, Trump: 2, Donald_Trump (apposition: o presidente norte-americano): 1
4 Texas 0 0 ORGANIZATION 6 (tacit) ele/ela (referent: O Texas): 1, o Texas: 2, O Texas: 2, Texas: 1
5 alta 0 70 NONE 5 uma alta maior: 1, uma alta preocupante: 1, alta: 2, a alta: 1
6 O Estado 0 0 PLACE 5 O Estado: 2, o Estado: 1, Estado: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Estado): 1
7 casos 0 0 NONE 4 os novos casos: 1, casos: 1, os casos novos: 1, os casos: 1
8 coronavírus 0 0 NONE 4 coronavírus: 2, o coronavírus: 1, o novo coronavírus: 1
9 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
10 nós 0 0 NONE 4 (tacit) nós: 4