Por: SentiLecto

O estupro cometido por pelo menos seis homens contra uma aluna de 14 anos, no Morro do Cantagalo, na Zona Sul do Rio, pode ter durado até duas horas. A informação é resultado dos inquéritos sobre o caso, governadas pela 13ª DP . Todos os acusados, três deles menores de idade, afirmam que tiveram relações sexuais com a adolescente de forma consensual.

De acordo com os testemunhos prestados, ela saiu de casa no começo da madrugada de 27 de setembro, com duas amigas, sem a aprovação dos pais – a última vez que a menina foi vista pela mãe foi por volta das 22h30. Acompanhada de duas amigas, também menores de idade, a aluna foi a uma localidade conhecida como Ladeira, onde jovens se reúnem para beber, escutar música e conversar.

Chegando no local, as adolescentes encontraram Dhonathan Moraes de Araújo Clementino ambos de 18 anos Dhonathan Moraes de Araújo Clementino é robert de Souza Brandao Casciano.; Danilo Luiz Cabral de Souza, de 19; além de três adolescentes, de 16 e de 14, que já eram conhecidos do grupo. A vítima e eles teriam bebido «Audácia»5, mesclado com vodka. «Ousadia» é um drink com teor alcoólico de %13. As demais meninas, que afirmam não ter bebido, teriam se dispersado e seguido para uma celebração na favela.

Por volta de 3h, os rapazes teriam levado a aluna para a laje de uma casa em construção, onde ela teria sido abusada, já inconsciente. A menina contou em testemunho que, ao regressar a lucidez, estava em cima de uma mesa sendo abusada por eles. A análise feita pela Delegacia da Criança e Adolescente Vítima deixa claro que em nenhum momento ela teve vontade de praticar os atos.

Na sua vez, a jovem prestou testemunho na DCAV seguindo os protocolos de crime com violência sexual. Um laudo do Instituto Médico Legal confirmou a violência sexual padecida pela adolescente.A mãe da vítima procurou a 13a DP para delatar o crime, na segunda-feira . Faz 1 mês, segundo o testemunho prestado em a Delegacia da Criança e Adolescente Vítima, a adolescente declarou acreditar que se a colocou alguma espécie de substância em sua bebida alcoólica durante uma celebração em a comunidade,.A jovem prestou testemunho na DCAV seguindo os protocolos de crime com violência sexual. Um laudo do Instituto Médico Legal confirmou a violência sexual padecida pela adolescente.Eloisa está no Brasil desde janeiro. No Rio, teve um namorado, com quem já rompeu. O rapaz teria, auxiliado no resgate, persuadindo a jovem a sair da comunidade e acompanhar os policiais da Operação Ipanema Presente.

Duas horas depois, todos os acusados saíram do local e regressaram a Ladeira. Se encontrou a vítima pouco depois de as 5h, por suas amigas, rodeada de crianças entre 6 e 7 anos, que pediam ajudinha por ela. A menina declarava estar tonta e visivelmente debilitada. Na ajudinha para casa, ela chegou a desmaiar no percurso. Ao receber a filha, a mãe imediatamente o levou ao Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, onde ela ficou internada por três dias.

Se a encaminhou de onde em a DCAV, quatro dias depois da alta médica, a mãe da vítima procurou a 13ª DP.De acordo com o delegado Felipe Santoro, os testemunhos, o laudo pericial e as demais provas colhidas na investigação corroboram a versão exibida pela vítima. Em menos de 72 horas , o estupro os culpados identificou e tiveram as prisões decretadas por a Justiça.

Procurado pelo EXTRA, o advogado Diego Leal, que defende os acusados, alegou que eles estão à disposição da Justiça e irão pconfirmara inocência.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Estupro coletivo no Cantagalo pode ter durado até duas horas, declara polícia
>>>>>Polícia prende sexto acusado de estupro coletivo no Rio – October 14, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Suspeitos de estupro coletivo contra jovem em favela no Rio dizem à polícia que relação foi consensual – October 10, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Polícia investiga estupro coletivo em favela da Zona Sul do Rio – October 08, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Vítima de estupro coletivo no Rio disse que foi dopada por abusadores – October 08, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Suspeitos de estupro coletivo no Rio são conhecidos da vítima, diz vizinha de estudante que sofreu abuso – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>‘Feliz’ e ‘fora de perigo’, declarou em delegacia modelo internacional encontrada no Rio – October 09, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>‘Eloisa Fontes é uma grande vítima do meio, da moda e da vida’, diz amiga de modelo resgatada em favela – October 08, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Eloisa Fontes: promessa das passarelas de Nova York vivia em situação de rua no Rio – October 08, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Eloisa Fontes foi convencida por olicial que a resgatou a ser internada em hospital no Rio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Eloisa Fontes foi convencida por policial que a resgatou a ser internada em hospital no Rio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Mãe da modelo Eloisa Fontes vai aguardar alta da filha para encontrá-la no Rio – October 13, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Modelo Eloisa Fontes anda com mochila com documentos e cartas de referências de fotógrafos internacionais – October 08, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Polícia detém sexto acusado de estupro coletivo de adolescente no Rio – October 14, 2020 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 violência 0 320 NONE 4 violência sexual: 2, a violência sexual: 2
2 depoimento 0 0 NONE 4 o depoimento prestado: 1, depoimento: 3
3 jovem 0 160 NONE 3 a jovem: 2, A jovem: 1
4 acusados 0 150 NONE 3 os acusados: 1, Todos os acusados: 1, todos os acusados: 1
5 menina 0 110 NONE 3 a menina: 1, A menina: 2
6 DCAV 0 0 ORGANIZATION 3 a DCAV: 3
7 DP 0 0 ORGANIZATION 3 13a DP: 1, a 13ª DP: 1, 13ª DP: 1
8 adolescente 0 0 NONE 3 a adolescente: 3
9 os protocolos de crime 0 160 NONE 2 os protocolos de crime: 2
10 um laudo de o instituto_médico_legal 0 150 NONE 2 Um laudo de o Instituto_Médico_Legal: 2