Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Faz 1 mês, o novo testemunho de a baby-sitter de o menino Henry Borel Medeiros, Thayna de Oliveira Ferreira, a o delegado Henrique Damasceno, titular de a 16ª DP, revelou detalhes assustadores de os últimos meses de vida de a criança de 4 anos, morta em o último. Além de admitir que mentiu em seu primeiro interrogatório aos investigadores, ela contou que presenciou pelo menos três vezes as agressões do médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior o Dr. Jairinho , preso acusado de envolvimento na morte. Ainda de acordo com o testemunho, a mãe de Henry, que também está presa, não só sabia das agressões, como pediu para a babá mentir.

Caso Henry: Veja imagens do menino de 4 anos e dos envolvidos no caso da sua morte

Em seu testemunho, Thayna contou aos investigadores nesta segunda-feira que a professora Monique Medeiros da Costa e Silva pediu que ela apagasse as mensagens em que relatava as agressões contra o menino. Segundo ela, o pedido foi feito após a morte de Henry, no escritório do advogado de Dr. Jairinho. No local, ela conta que a professora teria sido incisiva, o que deixou ela intimidada:

A investigação assinala que menino chegou ao condomínio Majestic levado pelo pai, o engenheiro Leniel Borel de Almeida, por volta de 19h20m do dia anterior à morte. Monique teria dado banho no filho e o colocado para dormir no quarto que dividia com Jairinho. Quando já tinham pego no sono após supostamente assistir a uma série na TV, por volta de 3h30m de acordo com testemunho, a professora e o vereador declararam ter encontrado a criança caído no chão do cômodo, com pés e mãos gelados e olhos revirados.

Na sexta-feira 19 de março desde a madrugada do último dia 8, a Polícia Civil do Rio investigava a morte de Henry Borel Medeiros, de 4 anos. A mãe levou o menino , a professora Monique Medeiros da Costa e Silva de Almeida, e seu namorado, o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho , a uma clínica particular na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, aparentemente com obstáculos para respirar. De acordo com o laudo de exame de necrópsia, a causa da morte da criança foi sangramento interna e laceração hepática, provocada por ação contundente.

Jairinho Manhães é um produtor musical, arranjador, maestro e cantor brasileiro. Jairinho Manhães é nome artístico de Jairo Manhães Guimarães.

«Monique então começou a falar para a declarante que quando ela fosse depor em sede de Polinesia Francesa era para ela falar que jamais havia visto nada, que jamais havia escutado nada e que era para apagar todas as mensagens Que Monique mandou a declarante não relatar

Nada, nem sobre as brigas do casal, nem sobre as agressões que Henry padeceu», declara trecho do testemunho que o GLOBO teve acesso.

Lesões: Laudo assinalou 23 lesões no corpo da criança «Perguntada sobre a razão de ter mentido em seu primeiro testemunho, a declarante respondeu que mentiu por medo, já que, por ter visto o que Jairinho, que relatou o problema, tinha feito contra uma criança, ficou com medo que algo também pudesse ocorrer com ela própria», declara outro trecho do testemunho. Inda que associou as agressões que o menino padecia ao fato de ele ter sido encontrado morto em dentro de casa:, em seu relato à polícia, a bbaby-sitterconta a» Que a declarante, quando soube doatespéciede lesão que Henry tinha spadecidologo associou às agressões que Jairinho cometia contra o menino», quando mofaleceu

Necropsia feita no corpo de Henry mostra que ele faleceu de sangramento interna devido à laceração no fígado, cprovocadapor ação contundente. Se o machucou também em a cabeça. Os peritos já sabem que acidente doméstico não provocou as lesões.Quem declarou ter visto reunida no máximo, quando foi escutada pela primeira vez, a funcionária havia negado ter presenciado qualquer irregularidade na família, a quatro vezes. Na ocasião, ela contou que costumava dar banho em Henry e garantiu jamais ter visto qualquer marca de violência em seu corpo. Ela relatou que Monique “se esforçava para comprazer o filho de todas as maneiras e provava carinho com ele”. E contou também que Henry, às segundas-feiras, lhe fazia algumas pquestões como “Tia, por que existe a separação?” Para essa questão, ela ddeclarater respondido: “Paras as pessoas não ficarem brigando, é melhor que se separem.”

Ainda que o próprio Henry teria contado à mãe sobre os episódios de agressão, thayna revelou.No dia 12 de fevereiro, quando ele relatou à babá sobre levar chutes e até uma banda por parte de Jairinho, Monique teria pedido para falar com o menino.

