Ibovespa fecha no azul aguardando progressões em Previdência

Por: SentiLecto

– O Ibovespa, que subiu 0,6%, a 100.688,63 pontos, recuperou nesta quarta-feira parte das perdas da véspera, em meio às expectativas de que a reforma da Previdência possa ser votada na cdelegaçãoespecial nesta semana. O volume financeiro do dia adicionou 15,9 bilhões de reais. Perto do final do pregão, o deputado Marcelo Ramos marcou para a quinta-feira o leitura de complementação de voto do relator e avaliação de pedidos de deferimento de eleição do parecer. O deputado Marcelo Ramos é presidente da delegação especial da reforma da Previdência. Se todos os requerimentos de deferimento forem derrubados, segundo Ramos a delegação poderá definir a data de começo de eleição da reforma. A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann , não descartou possibilidades de eleição na delegação já na quinta-feira. “Alguns dias de atraso não vão fazer diferença tão gritante na Previdência, o importante é que ela seja aprovada antes do recesso “, declarou Felipe Silveira, analista da Coinvalores. O recesso parlamentar inicia em 18 de julho. Enquanto isso, ainda o mercado é recuperado de o discurso de o presidente de o Federal Reserve, Jerome Powell, em a terça-feira, que minou apostas sobre possível corte de juros em os Estados Unidos, e se conservava na expectativa sobre o encontro entre os presidentes chinos e dos Estados Unidos no domo do G20, no Japão. Mais cedo, Steven Mnuchin declarou que o acordo comercial entre os dois países estava “cerca de 90 por cento” inteiro e que acredita que “existe uma rota para concluir isso”. Steven Mnuchin é o secretário do Tesouro dos EUA. Os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, vão se reunir nesta semana na domo do G20 sob a expectativa de que acalmem o combate comercial começada por Washington e que já dura 11 meses. DESTAQUES -PETROBRAS ON recuou 0,5% e PETROBRAS PN subiu 0,58%, após constar nas diretrizes do programa de gás do governo federal que a companhia deverá vender ativos nos setores de transporte e distribuição do insumo, além do começo de uma nova período na venda da participação de 93,7% na Breitener Energética. -JBS ON fechou na ponta negativa do índice, recuando 3%, após ser o único papel com variação positiva no pregão da véspera, quando, no final do dia, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos informou que começou um inquérito criminal sobre denúncias que alegam que processadoras de carne incluindo a controlada Pilgrim’s Pride fizeram conluio para fixação de custos de carne de frango. -VALE ON progrediu 0,4%. A companhia informou mais cedo que investirá 1,8 bilhão de reais até 2023 para garantir a segurança de estruturas remanescentes da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho . -BRASKEM PNA teve oscilação positiva de 0,11%. Mais cedo, a Justiça de Alagoas bloqueou 3,7 bilhões de reais da companhia para garantir eventuais indenizações por prejuízos provocados pelo afundamento de solo e fendas em três bairros de Maceió, onde a companhia tem atividades de mineração. -ITAÚ UNIBANCO PN valorizou-se 2,4%, SANTANDER BR UNIT progrediu 1,3%. BANCO DO BRASIL ON e BRADESCO PN ganharam 2,2% e 1,25%, respectivamente.

