Por: SentiLecto

Após um homem ter sido preso neste sábado acusado de maus-tratos à avó de criação, no Leblon, veio à tona mais um caso de deacusaçãoe agressão em família, na Zona Sul do Rio, desta vez em Copacabana. Acusou-se uma mulher de empurrar a mãe contra uma pilastra de mármore, de 66 anos,. A idosa teria padecido traumatismo craniano. Imagens do circuito interno de segurança mostram o momento em que a cantora católica Karen Keldani, de 41 anos, que teria tentado pegar o celular da mãe para ter acesso à conversas particulares, quando oaconteceua agressão, empurra a mãe Nely Keldani, na frente do filho de 6 anos. A acusação partiu do ator Fábio Keldani e da própria mãe que declaram estar sendo ameaçados por ela. O ator Fábio Keldani e da própria mãe é o irmão de Karen. Faz 5 meses, se o registrou em a 13ª DP, o caso ocorreu de este ano e.

O motivo da ocorrência teria sido uma questão financeira familiar. De acordo com Fábio, a confusão iniciou porque Karen era responsável pela vida financeira de uma tia avó, e teria se aborrecido após ter sido questionada pela mãe em relação a movimentação bancária da tia avó.

Na sexta-feita , foi feito um exame de corpo de transgressão que encontrou vestígios de lesão na vítima. Mateus da Luz foi preso após monitoramento do setor de inteligência da delegacia do Leblon. A Justiça expediu um mandado de prisão contra o assaltante. De acordo com os inquéritos, o preso tem histórico de transgressões semelhantes e já praticou outros crimes calculados no Estatuto do Idoso contra sua avó, em 2017, e uma lesão corporal contra sua própria mãe, em 2019. Ele também acumula uma série de passagens pela polícia, por crimes que vão de insulto por preconceito a roubos e ameaças.

Na segunda-feira 09 de novembro um tatuador foi preso em flagrante na última sexta-feira por policiais da 12ª DP suspeito de ter esfregado seu órgão sexual no braço de uma jovem em um estúdio em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Daniel Sena Gadioli da Silva, de 32 anos, foi atuado em flagrante pelo crime de importunação sexual, que tem pena de um a cinco anos de prisão.

— Além de tê-laatacadoo, ela sequer aajudouu e fez isso tudo na frente do filho dela que tem autismo e pulava eberravaa na hora. Ela simplesmente pegou ele e saiu correndo — declara Fábio.

Karen nega as denúncias e alega ter sido uma fatalidade:— Isso foi uma triste fatalidade. Ela caiu porque progrediu em cima de mim. E na disputa pelo celular ela se desequilibrou. Mas ergueu sozinha e aparentemente bem, conforme mostram as câmeras de segurança do edifício.

No entanto, Nely conta que essa não foi a primeira vez que a filha a atacou. Faz 8 meses, segundo ela, Karen já havia a.

— Ela sempre foi uma filha maravilhosa, mas de uns tempos para cá ela mudou completamente. Está agressiva, não reconheço mais minha filha. Em março, ela teve uma crise e não desejava deixar o pai do filho dela vê-lo mais,quando fomos até a casa dela e el, foia me empurrou. Mas da última vez foi bastante sério, eu quase faleci. — conta a idosa que na ocasião ficou internada durante cinco dias no Hospital São José, no Humaitá.

Segundo o testemunho de um dos habitantes do edifício, ao qual O GLOBO teve acesso, Maria Stella teme ficar dentro da própria casa: «Os vizinhos ouvem todos os dias a avó apanhar ou sendo maltratada por ele, que ela fica o dia todo na portaria, temendo pela sua integridade física dentro do próprio imóvel. A senhora é uma idosa de ótimas condições físicas, mas que aparece com constantes lesões não naturais para seu estado físico e sempre desconversa declarando que tinha levado uma queda».

Nely tem uma medida protetiva contra a filha, em que há um limite mínimo de 500 metros de distância entre as duas.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Colombia

Cities: Copacabana

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Se acusa Mulher de atacar a mãe em Copacabana, por questões financeiras, ‘ ‘; veja vídeo
>>>>>Homem é preso no Leblon após flagrante de maus-tratos a avó: ‘por causa da situação financeira da família’. Veja vídeo – November 21, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Karen Keldani 100 15 PERSON 15 Karen_Keldani de 41 anos: 2, Karen: 3, ela (referent: Karen): 3, Ela (referent: Karen): 1, (tacit) ele/ela (referent: Karen): 6
2 eu 0 70 NONE 5 (tacit) eu: 2, me: 1, eu: 1, mim: 1
3 Nely 0 60 PERSON 5 ela (referent: Nely): 1, (tacit) ele/ela (referent: Nely): 1, Nely: 2, a mãe Nely_Keldani: 1
4 filha 100 0 NONE 5 uma filha maravilhosa: 1, minha filha: 1, a filha: 3
5 preso 0 370 NONE 4 o preso: 1, preso: 3
6 Fábio Keldani 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Fábio): 1, o ator Fábio_Keldani (apposition: o irmão de Karen): 1, Fábio: 2
7 crimes 0 240 NONE 3 outros crimes previstos: 1, crimes: 2
8 idosa 0 7 NONE 3 A idosa: 1, a idosa: 2
9 mãe 0 0 NONE 3 a mãe: 1, a própria mãe: 2
10 ter 0 0 NONE 3 ter: 3