Natura compra Avon e cria 4ª maior companhia de cosméticos da mundo

Por: SentiLecto

– A Natura NATU3.SA> anunciou nesta quarta-feira acordo para compra da norte-americana Avon AVP.N> numa transação com troca de ações que deve instituir o quarto maior grupo de beleza do mundo. Pelos termos do acordo, a Natura deterá 76% dos negócios combinados com mais de 10 bilhões de dólares em receita anual, informou a companhia de Brasil. Após a Natura entrar em lojas de varejo de alto nível com as aquisições da Aesop, em 2013, e da The Body Shop, em 2017, a compra da maior adversária em vendas diretas é uma aposta renovada no core business da companhia de distribuição porta-a-porta. O Brasil é o maior mercado da Avon, encarnando quase um quarto das vendas, mas o negócio aqui padeceu nos últimos anos devido à fraca economia e à forte concorrência da Natura. Agora, a empresa norte-americana de 133 anos concordou com os termos da troca, de 0,3 ação da Natura para cada ação da Avon. Isso avalia o patrimônio da Avon em cerca de 2 bilhões de dólares, encarnando um prêmio de 28% sobre o custo de encerramento da ação em 21 de maio. As ações da Avon subiram 9,1% nesta quarta-feira e as da Natura subiram 9,4%, com investidores aplaudindo a consolidação no mercado de Brasil. Tendências próprias brasileiras protegeram o modelo de venda direta de cosméticos, com consultores terceirizados vendendo principalmente para conhecidos, e da ameaça do varejo online, que tem prejudicado economias mais desenvolvidas. A Natura tem uma liderança no mercado de vendas diretas no Brasil, de acordo com o grupo de pesquisa Euromonitor, que estima uma participação de mercado de 31% para a companhia, seguido por uma participação de quase 16% da Avon. A Natura estimou que o acordo traga entre 150 milhões e 250 milhões de dólares de economia de preços anuais. Muitos consultores já vendem tanto produtos da Avon como da Natura, o que Andres Estevez declara que podem auxiliar a acalmar temores das autoridades antitruste. Andres Estevez é o analista brasileiro. A transação deve ser deduzida no começo de 2020. Se o negócio fechar dentro do prazo, a Natura declarou que pagaria 530 milhões de dólares a investidores detentores de ações preferenciais da Série C na Avon, adicionando que garantiu financiamento de Bradesco BBDC4.SA>, Citigroup e Itaú Unibanco ITUB4.SA> para efetuar o pagamento.

– A Natura confirmou nesta quarta-feira informações do jornalismo de que está negociando a compra da adversária norte-americana Avon por meio de uma troca de ações, mas cogitou que não há como garantir que vai deduzi de fato a transação. A Natura em comunicado ao mercado alegou: “As partes estão atualmente negociando os termos e condições contratuais finais da transação”. Mais cedo, o Financial Times publicou que a Natura vai adquiri a Avon em um acordo todo em ações que avalia o grupo de Noruega em mais de 2 bilhões de dólares.- A Natura anunciou nesta quarta-feira acordo para compra da norte-americana Avon em uma transação baseada em troca de ações e que deverá instituir o quarto maior grupo de beleza do mundo, segundo a empresa de Brasil. A transação, que junta as duas marcas mais populares de maquiagem no Brasil, calcula que os acionistas da Natura vão ter 76 por cento da empresa combinada, que vai ter receita anual de mais de 10 bilhões dólares, cerca de 40 mil funcionários e presença em cem países. Segundo a Natura, a transação calcula sinergias anuais de 150 a 250 milhões de dólares por ano. As ações da Natura fecharam o dia em alta de 9,4 por cento, atingindo o recorde de 61,50 reais. Já as ações da Avon saltaram cerca de 9 por cento, cotadas a 3,49 dólares. BANGALORE, Índia – A Natura fechou acordo para adquiri a Avon Products, segundo informações da jornalismo publicadas nesta quarta-feira.

Na quinta-feira 25 de abril – O Ibovespa fechou em alta nesta quinta-feira, com Natura disparando em meio a expectativas mais favoráveis sobre uma eventual fusão com a Avon, enquanto JBS renovou máximas recordes com perspectivas positivas sobre a demanda chinesa e autorização para exportar frango para a Índia. Índice de referência do mercado acionário de Brasil, o Ibovespa havia subido 1,34 por cento, a 96.321,03 pontos, de acordo com dados preliminares. Mais cedo, havia recuado 0,88 por cento no pior momento.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Natura compra Avon e cria 4ª maior companhia de cosméticos da mundo
>>>>>Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações – May 22, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Natura acerta acordo com Avon para formar grupo de US$10 bi – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Natura vai comprar Avon em acordo em ações, diz mídia – May 22, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Natura 60 0 ORGANIZATION 16 (tacit) ele/ela (referent: a Natura): 2, a Natura: 7, A Natura: 5, (tacit) ele/ela (referent: A Natura): 2
2 dólares 0 0 NONE 7 3,49 dólares: 1, 10_bilhões dólares: 1, dólares: 5
3 transação 0 0 NONE 6 a transação: 1, transação: 1, A transação: 3, uma transação baseada: 1
4 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
5 acordo 120 0 NONE 4 acordo: 2, um acordo: 1, o acordo: 1
6 Avon 0 0 ORGANIZATION 4 Avon: 1, a Avon: 3
7 companhia 0 0 NONE 4 a companhia brasileira: 1, a companhia combinada: 1, a empresa: 1, a empresa brasileira: 1
8 O Brasil 0 0 PLACE 3 O Brasil: 1, o Brasil: 2
9 o quarto maior grupo de beleza de o mundo 160 0 NONE 2 o quarto maior grupo de beleza de o mundo: 2
10 Ibovespa 80 0 ORGANIZATION 2 o Ibovespa: 1, O Ibovespa: 1