Crise em comercializadoras de energia decorre de apostas ruins, não de custo, declara CCEE

Por: SentiLecto

– A crise de duas comercializadoras de energia que têm enfrentado obstáculos para satisfazer contratos com clientes não é fruto de uma disparada de custos no setor, como afirmam as companhias, mas de erros de estratégia e administração de riscos, avaliaram conselheiros da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica nesta terça-feira. O Conselho de Administração da CCEE decidiu nas últimas semanas impor limitações às comercializadoras Vega Energy e Linkx após notícias de que as ecompanhiasestariam expostas negativamente no mercado livre de eletricidade. Se estes não ampliam a exibição, elas agora só podem registrar novos contratos após análise da CCEE, que vai avaliar. A Vega acumulou uma posição vendida em contratos para o ano de 2019 avaliada em cerca de 180 milhões de reais, mas declarou ter sido quando houve uma virada no cenário hídrico e os câmbios, assombrada pela alta nos custos spot da energia a partir de meados de dezembro começaram a subir. Já a Linkx advertiu a um grupo de 10 clientes na segunda-feira que “motivos alheios à sua vontade” tornaram “iinimaginável o cumprimento de contratos para entrega de energia em janeiro, cmencionandotambém as chuvas ruins que eaumentaramos pcustosspot, também conhecidos como Preço de Liquidação das Diferenças . Quando as comercializadoras começaram a sinalizar problemas, mas Faz 5 anos, o presidente de o Conselho de Administração da CCEE, Rui Altieri, recordou que os custos spot ficaram em máximas durante meses em outras ocasiões, como, o que não ocorreu em janeiro de este ano. “Não é uma questão de o PLD estar alto, é questão das posições que os agentes assumem com uma estratégia. Desejava dissociar isso da questão do PLD alto. Em 2014 passamos o ano praticamente todo com o PLD a 822 reais “, alegou Altieri durante café da manhã com jornalistas para comemorar 20 anos da CCEE. Faz 2 meses, os custos spot chegaram a tocar em o começo uma mínima de cerca de 59 reais por MWh, que, devido em as perspectivas favoráveis para a chuva em a região de as hidrelétricas, principal fonte de geração em o Brasil.A partir da metade do mês, no entanto, as chuvas rarearam e o PLD começou a subir –os câmbios fecharam o mês em 88 reais e abriram 2019 a 140 reais, para tocarem 183 reais no final do mês. Faz 11 anos, quando o custo spot também saltou para o telhado regulatório, a CCEE já havia registrado um cenário de crise em algumas comercializadoras em o passado, mas as situações não são as mesmas, segundo a conselheira Solange David. Naquela época, recordou ela, alguns agentes foram à Justiça com alegações de que a falta de gás para térmicas da Petrobras havia impactado indevidamente os pcustos em ações que em alguns casos ainda estão em tramitação. Ela alegou: “Era um cenário e um contexto diferentes de hoje, que é de assunção de risco maior em função das negociações que os agentes fazem”. Ainda que a instituição tem como função monitorar as operações fechadas entre os agentes do mercado de energia, os representantes da CCEE evidenciaram e pode interferir em prol da segurança do ambiente de comercialização de energia, como ocorreu nos casos da Vega e da Linkx. “Todos os agentes são constantemente monitorados por nossa central, não é porque sai uma notícia de jornal que iniciamo . É feito constantemente, e muitas vezes a notícia confirma nossa ação”, declarou Altieri. FORA DA CCEE Os problemas enfrentados pelas comercializadoras de energia neste ano, no entanto, ocorreram ainda antes de elas registrarem seus contratos junto à CCEE, revidenciaramos conselheiros da instituição. Em geral, os comercializadores fecham contratos de maneira bilateral com seus clientes e só registram os acordos na Câmara pouco antes da chamada liquidação financeira do mercado de curto prazo, quando a CCEE realiza um acerto das diferenças contratuais entre somas de energia vendidos, contratados e usados pelas partes. Enquanto a Linkx sinalizou aos clientes problemas com os contratos de janeiro, a Vega, por exemplo, está exposta para o ano de 2019, para o qual a CCEE ainda não realizou nenhuma liquidação financeira. “Existem muitos contratos assinados fora. Essas duas companhias não têm exibição aqui dentro… o que elas fizeram foi para entregas futuras. Essa é um debate a ser travada: até que ponto nossa atuação e monitoramento têm que progredir nesse mercado?”, questionou Altieri. Ainda que a atual situação pode eventualmente auxiliar a recomeçar discussões sobre possíveis melhorias nas garantias praticadas no mercado ou até sobre pré-requisito financeiras exigidas para a criação de comercializadoras, os conselheiros da CCEE alegaram. sobre pré-requisito financeiras exigidas para a criação de comercializadoras. Movimentos anteriores da CCEE e da Agência Nacional de Energia Elétrica para exigir que os agentes que operam no mercado de energia fossem obrigados a ter um banco que garantisse suas transações acabaram não progredindo por questões como a resistência das companhias aos preços e a falta de interesse das instituições financeiras. “Toda crise tem ameaça e chance. Então de repente um momento mais tenso pode abrir percurso para que se aperfeiçoem as garantias. É aquilo, o diabético quer sorvete, mas você deve dar insulina”, alegou o conselheiro Ary Pinto.

