Por: SentiLecto

Pouco depois das 14h, o piloto Leandro Monçores de Araújo, de 42 anos, que embarcou com os suspeitos para a Costa Verde fluminense na manhã do último domingo, que levou para Angra dos Reis os dois criminosos que pretendiam salvar um detento do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, utilizando um helicóptero, chegou para prestar testemunho na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais .

Faz 2 dias, Adonis foi vítima de sequestro de este domingo, dia 19, por dois homens que teriam contratado um passeio para sobrevoar a Praia dos Ossos em Angra dos Reis,. Na volta, os passageiros ameaçaram o piloto com uma arma e pediram que ele se conduzisse ao »complexo». Por um código, o piloto conseguiu adverti autoridades da aviação de que estava acontecendo uma «interferência injustificada» a bordo. O piloto ainda tentou argumentar com as ladrinhas que se ele pousasse no complexo penitenciário a aviãozinho poderia ser abatida. Seguiu-se um debate, quando o comandante do aviãozinho simulou uma pane e tentou aterrissar no 14º BPM . Todos entraram em luta corporal.

Na quarta-feira 01 de setembro policiais da Draco prenderam em flagrante seis homens acusados de serem «batedores e informantes» de motoristas de van. De acordo com informações da Polícia Civil, o grupo ficava na porta do Departamento de Transporte , no Centro do Rio, acompanhando os carros de fiscalização e advertindo em tempo real aos condutores de transporte alternativo. O objetivo, segundo os inquéritos, era impedir que os fiscais localizassem os veículos irregulares e «piratas».

No entanto, Leandro teria se sentido mal e pedido ao piloto da Polícia Civil Adonis Lopes de Oliveira para buscar os passageiros em um hotel de opulência na cidade balneária horas depois de saírem do Rio. Minutos após embarcarem com destino a capital, as ladrinhas renderam Adonis e o obrigaram a seguir para uma das unidades prisionais do complexo. Esse é o segundo testemunho que será colhido, nesta terça-feira, na investigação que apura quem seria o preso beneficiado e quem executou o crime.Mais cedo, durante mais de três horas, André Guerra, coordenador de voo da companhia de táxi-aéreo prestou testemunho na Draco. Guerra, após os esclarecimentos aos investigadores, declarou que a contratação do aviãozinho foi feita na Lagoa, no Rio. Ele não soube declarar quem fretou o transporte.— Eu não sei declarar quem contratou. Foi em dinheiro e foi na Lagoa que eles contrataram o voo — restringiu-se a declarar o coordenador de voo da companhia quando deixava a sede da Draco.Faz 1 dia, o piloto Adonis Lopes de Oliveira, de 57 anos, que foi sequestrado por os dois criminosos prestou testemunho, ontem. Após falar com os investigadores, ele refez parte do trajeto aéreo que fez com os criminosos.

O comandante declarou que ainda tentou descer na Base Aérea de Santa Cruz e até em uma base do Exército. No entanto, decidiu tentar pousar em um campo de futebol que fica dentro do regimento.O piloto relatou que os criminosos pegaram armas e colocaram toucas logo em seguida:

Compreenda o caso:

No último domingo, o piloto da Polícia Civil Adonis Lopes de Oliveira tinha agendado levar um casal de Angra dos Reis de volta à cidade do Rio. Se realizou a viagem em o lugar de um amigo, também piloto, que estava se sentindo mal e não poderia trazer os passageiros que levara horas antes para o sul de o Estado do Rio. No ponto de encontro, os dois homens embarcaram. Já no aviãozinho, eles anunciaram a mudança de planos: um resgate a um detento no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais e tem asuporteda Secretaria de Estado de Administração Penitenciária , que poderá fornecer imagens de câmeras de segurança do complexo e investigar se houve movimentação atípica entre os detentos.

Por outro lado, nas próximas horas, a Draco deverá escutar o piloto que levou os criminosos até Angra. Além disso, imagens de câmeras de segurança do condomínio serão recolhidas.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Angra Dos Reis

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Polícia escuta piloto que levou até Angra criminosos que sequestraram helicóptero para tentar salvar comparsa
>>>>>’Deu ruim aqui, o piloto aloprou’, disse um dos sequestadores que tentou resgatar comparsa no Gericinó – (Extraoglobo-pt)
>>>>>‘A intenção era não ir para o presídio’, conta piloto sequestrado que frustrou resgate de bandido no Complexo de Bangu de helicóptero – September 20, 2021 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Piloto é sequestrado por passageiros que queriam resgatar bandido no Complexo de Bangu – September 19, 2021 (Extraoglobo-pt)
>>>>>‘Foi um mix de audácia com tolice’, diz piloto de helicóptero sequestrado por bandidos que queriam resgatar preso – September 20, 2021 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 piloto 0 0 NONE 8 O piloto: 2, o piloto: 4, piloto: 2
2 Adonis Lopes de Oliveira 0 190 PERSON 6 ele (referent: o piloto Adonis_Lopes_de_Oliveira de 57 anos): 1, ele (referent: Adonis): 1, Adonis: 2, o piloto Adonis_Lopes_de_Oliveira de 57 anos: 2
3 Leandro Monçores de Araújo 0 90 PERSON 6 Leandro: 1, o (referent: Leandro): 1, o piloto Leandro_Monçores_de_Araújo de 42 anos: 4
4 criminosos 0 400 NONE 5 os dois criminosos: 2, os criminosos: 3
5 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 3, Eu: 1
6 André Guerra 0 0 PERSON 3 Guerra: 1, André_Guerra: 1, Ele (referent: Guerra): 1
7 a Lagoa 0 0 PLACE 3 a Lagoa: 3
8 depoimento 0 0 NONE 3 o segundo depoimento: 1, depoimento: 2
9 homens 0 0 NONE 3 dois homens: 2, os dois homens: 1
10 passageiros 0 0 NONE 3 os passageiros: 3