Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cassatt Mary Nurse and Child 1896-97

Mensagens trocadas entre a professora Monique Medeiros da Costa e Silva, mãe do menino Henry Borel Medeiros, de 4 anos, e a baby-sitter Thayna de Oliveira Ferreira, de 25 anos, no dia 12 de fevereiro, revelam que ela sabia das agressões do médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho , contra o filho dela. Depois que a baby-sitter adverte, de acordo com as mensagens, a que o GLOBO teve acesso, a professora chega a lamentar pelo filho que o parlamentar estaria dentro do quarto com a criança. Thana relatou à patroa que o menino ddeclarouter levado «uma banda» e ter sido chutado, além de estar mancando e com o joelho doendo.

Em um trecho de uma conversa entre as duas, Monique se declara apavorada pelo fato de o menino estar no quarto com Dr. Jarinho na tarde do dia 12 de fevereiro:

Monique pede para Thayna entrar no local:

A baby-sitter então tira o menino do quarto e declara para a mãe que ele não deseja ficar sozinho na sala. E manda uma fotografia com Henry em seu colo:

Já nesta parte, Monique declara «coitado do filho», ao saber que o menino desejava que a baby-sitter ficasse ao lado dele:

A mãe então pede a funcionária que dê um banho na criança, e mas Thayna responde que Henry «não deseja entrar ali no corredor»:

Nesta parte da conversa, Thayna relata à patroa que Henry qdesejavaficar no colo dela e que reclamou que «o joelho estava doendo»:

Monique então pergunta se a criança não relatou o quando estava no quarto com o padastro, que ocorreu. Ela à baba: ddeclarou «Vuando chegar», ou descobrir qEm outro ponto da conversa, Thayna spropõeque Monique apareça em casa de surpresa. Ainda que Jairinho teria levado o menino para o quarto do casal e Monique, ela declara alega que instalará uma câmera no local e pede para a babá auxiliar-la a encontrar um local para colocar o aparelho, «masdeve serr imperceptível»:

Quando está com ela, a baby-sitter revela que tem medo de que a criança caia porque não sabe «o que Jairinho faz quando chega, depois ele tá machucado»:

Monique revela estranhamento porque, ele lhe declarou, apesar de Jairinho estar em casa há mais tempo que «chegou agora em casa»:

Thayna conta a Monique que, após tirar o menino do quarto, Henry lhe relatou que levou uma «banda» e o padrasto chutou ele:

Em seguida, a baby-sitter declarou que Henry estava mancando e ainda lhe manda um vídeo com o garoto:

Ainda que Henry reclamou, thayna declara «da cabeça», que estava doendo, e pediu para não lavar o local. A mãe indaga: «Vai ser que ele bateu a cabeça?»:

Dr. Jairinho e a professora, presos nesta quinta-feira acusados de tentar atrapalhar os inquéritos, serão indiciados por assassinato duplamente qualificado. Ainda que o casal torturou o menino Henry Borel Medeiros, após um mês de inquéritos, o delegado Henrique Damasceno acredita , de 4 anos, sem possibilidade de defesa. O delegado Henrique Damasceno é titular da 16ª DP . Se condenados, eles podem ficar até 30 anos presos. O parlamentar, que foi afastado pelo seu partido e pode perder a posição, impunha uma rotina de violência ao enteado, é o que deduziram os inquéritos da Polícia Civil após escutar 18 testemunhas na investigação. Para o delegado, «há provas contundentes que revelam fundadas razões de autoria de crime hediondo”.

Foram feitas perícias também nos 11 celulares e computadores apreendidos com o engenheiro Leniel Borel de Almeida além da sua ex-mulher e do vereador. O engenheiro Leniel Borel de Almeida é o pai do menino. Faz 2 meses, eles conseguiram recuperar as mensagens trocadas entre a professora e a baby-sitter de o menino que mostram a funcionária advertindo a patroa sobre as agressões cometidas por Jairinho.

Faz 3 dias, quatro novos posts foram feitos, em a manhã de esta terça-feira, dia 6. Neles, havia vídeos com os relatos de quatro supostas testemunhas. Com as facezinhas cobertas, eles rebatem as denúncias de agressões feitas por uma ex-namorada de Jairinho em testemunho prestado na 16ª DP , na investigação que apura a morte de Henry. Além de um homem que se declara amigo do parlamentar, três mulheres que trabalham com ele exibem outra versão para o relato da cabeleireira. Eles declaram que a moça “se apaixonou” pelo vereador enquanto ele era casado e “perturbou” a sua vida e da sua ex-mulher, a dentista Ana Carolina Ferreira Netto.

Na sábado 27 de março pai do médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho , o policial militar e deputado estadual Jairo de Souza Santos não teve seu celular apreendido nesta sexta-feira, dia 26, pelava 16ª DP . Jairo de Souza Santos é o Coronel Jairo . Faz 3 anos, quando foi preso, o parlamentar afirmou a o delegado Henrique Damasceno que o aparelho já havia sido levado por agentes de a Polícia Federal durante a operação Furna da Onça, uma de os períodos de a Lava Jato em o Rio O delegado Henrique Damasceno é titular da distrital.

