Por: SentiLecto

Os 12 PMs envolvidos na ação que redundou na morte de Kathlen de Oliveria Romeu, a grávida de 24 anos morta no Complexo do Lins, na última terça-feira, serão afastados da patrulha., que vão ficar trabalhando no administrativo, Enquanto o caso for investigado, segundo a Polícia Militar, a resolução irá durar. Nesta sexta, a família da jovem assassinada foi à Delegacia de Homicídios da Capital, na Barra, para prestar dtestemunhos

Inquérito: PM declara que se o conservou local de a morte de Kathlen, mas se recolheu munição antes de a perícia

Desde a morte da jovem, confirmada na noite de ontem após ela ser levada para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier, a família alega que a comunidade estava serena, quando de repente teve começo um intenso tiroteio. Quando um intenso tiroteio iniciou, a avó de Kathlen, Sayonara, que mora no local contou que andavam tranquilas pela rua. Ela tentou proteger a neta, mas Kathlen já tinha sido atingida.

Se os afastou de as ruas, no início da manhã desta sexta-feira, o porta voz da PM, o major Ivan Blaz, informou ao GLOBO/EXTRA que, por resolução do comando da UPP Lins, todos os 12 PMs envolvidos na ação que redundou na morte da grávida.

— Essa resolução é para dar lisura durante o processo de inquérito. Durante todo o processo eles vão ficar em trabalho interno — explicou Blaz.

Recebeu-se a polícia desabafo : ‘ não a tiros, quem a tiros foi a minha filha ‘, desabafa mãe de grávida morta em o Lins

Desde terça, nove dos 12 de Polinesia Francesa militares da Unidade de Polícia Pacificadora Lins prestaram testemunhos. Um cabo afirmou que atirou cinco vezes. Já o Ministério Público do Rio MPRJ) instaurou um procedimento investigatório criminal para apurar as circunstâncias do assassinato da designer de interiores, e deseja saber “se houve crime militar”.

De acordo com informações da Secretaria municipal de Saúde do Rio, ela já chegou à unidade de saúde sem vida.De acordo com informações da Secretaria municipal de Saúde do Rio, ela já chegou à unidade de saúde sem vida.’Jamais vai ser esquecida’: viúvo de grávida morta no Complexo do Lins posta despedidaNa manhã desta quarta-feira, Jackeline de Oliveira Lopes, mãe de Kathlen, fez um pedido para que cessam as mortes de inocentes nas comunidades e criticou a atuação da polícia. No Instituto Médico Legal , onde compareceu com outros parentes para fazer a liberação do corpo da filha ela declarou: «A PM deu tiros inconsequentemente e executaram a minha filha. Não foi bala perdida»

Nesta quinta, quatro PMs estiveram na DHC. Todos eles na condição de testemunhas. O inquérito vai ficar a cargo da 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada do Núcleo Rio. No entanto, como PMs da UPP do Lins trocaram tiros com traficantes no momento em que a vítima foi baleada, a promotoria de justiça que atua junto à Auditoria Militar também irá apurar o caso. Vão ser duas inquéritos do MP ao mesmo tempo.

Essa promotoria que atua nos processos da Auditoria de Justiça Militar também abriu um PIC, desta vez para investigar se houve um «eventual crime militar relacionado ao caso». Para isso, o promotor já pediu à Corregedoria da Polícia Militar do Rio que instaure uumaiinvestigaçãopde Polinesia Francesamilitar para apurar aoccomportamentodos policiais militares na ação que rredundouna morte de Kathlen.

No início da tarde de quinta, a PM informou que “em paralelo àosiinquéritosda Polícia Civil, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora instaurou um procedimento apuratório para averiguar as circunstâncias do fato”. A pasta garantiu que “o se o conservou local e a perícia foi acionada”. A instituição ainda não começou a resolução do MP.

Uma equipe da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio acompanhará a família durante o testemunho na DH. O grupo assistirá os parentes psicologicamente e cobrar dos órgãos oficiais o andamento dos inquéritos. Agentes formam o núcleo de a Comissão de Direitos Humanos da Ordens dos Advogados do Brasil , a Comissão de Direitos Humanos da Alerj , a Comissão de Direitos Humanos da Defensoria Pública de o estado , a Ouvidoria da Defensoria e o Movimento Mães do Rio.

Na tarde de quinta, o deputado Alexandre Gomes Knoploch dos Santos , com um forte aparato de segurança, utilizando um colete a provas de balas e portando um fuzil, esteve no local onde Kathlen foi morta.

A visita surpresa de Knoploch ao local – que mobilizou toda a equipe da UPP Lins para fazer sua segurança – foi vista por parentes de Kathlen como “uma afronta, um desrespeito a memoria da jovem e uma ação política”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Gambia

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>PMs envolvidos no caso Kathlen, no Lins, são afastados durante inquérito
>>>>>Vinte e uma armas de PMs são apreendidas após morte de grávida no Lins; ela foi atingida uma vez no tórax – June 09, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Grávida é baleada em tiroteio no Lins de Vasconcelos – June 08, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Grávida morre após ser baleada em tiroteio no Lins de Vasconcelos – June 08, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>‘Ela estava na melhor fase da vida’, diz pai da grávida alvo de bala perdida no Complexo do Lins – June 09, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Viúvo de grávida morta no Complexo do Lins posta despedida: ‘Nunca será esquecida’ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>’Fico assustada pensando em como vai ser’, disse grávida alvo de bala perdida ao anunciar gestação dias antes de morrer – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Grávida morta no Lins foi baleada no tórax; 21 armas de PMs que participaram da troca de tiros são apreendidas – June 09, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>Corpo de grávida morta no Complexo do Lins é velado no Rio – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 tiros 0 80 NONE 5 tiros: 5
2 Os 12 PMs envolvidos em a ação a grávida de 24 anos morta em o Complexo_do_Lins em a última terça-feira serão afastados de a patrulha 0 520 OTHER 4 (tacit) eles (referent: os 12 PMs envolvidos): 1, Os 12 PMs envolvidos em a ação a grávida de 24 anos morta em o Complexo_do_Lins em a última terça-feira serão afastados de a patrulha: 2, os 12 PMs envolvidos: 1
3 PM 0 80 ORGANIZATION 4 a PM: 1, A PM: 1, (tacit) ele (referent: PM): 1, PM: 1
4 ação 0 0 NONE 4 uma ação política: 1, a ação: 3
5 inquérito 0 15 NONE 3 um inquérito policial militar: 1, Investigação: 1, A investigação: 1
6 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
7 local 0 0 NONE 3 local: 3
8 procedimento 0 80 NONE 2 um procedimento investigatório criminal: 1, um procedimento apuratório: 1
9 Kathlen 80 70 PERSON 2 Kathlen: 2
10 a unidade de saúde 160 0 NONE 2 a unidade de saúde: 2