Por: SentiLecto

O delegado Henrique Damasceno deduziu, nesta segunda-feira, dia 3, o relatório do investigação que apura a morte de Henry Borel Medeiros, de 4 anos. O delegado Henrique Damasceno é titular da 16ª DP . Se indicia a mãe a professora Monique Medeiros da Costa e Silva em o documento, a mãe, a professora Monique Medeiros da Costa e Silva, e o padrasto do menino, o médico e vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho , pelo crime de assassinato duplamente qualificado do menino. O pedido da conversão da prisão provisória do casal em preventiva também foi feito. Os documentos estão sendo encaminhados ao promotor Marcos Kac, do Ministério Público do Rio, que terá que oferecer eventual acusação a juíza Elizabeth Louro Machado, titular do II Tribunal do Júri, nos próximos dias.

Lembrança: No dia em que Henry faria 5 anos, pai relembra última celebração de aniversário da menino

Escutará-se Monique com a finalização de a investigação, não por a segunda vez em a delegacia, como havia sido requerido por sua nova defesa. Ao assumirem o caso, os advogados Thiago Minagé, Hugo Novaes e Thaise Mattar informaram que a professora acenava por uma vontade de “contar a verdade” sobre o que acontecera no apartamento 203 do bloco I do condomínio Majestic, no Cidade Jardim, na madrugada de 8 de março. No primeiro testemunho, oito dias depois, ela informara que vai encontrar o filho no chão, com pés e mãos gelados e olhos revirados, e declarou acreditar que ele tinha caído da cama.

— A nossa estratégia é que ela declare a verdade. A prisão de Monique foi a melhor coisa que ocorreu, foi a libertação contra a opressão e o medo. E a Monique precisa ser ouvida, até agora ela não falou por ela — declarou, no último dia 14, a advogada Thaise Mattar.

Em mensagens recuperadas no celular da professora pela Polícia Civil, que constam na investigação e foram obtidas com exclusividade por O GLOBO, Monique provava já ter vontade de montar uma estratégia de defesa separada, em 16 de março. “Procurarei outro advogado. Sabe por quê? Porque ele é seu advogado e não o meu. Vai ser você, não a mim”, escreveu em mensagem mandada à Jairinho, se for para defender alguém.

Por outro lado, de acordo com o laudo da tomografia computadorizada realizada por ela no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, ao qual o GLOBO teve acesso exclusivo, 5% dos pulmões dela estavam comprometidos pela enfermidade, no dia 20. Trecho do laudo, que ainda que a área afetada é o lobo inferior esquerdo do pulmão, relata declara: «A extensão do acometimento do parênquima pulmonar é de 5%».Em outra ocasião, declarou a avó, a menina precisou imobilizar um braço por conta de uma lesão. Jairinho teria afirmado que ela havia se machucado numa aula de judô. No entanto, o professor negou essa versão.Também ocupa a cela D um homem acusado crimes contra a previdência social, através de um esquema de fraudes de vantagens do Instituto Nacional do Seguro Social ; um funcionário do aeroporto internacional do Rio que teria liberado a entrada de uma remessa de drogas ao estado; além de outros dois presos. A galeria conta com beliches, cinco toalete e três chuveiros. Todos têm direito a quatro refeições e duas horas de banho de sol diárias no pátio.

No domingo 04 de abril o pai do menino Henry Borel, de 4 anos, que faleceu no dia 8 de março, Leniel Borel, coordenaria uma carreata para pedir justiça pela morte do filho nesta segunda-feira, dia 5, a partir das 17h. O engenheiro fez uma convocação pelas suas redes sociais. A concentração estava marcada para subprefeitura da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, e o grupo seguiria até a 16ª DP , onde o caso era investigado. A polícia investigava como quando o menino estava no apartamento junto com a mãe, professora Monique Medeiros da Costa e Silva, ocorreu a trágica morte, e o padrasto, o médico e o vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho .

Faz 1 mês, o casal foi preso em as casas de seus familiares, em Bangu. Quatro dias depois, os advogados de Monique entregaram na 16ª DP uma procuração assinada pela moça dando poderes a eles como seus novos representantes. Entre as novas informações que seriam prestadas na delegacia está a de que a professora padecia uma rotina de agressões por parte de Jairinho, tendo sido até enforcada por ele no apartamento.

Atualmente, a unidade de Bangu 8, com habilidade para 140 presos, tem a metade desse número, divididos em cinco galerias. Todos têm diploma de curso superior ou têm envolvimento em inquéritos da operação Lava Jato. Na galeria E, por exemplo, está o ex-governador Sérgio Cabral.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Caso Henry: polícia indicia Dr. Jairinho e a mãe do menino por assassinato duplamente qualificado
>>>>>Caso Henry: após quarentena, Jairinho deixa isolamento e vai para cela coletiva em presídio – April 29, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso Henry: ‘Peça de ficção’, diz advogado de Jairinho sobre carta de Monique – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio define abertura de cassação do Dr. Jairinho por unanimidade – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Caso Henry: acusado de assassinar o enteado, Jairinho se mostrava violento na infância – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caso Henry: filhos de ex-namoradas de Jairinho contam como eram torturas – April 30, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Caso Henry: inquérito deve terminar na quinta; polícia não planeja ouvir Monique – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Fora do isolamento, Jairinho divide cela com presos por tráfico, fraude no INSS e envolvimento com a milícia – April 30, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Em carta, Monique contradiz depoimento e afirma que foi Jairinho quem encontrou Henry caído no chão – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 0 60 NONE 6 (tacit) eu: 6
2 GLOBO 60 0 ORGANIZATION 3 o GLOBO: 1, (tacit) ele/ela (referent: o GLOBO): 2
3 Jairinho 0 0 PERSON 3 Jairinho: 2, ela (referent: Jairinho): 1
4 Monique da Medeiros Costa 0 0 PERSON 3 a Monique: 1, Monique: 2
5 apartamento 0 0 NONE 3 o apartamento: 3
6 presos 0 160 NONE 2 140 presos: 1, outros dois presos: 1
7 casal 0 80 NONE 2 O casal: 1, o casal: 1
8 professora 0 75 NONE 2 a professora: 2
9 coisa 200 0 NONE 2 a melhor coisa: 2
10 todos 170 0 NONE 2 Todos: 2