O testemunho da babá foi um dos fundamentos para o pedido de prisão. De acordo com a polícia, ela teria mentido e alegado que a família vivia em harmonia e que jamais havia presenciado nenhuma irregularidade no apartamento onde moravam, no condomínio Majestic, na Barra da Tijuca. Para a polícia, que já sabe que a criança levava do parlamentar chutes, bandas e pancadas na cabeça com o conhecimento de Monique, Thayna de Oliveira Ferreira, de 25 anos, poderia estar sendo influída pelo casal. Nesta quinta-feira, além da prisão do casal, a polícia satisfez mandado de busca e apreensão na casa de Thayna e apreenderam o celular dela.

A investigação assinala que menino chegou ao condomínio Majestic levado pelo pai, o engenheiro Leniel Borel de Almeida, por volta de 19h20m do dia anterior à morte. Monique teria dado banho no filho e o colocado para dormir no quarto que dividia com Jairinho, que contou que, foi em um boneco, durante a graduação, apesar de ter formação em Medicina, jamais exerceu o ofício e a última massagem cardíaca que realizou. Quando já tinham pego no sono após supostamente assistir a uma série na TV, por volta de 3h30m de acordo com testemunho, a professora e o vereador declararam ter encontrado a criança caído no chão do cômodo, com pés e mãos gelados e olhos revirados.

Ao ser questionada durante seu testemunho, Monique alegou acreditar que Henry possa ter acordado, ficado em pé sobre a cama, desequilibrado-se ou até tropeçado no encosto da poltrona e caído no chão. Também na delegacia, Jairinho contou que, após escutar os gritos da mulher, andou até o quarto, colocou a mão no braço de Henry e notou que o menino estava com temperatura bem abaixo do normal e com a boca aberta, parecendo respirar mal. O vereador declarou que acreditou que Henry havia broncoaspirado, mas seu quadro evoluía mal, já que no percurso para a clínica não respondeu à respiração boca a boca nem aos estímulos feitos por Monique.

Procurado pelo EXTRA, o advogado informou que instituíram-se as redes para exibi informações importantes sobre o caso Henry, seguidas de denúncias absurdas e infundadas”.Faz 8 meses, de acordo com o testemunho prestado por Monique, ela e Jairinho se conheceram durante um almoço profissional em o Shopping Village Mall, em a Barra da Tijuca de o ano passado. Um mês depois, começaram a namorar e, em novembro, eles selecionaram o apartamento do Majestic para morarem com Henry.Dados telefônicos e telemáticos serão extraídos dos 11 aparelhos — do pai, da mãe e do padrasto de Henry — que foram apreendidos. A resolução judicial deferiu também a quebra dos sigilos dos nove celulares e dois laptops recolhidos nas casas de Leniel, no Recreio dos Bandeirantes, e de Monique e Jairinho, em Bangu. Os aparelhos já estão com os profissionais do serviço de áudio e imagem, do setor de perícia de informática do ICCE, onde parte da equipe tem formação em TI.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Gambia

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Babá declarou a Monique que Henry estava ‘mancando’ e havia levado ‘banda’ e chute após ter ficado no quarto com Dr. Jairinho
>>>>>Dr. Jairinho e mãe de Henry criam perfil em rede social e site para falar sobre investigação do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso autista agredido: vizinha cuspiu e empurrou mãe de jovem após reclamar de carro danificado – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jarinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jairinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caso Henry: porta-retratos de apartamento de Dr. Jairinho teriam sido trocados após a morte do enteado – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino pedem a anulação na Justiça de possíveis provas do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Thayna de Oliveira Ferreira 0 0 PERSON 20 ela (referent: Thayna): 1, Ela (referent: Thayna): 1, Thayna: 6, (tacit) ele (referent: Thayna): 1, Thayna_de_Oliveira_Ferreira de 25 anos: 1, a babá Thayna_de_Oliveira_Ferreira de 25 anos: 1, (tacit) ele/ela (referent: Thayna): 6, ele (referent: Thayna): 3
2 Monique da Medeiros Costa 0 100 PERSON 17 Monique: 12, (tacit) ele/ela (referent: Monique): 4, ela (referent: Monique): 1
3 Henry Borel Medeiros 0 60 PERSON 12 o menino Henry_Borel_Medeiros: 1, (tacit) ele/ela (referent: Henry): 2, Henry: 9
4 Jairinho 0 0 PERSON 9 Jairinho: 8, o Dr._Jairinho: 1
5 menino 80 0 NONE 7 o menino: 6, menino: 1
6 eu 0 0 NONE 6 (tacit) eu: 6
7 babá 0 0 NONE 5 a babá: 3, A babá: 2
8 criança 0 0 NONE 5 a criança: 5
9 ela e Jairinho 0 0 PERSON 5 (tacit) eles (referent: ela e Jairinho): 1, ela e Jairinho: 1, (tacit) eles/elas (referent: ela e Jairinho): 2, eles (referent: ela e Jairinho): 1
10 mãe 0 0 NONE 5 a mãe: 2, A mãe: 3