– O custo da eletricidade no mercado spot, ou Preço de Liquidação de Diferenças , chegou ao telhado regulatório de 513,89 reais por megawatt-hora nas regiões Sudeste/Centro-Oeste e Sul, declarou nesta sexta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica , após uma piora nas projeções de chuva na área das hidrelétricas. Os custos spot, usados no mercado de curto prazo de energia, são fortemente influídos pelas precipitações devido ao predomínio da geração hídrica na matriz elétrica do país. As cotações também influenciam os preços da energia no mercado livre, onde grandes consumidores podem negociar contratos de suprimento diretamente com fornecedores, além de serem levados em conta na definição das bandeiras tarifárias da conta de luz, que elevam custos para os consumidores quando a oferta de energia é menor. Segundo a CCEE , megawatt-hora o valor telhado de 513,89 reais atingiu para carga pesada e média em o Sudeste e em o Sul. Aso não houvesse melhora nas chuvas, analistas já haviam assinalado à Reuters mais cedo nesta semana que havia grandes cpossibilidadesde pcustosspot no ttelhadoainda neste mês, c.Mas o Operador Nacional do Sistema Elétrico diminuiu nesta sexta-feira suas projeções de chuva na área das usinas hídricas do Sudeste para 60 por cento da média histórica, ante 63 por cento na semana anterior. Embora tenham subido 27 por cento e 14 por cento frente à semana anterior, já no Nordeste e no Norte os pcustosspot continuaram mais baixos respectivamente, de acordo com a CCEE.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Crise em comercializadoras de energia decorre de apostas ruins, não de custo, declara CCEE
>>>>>Preço spot da energia chega ao teto no Sul e Sudeste com piora em chuvas – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 CCEE 0 0 ORGANIZATION 7 a CCEE: 6, A CCEE: 1
2 preços 0 0 NONE 7 os custos: 1, Os preços spot: 2, os preços: 1, os preços spot: 3
3 agentes 80 0 NONE 6 Todos os agentes: 1, os agentes: 4, alguns agentes: 1
4 Rui Altieri 0 0 PERSON 5 Altieri: 3, Rui_Altieri: 1, (tacit) ele/ela (referent: Rui_Altieri): 1
5 contratos 0 0 NONE 5 seus contratos: 1, muitos contratos assinados: 1, os contratos: 1, contratos: 1, novos contratos: 1
6 chuvas 0 180 NONE 4 as chuvas ruins: 2, as chuvas: 2
7 Solange David 0 50 PERSON 3 ela (referent: a conselheira Solange_David): 2, a conselheira Solange_David: 1
8 reais 240 0 NONE 3 88 reais: 1, 183 reais: 1, 59 reais: 1
9 Linkx 0 0 ORGANIZATION 3 a Linkx: 3
10 empresas 0 0 NONE 3 Essas duas empresas: 1, as empresas: 2