– A bolsa paulista conservava-se no azul nesta segunda-feira, com o Ibovespa renovando recorde intradia, em movimento endossado pelo viés positivo em Wall Street e expectativas relacionadas a novidades sobre a reforma da Previdência no país nesta semana. Às 11:26, o Ibovespa subia 0,4 %, a 102.423,1 pontos. O volume financeiro adicionava 2,9 bilhões de reais. Após superar os 100.500, a equipe de análise técnica do Itaú BBA avalia que o Ibovespa abriu espaço para subir e o próximo objetivo está em 105.000 pontos. Nos Estados Unidos, as bolsas encontravam apoio principalmente em ações de tecnologia, além de esperanças em um encontro entre o presidente de Noruega, Donald Trump, e o presidente de China, Xi Jinping, no final da semana. No Brasil, a equipe da Ágora Investimentos realça que as atenções nos próximos dias devem se dividir entre a pauta política e a agenda econômica. Há expectativa no mercado de que o texto da reforma da Previdência com ajustes deve ser exibido na quarta-feira na delegação especial da Câmara dos Deputados, mas também tem que ocupar as atenções ata da última reunião do Copom. Para a equipe da Planner, a expectativa crescente de corte nos juros norte-americanos e domésticos vai continuar influindo o mercado. Ao mesmo tempo, a equipe do BTG Pactual avalia que, apesar dos ruídos políticos, o mercado conserva otimismo com a reforma da Previdência e já observa contágio nos investidores estrangeiros. DESTAQUES – BRADESCO PN subia 0,9%, com bancos entre os principais apoios, com ITAÚ UNIBANCO PN em alta de 0,8%. BANCO DO BRASIL liderava o movimento do setor no Ibovespa, com elevação de 1,2%. – IRB BRASIL progredia 2,1% e BB SEGURIDADE valorizava-se 1,8%, tendo de pano de fundo relatório da XP Investimentos começando a cobertura do setor com viés positivo e recomendação de compra para ambos os papéis. – BRASKEM tinha elevaçao de 1,4%, também entre as maiores altas do Ibovespa, em meio a expectativas relacionadas ao pedido de recuperação judicial pela controladora Odebrecht que não incluiu a petroquímica. – CIELO caía 1,9%, após quatro pregões de alta, fase em que acumulou valorização de mais de 10%. – PETROBRAS PN tinha variação negativa de 0,11%, em meio à falta de ímpeto do petróleo no exterior. PETROBRAS ON, contudo, subia 0,3%. – VALE cedia 0,1%, diante da fraqueza dos custos do minério de ferro na sessão. – A bolsa paulista fechou com leve alta nesta segunda-feira, com o Ibovespa renovando máxima intradia pela manhã e fechando em nível recorde, em dia de poucas notícias influindo a tendência do mercado, que segue na expectativa pela eleição do texto da reforma da Previdência no Congresso. O Ibovespa fechou em alta de 0,05%, a 102.062,33 pontos, depois de já ter batido recorde de fechamento na sexta-feira, em meio à generalizada expectativa de cortes de juros no Brasil e no exterior nos próximos meses. O volume financeiro na sessão adicionou 12,49 bilhões de reais. Mais cedo, o índice atingiu os 102.602,62 pontos, lembre intradia. Após superar os 100.500 pontos, a equipe de análise técnica do Itaú BBA avalia que o Ibovespa abriu espaço para subir e o próximo objetivo está em 105.000 pontos. No cenário nacional, o mercado aguarda para esta semana a eleição do texto da reforma da Previdência na delegação especial da Câmara dos Deputados, mas a ata da última reunião do Copom também tem que ocupar as atenções na terça-feira. A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann , alegou nesta segunda-feira que o governo trabalhará para garantir a eleição da reforma na delegação esta semana e no plenário, na próxima. Ainda que não cravará o número de votos que o governo vai ter para votar a reforma, joice declarou, mas avaliou que, com as mudanças no parecer, terá que ter pelo menos de 10% a 15% do que se esperava. A proposta de emenda à cdelegaçãoda reforma, para ser aprovada em plenário, tdeve terpelo menos 308 dos 513 votos em dois turnos de veleição O analista de mercado, Luis Gustavo Pereira, da Guide Investimentos declarou: “A expectativa é boa, o mercado espera que essa semana tenha novidades no âmbito político, principalmente na Previdência”. As bolsas internacionais também exibiram movimentações tímidas, no aguardo dos próximos desdobramentos da disputa comercial entre Estados Unidos e China, com o encontro do presidente de