Calculando ‘atos violentos’, Alerj veta a entrada de servidores para eleição das contas de Pezão

Por: SentiLecto

A Assembleia Legislativa do Rio decidiu fechar as galerias do Palácio Tiradantes para a entrada de servidores na tarde desta quarta-feira. Faz 1 ano, o Movimento Unificado, que após indicação de a segurança de a Alerj, a presidência de a Casa decidiu por vetar a entrada de pessoas em função da ameaça de ” atos violentos “, convidou ato.

O Movimento Unificado dos Servidores tem que cobrar, a partir da próxima semana, a reunião prometida pelos membros do governo para depois da homologação do Regime Recuperação Fiscal.

O Movimento Völkisch era a interpretação de Alemania do movimento populista, com um enfoque romântico sobre o folclore do país.

Luiz Fernando de Souza é um economista e político brasileiro filiado ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro e atual Governador do Estado do Rio de Janeiro. Conhece-se Luiz Fernando de Souza é mais conhecido como Luiz Fernando Pezão.

Os servidores estão em frente ao Palácio Tiradantes aguardando informações a respeito da eleição das contas de Pezão. Agentes da Polícia Militar acompanham a movimentação dos funcionários públicos.

— Ato violento é o que o governo tem feito com os servidores, que convivem com atrasos de salários desde 2015. Proibir o acesso da população à sessão que vota as contas do governador Pezão é, no mínimo, uma atitude antidemocrática. Essa é a resposta de um governo que parece ter medo de encarar a população de frente. Fomos impedidos de exercer a democracia, fato deplorável, principalmente porque o que estava em eleição eram os gastos do governador Pezão. Lamentável é antidemocrático — criticou Ramon Carrera, um dos líderes do Muspe.

As categorias têm que intensificar a cobrança quanto aos salários em dia e ao pagamento de atrasados. Outros tema em pauta são a necessidade da convocação de concursados, da implementação de promoções e avanços e das condições de trabalho.— Estamos confiantes que os deputados irão compreender a protagonismo para a população de um investigador qualificado e de nível superior, derrubando esse veto do governo, corrigindo, assim, uma injustiça histórica e valorizando a Policia Civil como um todo — declarou Márcio Garcia, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Rio .O TCE considerou anormalidades como o desrespeito a preceitos constitucionais para determinar a reprovação. Na Alerj, porém, o indicativo é de análise política do que foi feito em 2016. A Comissão de Orçamento da Casa aprovou, por 5 votos a 4, as contas. A previsão é de eleição sem sustos para a base do governo.

A resolução de não ocupar as galerias da Alerj na sessão plenária desta quarta-feira foi tomada pela presidência, por recomendação da segurança da Casa, amparada em informações de que poderia haver atos violentos nos protestos – e que, portanto, não haveria como garantir a integridade física de deputados, assessores, servidores, jornalismo e demais presentes.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Calculando ‘atos violentos’, Alerj veta a entrada de servidores para eleição das contas de Pezão
>>>>>Após início do Regime Fiscal, servidores querem nova reunião com o governo do Rio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Veto de Pezão a exigência de curso superior para futuros investigadores da Polícia Civil será votado pela Alerj – September 12, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Alerj vai votar contas de 2016 de Pezão e Dornelles na próxima quarta-feira, dia 13 – September 08, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Alerj discute, nesta quarta, relatório das contas de 2016 de Pezão e Dornelles – September 13, 2017 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 informações 0 0 NONE 3 informações: 3
2 proibir o acesso de a população em a sessão 0 100 NONE 2 Proibir o acesso de a população em a sessão: 2
3 a resposta de um governo 0 80 NONE 2 a resposta de um governo: 2
4 ato 0 80 NONE 2 ato: 1, Ato violento: 1
5 Luiz Fernando Pezão 0 0 PERSON 2 o governador Luiz_Fernando_Pezão: 1, Luiz_Fernando_Pezão: 1
6 Movimento Unificado 0 0 ORGANIZATION 2 O Movimento_Unificado: 2
7 contas 0 0 NONE 2 as contas: 2
8 os servidores 0 0 NONE 2 (tacit) eles/elas (referent: Os servidores): 2
9 servidores 0 0 NONE 2 os servidores: 1, Os servidores: 1
10 votação 0 0 NONE 2 a votação: 1, votação: 1