Influência negativa externa prevalece e índice cai 0,48%

Por: SentiLecto

– O principal índice da bolsa paulista fechou no vermelho nesta quinta-feira, cedendo à pressão dos mercados externos, diante de acirramento das disputas comerciais entre Estados Unidos e China e receios quanto à saída do Reino Unido da União Europeia. O Ibovespa recuou 0,48%, a 93.910,03 pontos. O giro financeiro da sessão adicionou 12,6 bilhões de reais. “É o contexto internacional pesando. A gente chegou a ter uma série de notícias positivas no ambiente interno, mas o exterior pesou mais”, alegou o economista-chefe da Infinity Asset, Jason Vieira. Estados Unidos e China tiveram um debate acalorado nesta quinta-feira, com Mike Pompeo acusando o presidente-executivo da Huawei de mentir sobre os laços da companhia com o governo chinês Mike Pompeo é o secretário de Estado dos EUA., e Pequim declarando que Washington deve concluir com suas “ações equivocadas” se desejar que as negociações comerciais continuem. Sem uma determinação na vista, Sonny Perdue anunciou um programa de 16 bilhões de dólares para auxiliar fazendeiros dos EUA prejudicados pelo combate comercial, com alguns fundos para abrir mercados fora da China para produtos norte-americanos. Sonny Perdue é o secretário da Agricultura dos EUA.Enquanto isso, na Europa, Theresa May combatia para se conservar na posição, após o fracasso da última manobra para tentar concretizar a desfiliação britânica da União Europeia. Theresa May é a primeira-ministra britânica. No ambiente doméstico, a Câmara dos Deputados deduziu nesta quinta-feira a eleição da Medida Provisória 870, que reformula a estrutura do governo federal e diminui o número de ministérios, após um acordo para retirar do texto um trecho que demarcaria a atuação de auditores da Receita Federal. A notícia chegou teve efeito positivo momentâneo, mas depois a influência externa negativa acabou prevalecendo. DESTAQUE – GRUPO PÃO DE AÇÚCAR caiu 0,79%, após negócios com ações de seus controladores Rallye e do grupo francês de varejo Casino serem suspensos ante a iminência de divulgação de comunicado. Depois do encerramento da bolsa de Francia, a Rallye informou que se a colocou sob proteção contra credores por pelo menos seis meses por um tribunal parisiense. – NATURA recuou 8,54%, após anuncio na véspera de acordo para compra da norte-americana Avon numa transação que deve instituir o quarto maior grupo de beleza do mundo. Nesta quinta-feira, executivos da Natura declararam esperar uma ampliação das receitas com investimento em marca e digitalização de processos. – DURATEX subiu 6,01%, após a companhia anunciar acordo para adquiri a fabricante de revestimentos cerâmicos Cecrisa por até 539 milhões de reais, aumentando o portfólio de produtos para construção civil. – PETROBRAS PN perdeu 1,71% e PETROBRAS ON declinou 1,74%, pressionadas pela queda nos custos do petróleo diante de temores com a procura mundial de combustível dada a piora nas relações comerciais entre EUA e China.

