Por: SentiLecto

Em um discurso curtoDonald Trump partiu para o ataque contra a China, acusando o país de ser o principal culpado pela pandemia do novo coronavírus. Donald Trump é o presidente dos EUA. Donald Trump é o presidente dos EUA. Tradicionalmente o segundo a falar na sessão de Debates Gerais da Assembleia Geral da ONU, Trump expôs suas vocábulos por vídeo, a partir da Casa Branca.

O novo programa de assistência –sobre o qual o Departamento de Agricultura deve divulgar detalhes nesta sexta-feira– está aproveitando os 14 bilhões de dólares em fundos complementares da Commodity Credit Corporation que o Congresso consentiu em pagar antecipadamente como parte da Lei de Ajuda e Segurança Econômica do Coronavírus , de acordo com quatro fontes familiarizadas com o assunto.O míssil ruma para a pista, uma imagem de satélite da qual se parece exatamente com a configuração de Andersen.

Na quinta-feira 03 de setembro a grande maioria dos líderes globais planeja discursar por meio de gravações de vídeo na Assembleia Geral da ONU, que será realizada neste mês, de acordo com uma primeira lista divulgada pela organização, que inclui os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump; da Rússia, Vladimir Putin; e da China, Xi Jinping.

A fala é a quarta proferida pelo republicano que, no passado, já ameaçou «arruinar totalmente» a Coreia do Norte, em 2017, e que foi alvo de risadas em 2018, quando alegou ter feito «mais do que qualquer outro governo de America na História». Trump discursou depois do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e do secretário-geral da ONU, António Guterres, que voltou a fazer um pedido por um armistício em todos os conflitos mundiais durante a pandemia.

Utilizando o termo «vírus chino», Trump abriu seu discurso de somente sete minutos mencionando algumas das ações adotadas durante a pandemia, como a fabricação em massa de respiradores, e a corrida por uma vacina ainda este ano . Indo além, acusou a China de ser a grande culpada pela pandemia, mencionando as críticas feitas à pinterdiçãode viagens adotada pelos EUA, e declarando que Pequim mentiu sobre a enfermidade, defendendo uma ação da ONU contra o país.

A determinação, exibida pela deputada democrata Grace Meng, foi aprovada por 243 a 163, refletindo em grande parte os alinhamentos partidários –14 republicanos votaram a favor com 229 democratas, e todos os votos opostos foram de republicanos.

— O governo de China e a Organização Mundial de Saúde, que é virtualmente controlada pela China, falsamente disseram que não havia evidências sobre transmissão entre humanos. Depois, falsamente declararam que pessoas assintomáticas não transmitiam a enfermidade. A ONU precisa responsabilizar a China por suas ações — alegou Trump.

Em tom de campanha, louvou as habilidades militares dos EUA, além dos acordos comerciais fechados com nações como o México. Em uma provocação direta ao Irã, elogiou a saída do acordo nuclear e mencionou nominalmente o homicídio do general Qassem Soleimani, em janeiro, como um dos grandes atos de seu governo. Ainda prometeu uma solução duradoura para o Afeganistão, incluindo a saída das tropas de America hoje no país.

— Os EUA estão satisfazendo seu destino de pacificadores. Mas é uma paz através da força — disse, declarando ainda que seu poderio militar está «mais forte do que jamais».

Conservando a linha nacionalista e eleitoral, concluindo o discurso dando a compreender que, no ano que vem, ele voltará a fazer um discurso na mesma Assembleia Geral. alegou: «Eu coloquei os EUA em primeiro lugar, assim como vocês teriam que colocar seus países em primeiro lugar».

Antes do discurso de Trump, a representante dos EUA no plenário fez elogios aos acordos mediados entre Israel, Emirados Árabes Unidos e Bahrein, assinados este mês. Também indicou a estratégia de aproximação entre Washington e a Coreia do Norte, mencionando os encontros com o líder de Noruega, Kim Jong Un. A apresentação indicou, em tons elogiosos, as ações para o Afeganistão, declarando que elas fizeram o mundo «um lugar mais seguro».

Houve uma ampliação de agressões verbais e físicas contra asiático-norte-americanos desde que o coronavírus foi alastrado por os EUA, e grupos civis e pesquisadores relataram milhares de incidentes desta espécie.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Na ONU, Trump agride a China e declara que país é o grande culpado pela pandemia
>>>>>Resolução da Câmara dos EUA rejeita retórica antiasiática, incluindo ‘vírus chinês’ de Trump – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Em Wisconsin, Trump anuncia pacote agrícola de US$13 bilhões – September 18, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Trump visita Califórnia e Biden fala em mudança climática em meio a incêndios florestais – September 14, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Pelo menos 8 morrem em incêndios florestais na Costa Oeste dos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Trump visitará Califórnia para obter informações sobre incêndios florestais – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Biden está 12 pontos à frente de Trump entre prováveis eleitores, diz pesquisa Reuters/Ipsos – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Biden faz alerta contra apressar vacina para Covid-19 e diz que não se pode confiar em Trump – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Vídeo da Força Aérea da China parece mostrar ataque simulado a base dos EUA em Guam – September 21, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Decisão favorável à China mostra necessidade de reforma da OMC, respondem EUA – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>EUA violaram regras com tarifas a produtos da China, afirma OMC – September 16, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Pequim anuncia restrições «recíprocas» a diplomatas americanos na China – September 11, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>China deixa de renovar credenciais de correspondentes de imprensa dos EUA – September 07, 2020 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Incêndios florestais nos EUA deixam 16 mortos e obrigam evacuação de 500 mil pessoas em Oregon – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>EXCLUSIVO-EUA impulsionam venda de armas para Taiwan, em provocação à China – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 a China 0 30 PLACE 7 (tacit) ele/ela (referent: a China): 3, a China: 4
2 Donald Trump 0 0 PERSON 6 Donald_Trump (apposition: o presidente de os EUA): 1, Trump: 5
3 ONU 0 0 ORGANIZATION 5 A ONU: 1, a ONU: 1, (tacit) ele/ela (referent: A ONU): 3
4 a representante de os eua 0 0 NONE 4 (tacit) ele/ela (referent: a representante de os EUA): 4
5 discurso 0 0 NONE 4 um discurso: 1, um discurso curto: 1, o discurso: 1, seu discurso: 1
6 os EUA 0 0 PLACE 4 Os EUA: 1, os EUA: 3
7 país 0 50 NONE 3 o país: 3
8 lugar 80 0 NONE 3 um lugar mais seguro: 1, primeiro lugar: 2
9 pandemia 0 100 NONE 2 a pandemia: 2
10 governo 130 0 NONE 2 qualquer outro governo americano: 1, seu governo: 1