Por: SentiLecto

Cinco toneladas de produtos falsificados, entre eles roupas, calçados, bonés e eletrônicos, foram apreendidos nesta terça-feira por agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial . A operação ocorreu na comunidade conhecida como Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio. Se vendiam os produtos de acordo com a Polícia Civil, como se fossem verdadeiros. O material está avaliado em cerca de R$ 5 milhões.

— Estávamos monitorando aquela região há algum tempo. Essa ação já estava calculada para ocorrer antes da pandemia, mas devemo esperar e conseguimos realizá-la agora. Não houve resistência dos donos, que assinaram o termo de compromisso e foram liberados — alega o delegado Maurício Demétrio, titular da DRCPIM.

Ainda de acordo com o delegado, sete pessoas foram governadas à delegacia e responderão por venda de produtos falsificados, crime com pena pcalculadade reclusão de até três anos. Ainda que comercializavam, demétrio realçou -se os produtos em sete lojas de a região que deverá ser alvo de novas operações em as próximas semanas,.

Os agentes se conduziam para a Avenida Abílio Augusto Távora, no bairro Km 32, onde encontraram os suspeitos com diversos envelopes contendo documentos pessoais e valores entre R$ 500 e R$ 800, referentes às vendas dos apartamentos do Minha Casa Minha Vida comercializados de fmaneirailegal.

Na executou-se Thiago de Souza Aguiar quarta-feira 12 de agosto Três meses após ser posto em liberdade, um de os chefes de a maior milícia de o Rio, a tiros em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Thiago de Souza Aguiar é irmão de Toni Ângelo de Souza Aguiar. O crime ocorreu no começo da tarde desta quarta-feira. Thiago estava guardando material de pesca que havia acabado de adquiri na mala de seu jipe quando homens armados que atiraram assombraram ele , que atiraram e escaparam em dois carros. Thiago, que também integrava a quadrilha e chegou a ser o segundo na hierarquia, havia sido preso em 2016. Faz 4 meses, se o colocou em liberdade, de este ano, recebeu de a Justiça a vantagem de avanço de a pena para o regime aberto e, em maio.

Segundo a polícia , uma milícia ligada controla a região a o Ecko que hoje domina os bairros de Campo Grande , Paciência e Santa Cruz , também em a Zona Oeste do Rio , além das cidades de Seropédica e Nova Iguaçu , em a Baixada Fluminense. O Ecko é o grupo de Wellington da Silva Braga.

Na sua vez, os inquéritos iniciaram quando uma das vítimas compareceu à 58ª DP para registrar um caso de estelionato, após supostamente acomprarpelo valor de R$ 2 mil um apartamento no condomínio Campo Grande e por R$ 800 um apartamento no bairro Palhada. Segundo a vítima, os imóveis não chegaram a ser entregues pelos golpistas.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Brazil, Bolivia

Cities: Campo Grande, Santa Cruz

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Polícia apreende 5 toneladas de produtos falsificados no Terreirão, Zona Oeste do Rio
>>>>>Suspeitos de vender imóveis do Minha Casa Minha Vida são presos em Nova Iguaçu – August 28, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Thiago de Souza Aguiar 0 0 PERSON 6 Thiago_de_Souza_Aguiar (apposition: irmão de Toni_Ângelo_de_Souza_Aguiar): 1, Thiago e a: 2, (tacit) ele (referent: Thiago): 1, Thiago: 1, (tacit) ele/ela (referent: Thiago e a): 1
2 nós 0 0 NONE 5 (tacit) nós: 5
3 r 0 0 NONE 4 R: 4
4 região 0 0 NONE 4 a região: 3, aquela região: 1
5 crime 0 160 NONE 2 O crime: 1, crime: 1
6 homens 140 80 NONE 2 homens armados: 2
7 a Baixada_Fluminense 0 0 PLACE 2 a Baixada_Fluminense: 2
8 apartamento 0 0 NONE 2 apartamento: 2
9 milícia 0 0 NONE 2 a maior milícia: 1, uma milícia ligada: 1
10 produtos 0 0 NONE 2 os produtos: 2