Por: SentiLecto

Os neozelandeses se abraçaram e beijaram, foram às compras e planejaram fcelebraçõesnesta terça-feira, já que o país sinterrompeutodas as rlimitaçõesdo coronavírus pela primeira vez em mais de três meses enquanto grande parte do restante do mundo ainda enfrenta a pandemia.

Na segunda-feira, a nação de 5 milhões de moradores do sul do Pacífico disse estar livre do coronavírus, tornando-se um dos primeiros países do planeta a voltar à normalidade pré-pandemia.

Premier, logiou de a pandemia internacionalmente.N eclarou: «Hoje, 75 dias depois , estamos prontos para um regresso à normalidade»,.a segunda-feira 18 de maio – Jacinda Ardern se tornou a primeira-ministra mais popular da Nova Zelândia em um século, mostrou uma pesquisa da companhia Newshub-Reid nesta segunda-feira, graças à sua reação à Covid-19, que fez de seu país um dos mais bem-sucedidos na contenção da doenfermidadeA primeira pesquisa pública desde que a crise do coronavírus se instaurou mostrou que a popularidade do Partido Trabalhista de Ardern ampliou 14 pontos e chegou a 56,5% – a maior de qualquer partido em toda a história. Em contrapartida, a maior sigla do Parlamento, os Nacionais, perdeu 12,7 pontos e estava com 30,6% de aprovação. A se a realizou enquete entre 8 e 16 de maio, e se obteve metade de as respostas após a sanção de a verba federal em a quinta-feira. Como premiê, Ardern apareceu com 59,5%, uma ampliação de 20,8 pontos em relação à pesquisa anterior e a cifra mais alta de qualquer líder na história dos levantamentos da Reid Research. A enquete levou em contava o sentimento público nos últimos dias do estrito isolamento de nível três do país, que também teve suporte maciço – 92% dos entrevistados declararam ter sido a resolução certa. Faz 2 meses, a nação de o Pacífico ficou de » nível 4 que foram diminuídas em um grau «, em o final de abril. Ela continuou a impor medidas sociais rígidas a muitos cidadãos e negócios, auxiliando a evitar uma disseminação comunitária generalizada do vírus. Pontos comerciais como shopping centers, cinemas, cafés e academias reabriram na quinta-feira. A ascensão estratosférica de Ardern como premiê mais jovem do país e a terceira mulher a ocupar a posição levou os neozelandeses a cunharem a expressão «Jacindamania».

Isto significou o fim dos limites de pessoas em cafés, shopping centers, estádios, clubes noturnos e reuniões públicas e particulares. A vida praticamente voltou ao normal.

«Estou só caminhando pela cidade hoje, e vi mais pessoas do que vi em meses», declarou Steve Price, habitante da capital Wellington.

«As pessoas estão adquirindo, jantando e simplesmente passeando de mãos dadas… é lindo ver.»

Enquanto grandes economias, como Brasil, Reino Unido, Índia e Estados Unidos continuam a enfrentar obstáculos com o vírus, os habitantes da Nova Zelândia estão emergindo da pandemia.

Isto se deve em grande parte a meses de limitações, incluindo cerca de sete semanas de um isolamento rígido durante o qual a maioria das companhias ficou fechada e todos deveram ficar em casa, com exceção dos trabalhadores imprescindíveis.

Katy Ellis, do Mojo Coffee de Wellington, declarou que seu negócio retirou todas as medidas de distanciamento social.

O governo neozelandês anunciou hoje o relaxamento das medidas para o nível mais baixo, o que, na prática, significa que os cidadãos possam voltar ao trabalho e recomeçar suas atividades diárias.

Ellis declarou: «É isso que nos permite ter bastante mais gente no café, realmente auxiliou a instituir um grande alarde e um sentimento verdadeiro de mais normalidade, na verdade».

Escritórios reabriram, e os ônibus e trens públicos estavam cheios de usuários do transporte intermunicipal.

Muitos escritórios e negócios ainda têm frascos de gel antisséptico na entrada, embora não seja mais compulsório usá-lo.

Os bares estão reabrindo as pistas de dança e esperam bastante público na sexta-feira.

«Acabei de me dar conta… de que posso abraçar alguém hoje», declarou um usuário do Twitter, e #NZSemCovid era tendência na plataforma.

Jacinda Ardern elogiada por sua liderança durante a pandemia, declarou na segunda-feira que fez «uma dancinha» para comemorar o fim dos casos ativos no país. Jacinda Ardern é a primeira-ministra da Nova Zelândia. que fez «uma dancinha» para comemorar o fim dos casos ativos no país.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United Kingdom, United States, New Zealand, India, Brazil

Cities: Wellington

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Nova Zelândia recomeça vida ‘livre da Covid’ com compras, celebrações e trocas de abraços
>>>>>Nova Zelândia voltará amanhã à «normalidade» após superar Covid-19 – June 08, 2020 (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 5, me: 1
2 pandemia 0 250 NONE 5 a pandemia: 5
3 país 120 0 NONE 5 seu país: 1, o país: 4
4 Jacinda Ardern 150 0 PERSON 4 Jacinda_Ardern (apposition: A primeira-ministra de a Nova_Zelândia): 1, (tacit) ele/ela (referent: Ardern): 1, Ardern: 1, Jacinda_Ardern: 1
5 pontos 0 0 NONE 3 12,7 pontos: 1, 14 pontos: 1, Pontos comerciais: 1
6 isolamento 0 100 NONE 2 um isolamento rígido: 2
7 Parlamento 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: o Parlamento): 2
8 enquete 0 0 NONE 2 enquete: 2
9 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
10 isto 0 0 NONE 2 Isto: 2