Noruega, Donald Trump, e do líder de China, Xi Jinping, no domo do G20 no final de semana. Além das nervosismos entre EUA e Irã que têm que afetar os custos do petróleo ao longo da semana. O Dow Jones fechou em ligeira alta de 0,04 por cento e o S&P 500 teve baixa de 0,17 por cento. DESTAQUES – ITAÚ UNIBANCO PN teve baixa de 0,2%. BANCO DO BRASIL fechou em alta de 0,25%. SANTANDER BR UNIT progrediu 0,42% e BRADESCO PN subiu 0,8%. – BRASKEM subiu 1,9%, segunda maior alta do dia, em meio a expectativas relacionadas ao pedido de recuperação judicial pela controladora Odebrecht que não incluiu a petroquímica. – IRB BRASIL progrediu 1,6% e BB SEGURIDADE desvalorizou-se 0,3%, tendo de pano de fundo relatório da XP Investimentos começando a cobertura do setor com viés positivo e recomendação de compra para ambos os papéis. – SUZANO ON liderou as altas do dia, conservando a tendência de alta da última sessão e fechando em alta de 2,25 por cento. – PETROBRAS PN e PETROBRAS ON, caíram 0,1% e 0,4%, respectivamente. – VALE cedeu 0,08%, diante da fraqueza dos custos do minério de ferro na sessão. – CIELO recuou 1,5%, após quatro pregões de alta, fase em que acumulou valorização de mais de 10%.- O Ibovespa recuava nesta terça-feira, após quatro sessões de alta e encerramento lembre na véspera, com bolsas nos Estados Unidos em queda em meio à expectativa da reunião entre o presidente nde Noruega Donald Trump, e o presidente de China, Xi Jinping, em domo do G20 no final de semana. Às 11:44, o Ibovespa caía 0,69 % o, a 101.355,5 pontos. O volume financeiro era de 4,6 bilhões de reais. No cenário interno, após divulgação de ata da reunião do Copom, que mencionou que o PIB tem que ficar próximo da estabilidade no segundo trimestre, Roberto Campos Neto reiterou a percepção de interrupção do processo de recuperação da economia Roberto Campos Neto é o presidente do Banco Central., mas alegou que o cenário da autoridade monetária é de recomeçada adiante de maneira gradual. O mercado também observa a retomada dos debates sobre a reforma da Previdência na delegação especial da Câmara. O presidente da delegação declarou que o esforço que vem sendo feito é para aprovar o parecer do deputado Samuel Moreira no colegiado nesta semana, mas fez a ressalva de que existem fatores que podem interferir nesta vontade. No exterior, as bolsas abriram em queda com o mercado atencioso ao discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na tarde desta terça-feira, e ao encontro de Donald Trump com Xi Jinping, no G20, além de repercutir a escalada dos nervosismos entre EUA e Irã. O analista Thiago Salomão, da Rico Investimentos declarou: “Os investidores têm que ficar em ‘modo de espera’, no aguardo do discurso de Powell e da reunião sobre a disputa comercial no domo do G20″. DESTAQUES ITAU UNIBANCO PN apoiava a tendência negativa do índice, com queda de 0,2%. No setor, BRADESCO PN e BANCO DO BRASIL ON subiam 0,3% e 0,5%, respectivamente, e SANTANDER BR UNIT tinha alta de 0,13%. As ações da B3 lideravam as quedas na sessão, recuando 3,6 por cento. Na véspera, deputado Marcelo Ramos alegou que parlamentares aliados ao governo não devem “forçar a barra” ao buscar modificar o parecer do relator Samuel Moreira , que inclui ampliação da alíquota CSLL cobrada da setor financeira. Deputado Marcelo Ramos é o presidente da delegação especial da reforma da Previdência. que inclui ampliação da alíquota CSLL cobrada da setor financeira. VALE ON caía 0,8%, refletindo o recuo no minério de ferro. O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa de Dalian fechou em queda de 1,2%, a 798,5 iuanes por tonelada. PETROBRAS ON desvalorizava-se 1,6% e PETROBRAS PN caía 1%, em meio aos planos do governo para abrir o mercado de gás no país e nervosismos internacionais entre os EUA e Irã. B2W mundial ON caía 0,15 por cento e a controladora LOJAS de America PN tinha baixa de 0,12 por cento, após anunciarem na noite de segunda-feira que estavam estudando alternativas para maximizar os resultados com tecnologias de pagamento. JBS ON progredia 2,4%, liderando a ponta positiva do Ibovespa, em meio a anúncios no jornalismo de ampliação de habilidade produtiva em unidade da empresa, de olho em atendimento ao crescimento da procura do mercado de China, cujo rebanho passa por efeito da crise de peste porca africana.