– O principal índice da bolsa paulista concluiu em queda nesta quinta-feira, cedendo à pressão dos mercados externos, diante de acirramento das disputas comerciais entre Estados Unidos e China e preocupações quanto à saída do Reino Unido da União Europeia. Índice de referência do mercado acionário de Brasil, o Ibovespa cedeu 0,6 por cento, a 93.798,40 pontos, de acordo com dados preliminares. O giro financeiro adicionava 12 bilhões de reais. – A bolsa paulista concluiu em leve baixa nesta quarta-feira, com atenções voltadas ao cenário político doméstico em dia de queda em Wall Street, diante de preocupações com o crescimento mundial com a danificação das relações entre Estados Unidos e China. Índice de referência do mercado acionário de Brasil, o Ibovespa caiu 0,13%, a 94.360,66 pontos. O giro financeiro adicionou 14,3 bilhões de reais. Nas últimas duas sessões, o Ibovespa teve alta acumulada de 4,99 por cento, zerando as perdas da semana anterior. Para o sócio fundador da SVN Investimentos, Rodrigo Zauner, prevalecem no mercado avaliações de investidores de que a melhora das expectativas do mercado sobre a economia depende sobretudo da aprovação da reforma da Previdência. Rodrigo Maia declarou nesta quarta-feira considerar “difícil” que a reforma abranja os Estados de a Previdência , alegando ser favorável na capitalização do sistema previdenciário Rodrigo Maia é o presidente da Câmara dos Deputados. mas defendeu que sua regulamentação aconteça posteriormente por falta de clima no Legislativo. Já Onyx Lorenzoni declarou que o governo prepara ajustes na relação com o Congresso Onyx Lorenzoni é o ministro da Casa Civil., mas que eventuais dessintonias serão resolvidas com diálogo. As principais praças no exterior concluíram em queda, com maior aversão a ativos de risco decorrente de notícias de que Washington pode impor sanções a outras empresas de China. DESTAQUES – NATURA progrediu 9,43%, após a companhia confirmar que está negociando a compra da adversária norte-americana Avon por meio de uma troca de ações. Após o encerramento do mercado, a companhia informou que acertou acordo para a compra da adversária. – GOL subiu 5,61%, após a aprovação pela Câmara dos Deputados da medida provisória que acaba com o limite de capital estrangeiro em empresas áreas do país. A pauta ainda permanecia em debate no Senado até o fechamento do pregão. – SABESP ganhou 3,91%, entre as maiores altas do Ibovespa, em meio a expectativas em torno da tramitação da medida provisória do saneamento, que facilita a privatização de empresas estatais do setor. Mandado ao Congresso no final do governo de Michel Temer, a MP tem validade até 3 de junho. – SANTANDER UNT teve queda de 1,64%, Enquanto BRADESCO PN desvalorizou, iTAÚ UNIBANCO PN subiu 0,12%-se 1,78%. – PETROBRAS PN perdeu 0,42% e PETROBRAS ON subiu 0,21%, em dia de queda nos custos do petróleo no exterior. Faz 7 meses, em a véspera, a estatal comunicou interesse, o que pode redundar em o pagamento de um bonificações de assinatura de 21 bilhões de reais. A companhia também anunciou após o encerramento do pregão desta quarta-feira que seu conselho de gestão aprovou venda de participação complementar na BR Distribuidora.- A bolsa paulista emendou o segundo dia de alta robusta, com investidores voltando às compras dada a forte queda recente, num momento de maior otimismo das praças gmundiaiscom o arrefecimento de africçõescomerciais entre Estados Unidos e China. Segundo dados preliminares, Ibovespa fechou esta terça-feira com progressão de %2,51, a 94.254,72 pontos, zerando Ibovespa fechou esta terça-feira com progressão de %2,51, a 94.254,72 pontos, zerando perdas da semana passada. Ibovespa é o principal índice do mercado acionário de Brasil. Ibovespa é o principal índice do mercado acionário de Brasil. O giro financeiro adicionou 15,9 bilhões de reais.

Na terça-feira 07 de maio – O Ibovespa voltou a fechar em queda nesta terça-feira, infectado pelo cenário externo negativo, diante de receios sobre as relações comerciais entre Estados Unidos e China, em sessão também marcada pela expectativa de retomada do debate sobre a reforma da Previdência nesta semana. A temporada de resultados também havia ocupado os holofotes, com agentes repercutindo balanços de companhias como Magazine Luiza, Ambev e BR Distribuidora e na expectativa de números calculados para após o encerramento, entre eles os da Petrobras. Índice de referência do mercado acionário de Brasil, o Ibovespa havia caído 0,86 por cento, a 94.195,40 pontos, de acordo com dados preliminares. O volume financeiro da sessão adicionava 15,8 bilhões de reais.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States, China, France

Cities: Washington, Paris

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Influência negativa externa prevalece e índice cai 0,48%
>>>>>Ibovespa fecha em baixa de 0,6% – May 23, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa sobe em meio a ajustes e com Previdência no radar – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Ibovespa tem 2ª alta robusta e zera perdas da semana anterior – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Índices terminam em baixa por temores comerciais e sobre Brexit – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Índice fecha em leve baixa em dia volátil, sob influência negativa de Wall St – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 queda 80 0 NONE 8 a queda: 1, forte queda recente: 1, queda de %1,64: 1, queda: 5
2 China 0 0 PLACE 7 (tacit) ele/ela (referent: China): 1, China: 6
3 esta 0 0 NONE 7 esta: 7
4 Ibovespa 25 70 ORGANIZATION 6 o Ibovespa: 4, O Ibovespa: 2
5 On Petrobras 0 60 PERSON 6 Petrobras_On: 2, (tacit) ele/ela (referent: Petrobras_Pn): 2, Petrobras_Pn: 2
6 Estados_Unidos 0 0 PLACE 5 Estados_Unidos: 5
7 pontos 0 0 NONE 5 94.195,40 pontos: 1, 93.910,03 pontos: 1, 94.360,66 pontos: 1, 93.798,40 pontos: 1, 94.254,72 pontos: 1
8 empresa 0 0 NONE 4 A empresa: 1, a empresa: 2, outras companhias chinesas: 1
9 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
10 giro 240 0 NONE 3 O giro financeiro: 3