Relatório do testemunho de Thayna.

P z o: «Por chamada de vídeo, relatou à mãe as agressões spadecidas exatamente como havia feito à declarante, pedindo que Monique chegasse logo»,.ai de Henry: ‘Ela teve um baque ao saber que estava grávida’, declara o pai de Henry sobre Monique, a mãe do menino morto

«Que Thalita confirmou que Henry tinha passado mal e falecido, e logo desligou o telefone. Que, então, a declarante mandou mensagem à Monique, porém esta não respondeu», declara trecho do documento.

Segundo a baby-sitter, Thalita também teria chamado ela para conversar em sua casa. No local, a irmã do vereador teria falado para ela apagar as mensagens e deixado claro que ela não teria que contar a verdade sobre o caso à polícia:

Monique revela estranhamento porque, ele lhe declarou, apesar de Jairinho estar em casa há mais tempo que «chegou agora em casa»:

«Que a declarante sabia que seu testemunho em sede de Polinesia Francesa estava próximo e que desejava falar a verdade, pois estava com medo, porém

Ainda que seu noivo já trabalhou na Prefeitura do Rio, no testemunho, a baby-sitter revela , na administração de Marcelo Crivella, por indicação de Jairinho, assim como uma tia dela. Quando Crivella saiu da prefeitura, ambos, segundo Thayna, deixaram o governo. Ainda segundo o testemunho, um tio dela é assessor pessoal do vereador.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Caso Henry: compreenda os principais pontos do novo testemunho da babá
>>>>>Babá disse a Monique que Henry estava ‘mancando’ e havia levado ‘banda’ e chute após ter ficado no quarto com Dr. Jairinho – April 08, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Dr. Jairinho e mãe de Henry criam perfil em rede social e site para falar sobre investigação do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Caso autista agredido: vizinha cuspiu e empurrou mãe de jovem após reclamar de carro danificado – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jarinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Caso Henry: pai diz não ter dúvida de envolvimento do Dr. Jairinho e disse querer ser ouvido de novo pela polícia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: porta-retratos de apartamento de Dr. Jairinho teriam sido trocados após a morte do enteado – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino pedem a anulação na Justiça de possíveis provas do caso – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Caso Henry: ex-babá de menino morto presta novo depoimento à polícia – April 12, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso Henry: Dr. Jairinho e mãe do menino pedem a anulação na Justiça de possíveis provas – April 07, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Dr. Jairinho recorreu a executivo da área da saúde para que corpo de Henry não fosse ao IML – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caso Henry: babá diz em depoimento que mentiu por medo de Dr. Jairinho – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Jairinho Manhães 240 50 PERSON 13 Jairinho: 6, ela (referent: Jairinho_Manhães): 1, Ela (referent: Jairinho): 1, Jairinho_Manhães (apposition: nome artístico de Jairo_Manhães_Guimarães): 1, (tacit) ele/ela (referent: Jairinho): 4
2 Thayna 0 0 PERSON 13 ela (referent: Thayna): 3, Thayna: 3, Thayna_de_Oliveira_Ferreira: 1, (tacit) ele/ela (referent: Thayna_de_Oliveira_Ferreira): 2, ele (referent: Thayna): 1, (tacit) ele/ela (referent: Thayna): 2, ela (referent: Thayna_de_Oliveira_Ferreira): 1
3 Henry de 0 145 PERSON 11 Pai_de_Henry: 1, Henry: 6, o próprio Henry: 1, Ele (referent: Henry): 1, ele (referent: Henry): 1, Caso Henry: 1
4 Monique da Medeiros Costa 0 0 PERSON 10 a Monique: 1, (tacit) ele/ela (referent: Que_Monique): 1, Monique: 7, (tacit) ele/ela (referent: Monique): 1
5 declarante 0 230 NONE 7 a declarante: 7
6 agressões 0 180 NONE 7 as agressões: 6, as agressões sofridas: 1
7 depoimento 0 0 NONE 7 seu primeiro depoimento: 1, seu depoimento: 2, depoimento: 1, o depoimento: 3
8 eu 0 0 NONE 7 (tacit) eu: 7
9 menino 0 75 NONE 5 o menino: 3, menino: 1, O menino: 1
10 Laudo 0 40 PERSON 5 ela (referent: Laudo): 1, Laudo: 1, (tacit) ele/ela (referent: Laudo): 3