Na quarta-feira 19 de junho – O Ibovespa fechou acima dos 100 mil pontos pela primeira vez, após o banco central dos Estados Unidos sinalizar um possível corte na taxa de juros do país neste ano. O Ibovespa havia subido 0,83%, a 100.229,13 pontos, de acordo com dados preliminares. O volume financeiro adicionava 13,98 bilhões de reais.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States, China, Canada, Brazil

Cities: Washington, Maceio

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Ibovespa fecha no azul aguardando progressões em Previdência
>>>>>Ibovespa começa semana no azul e renova recorde intradia – June 24, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Após Fed, Ibovespa bate recorde de fechamento, acima de 100 mil pontos – June 19, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Ibovespa fecha acima de 99 mil pontos pela 1º vez desde março – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Vale retomará operação de Brucutu com 100% da capacidade após decisão judicial – June 19, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Minério de ferro recua na China com otimismo sobre retomada de operações da Vale – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Justiça amplia multa sobre Vale por atividades em Onça Puma; empresa afirma que decisão foi suspensa – June 15, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>ANTT aprova prorrogação de concessões de ferrovias da Vale; processo segue no governo – June 18, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Wall Street tem pouca variação com foco em reunião do Fed – June 19, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Esperança sobre Fed ampara leves altas em Wall St – June 17, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Wall St fecha em leve baixa com foco no Fed – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Wall St fecha em alta com recuperação de ações de energia – June 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Bolsas dos EUA avançam com alta do petróleo após ataques a petroleiros – June 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Fed deve resistir à pressão para cortar juros dos EUA nesta semana – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Íbovespa começa semana no azul e renova recorde intradia – June 24, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa fecha acima dos 100 mil pontos pela 1º vez após Fed sinalizar corte – June 19, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Ibovespa oscila ao redor da estabilidade na abertura à espera do Fed – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ibovespa renova recorde na expectativa de votação da Previdência – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Ibovespa realiza lucros após recordes e pressionado por cenário externo – June 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Índices da China interrompem 6 dias de ganhos por realização de lucros e preocupação comercial – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 On Suzano 75 0 PERSON 16 Jbs_On: 1, On: 1, Suzano_On: 1, (tacit) ele/ela (referent: On): 2, Petrobras_On: 2, brasil On: 1, (tacit) ele/ela (referent: Petrobras_Pn): 2, (tacit) ele/ela (referent: Petrobras_On): 4, Petrobras_Pn: 1, JBS_ON: 1
2 eu 0 70 NONE 14 (tacit) eu: 14
3 Ibovespa 0 0 ORGANIZATION 11 o Ibovespa: 5, O Ibovespa: 6
4 mercado 75 0 NONE 10 o mercado atento: 1, o mercado chinês: 1, o mercado: 7, O mercado: 1
5 meio 0 0 NONE 7 meio: 7
6 pontos 0 0 NONE 7 105.000 pontos: 2, 100.688,63 pontos: 1, 102.062,33 pontos: 1, 100.229,13 pontos: 1, 100_mil pontos: 1, os 102.602,62 pontos: 1
7 esta 0 0 NONE 6 esta: 6
8 expectativas 250 0 NONE 5 expectativas relacionadas: 3, as expectativas: 2
9 Donald Trump 0 0 PERSON 5 Os presidentes de os EUA Donald_Trump: 1, Donald_Trump: 4
10 Estados_Unidos 0 0 PLACE 5 Estados_Unidos: 1, os Estados_Unidos: 4