Por: SentiLecto

Executou-se Thiago de Souza Aguiar três meses após ser posto em liberdade tiros em Belford Roxo, em a Baixada Fluminense ., um de os chefes de a maior milícia de o Rio, a tiros em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Thiago de Souza Aguiar é irmão de Toni Ângelo de Souza Aguiar. tiros em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O crime ocorreu no começo da tarde desta quarta-feira. Thiago estava guardando compras na mala de seu jipe quando homens armados que atiraram assombraram ele , que atiraram e escaparam em dois carros. Faz 4 anos, Thiago, que também integrava a quadrilha, havia sido preso Faz 3 meses, se o colocou em liberdade, de este ano, recebeu de a Justiça a vantagem de avanço de a pena para o regime aberto e, em maio.

Na operação, foram apreendidos dois carros de opulência, uma BMW avaliada em mais de R$ 85 mil e uma Fiat Toro que custa cerca de R$ 72 mil. Segundo informações da polícia, os veículos pertencem a Jonas. As chaves dos carros estavam na casa do acusado.Jonas já tem uma condenação na Justiça pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de utilização restrita.

Na quinta-feira 16 de julho a milícia comandada por Wellington da Silva Braga, o Ecko, era assinalada pela Delegacia de Homicídios da Capital como culpado pelo homicídio de um homem, em novembro de 2017, no bairro de Paciência, na Zona Oeste do Rio. Se matou Edson Felipe Borges Cardoso em um bar. De acordo com os inquéritos, ele havia sido aprovado num concurso da Polícia Militar, o que seria a motivação do crime.

Faz 3 anos, Thiago brigou com outros integrantes de a milícia dentro do Complexo de Gericinó, em Bangu, onde satisfazia pena, em 2017. O motivo do racha foi a ascenção wellingtoniana, o Ecko, ao comando da maior milícia do Rio, após a morte de seu irmão, Carlos Alexandre Braga, o Carlinhos Três Pontes. A escolha do novo chefe, usuário de drogas e assinalado como um homem violento, desagradou Thiago e seu irmão, que à época estava num presídio federal.

O desentendimento acabou numa briga generalizada durante o banho de sol dentro da Penitenciária Bandeira Stampa e envolveu Luciano Guinâncio Guimarães, filho de Jerônimo Guimarães Filho e outros nove presos. Thiago, no entanto, não teria participado das agressões. Se registrou o caso em a 34ª DP como » Lesão corporal provocada por socos, tapas e pontapés » e os dez presos constam como envolvidos em o fato.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: New Zealand, Brazil

Cities: Wellington, Belford Roxo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Se executa irmão de chefe de milícia três meses após sair de a cadeia,
>>>>>Acusado de integrar maior milícia do Rio é preso e tem BMW avaliada em R$ 85 mil apreendida – August 08, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Ex-policial militar apontado como líder de milícia em Itaboraí é preso – August 05, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Thiago de Souza Aguiar 0 0 PERSON 9 Thiago_de_Souza_Aguiar (apposition: irmão de Toni_Ângelo_de_Souza_Aguiar): 1, (tacit) ele (referent: Thiago): 1, Thiago: 5, (tacit) ele/ela (referent: Thiago): 2
2 eu 4 88 NONE 4 (tacit) eu: 4
3 homens 140 80 NONE 2 homens armados: 2
4 Ecko 0 0 ORGANIZATION 2 o Ecko: 2
5 Edson_Felipe_Borges_Cardoso 0 0 OTHER 2 ele (referent: Edson_Felipe_Borges_Cardoso): 1, Edson_Felipe_Borges_Cardoso: 1
6 Fiat Toro 0 0 PERSON 2 85_mil_e_uma Fiat_Toro: 2
7 a Justiça 0 0 OTHER 2 a Justiça: 2
8 milícia 0 0 NONE 2 a maior milícia: 1, a milícia comandada: 1
9 r 0 0 NONE 2 R: 2
10 crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito 0 220 NONE 1 crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito: 1