PF prende suposto operador financeiro do Hezbollah em Foz do Iguaçu

Por: SentiLecto

– Depois que as autoridades de Paraguay emitiram um mandado em agosto, a Polícia Federal, que informou, também em comunicado, que o Supremo Tribunal Federal autorizou a prisão de Barakat prendeu nesta sexta-feira um homem identificado pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos como um financiador de alto escalão do Hezbollah, incorreta,, depois que o Paraguai pediu a detenção por declaração de nacionalidade declararam autoridades nesta sexta-feira. Faz 14 anos, Autoridades dos EUA nomearam o libanês Assad Ahmad Barakat como um de os ” membros mais ilustres e influentes ” de o Hezbollah Segundo as autoridades norte-americanas, ele atuou como tesoureiro do grupo durante muito tempo e era associado ao então diretor financeiro do Hezbollah, grupo militante acolhido no Líbano. Barakat foi preso em Foz do Iguaçu, do lado de Brasil da Tríplice Fronteira, pela divisão antiterrorismo da Polícia Federal, de acordo com comunicado geresano. Se Barakat tem um advogado, não ficou claro de imediato. De acordo com a PF, autoridades de Argentina o acusaram de lavar 10 milhões de dólares por meio de um cassino em Puerto Iguazú. Barakat já esteve preso no Paraguai entre 2002 e 2008 devido a denúncias de sonegação fiscal. Depois de sua libertação, declarou a PF, Barakat passou a morar no Brasil e a realizar negócios no Paraguai, na Argentina e no Chile.

Até agora, foram satisfeitos quatro mandados de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio. A Operação investiga um grupo criminoso formado por uma advogada e seus familiares, que atua desde a década de 1990 fazendo utilização de documentos falsos para instituir segurados e dependentes com o intuito de receber vantagens previdenciários.Faz 1 dia, a Polícia Federal, em conjunto com a Força Tarefa Previdenciária, começou quinta-feira, dia 20, a Operação ‘ Em Família ‘, com o objetivo de desarticular um esquema de fraudes em a obtenção de vantagens previdenciários em o município de o Rio. Se os identificaram segundo a PF, o pagamento irregular de 14 vantagens, totalizando o valor aproximado de R $ 2,9 milhões.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil, Argentina, United States, Lebanon, Chile

Cities: Puerto Iguazu, Foz Do Iguacu

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>PF prende suposto operador financeiro do Hezbollah em Foz do Iguaçu
>>>>>PF desarticula grupo que fraudava INSS no Rio; prejuízo chega a R$ 2,9 milhões – September 20, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Barakat 0 217 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Barakat): 1, o (referent: Barakat): 1, Barakat: 4
2 Operação 0 160 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: A Operação): 2, A Operação: 1, a Operação: 1
3 Federal 40 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: A Polícia_Federal): 1, A Polícia_Federal: 3
4 autoridades 0 0 NONE 4 as autoridades norte-americanas: 1, autoridades: 1, as autoridades paraguaias: 1, autoridades argentinas: 1
5 PF 0 0 ORGANIZATION 3 a PF: 3
6 esta 0 0 NONE 3 esta: 3
7 preso 0 160 NONE 2 preso: 2
8 grupo 0 80 NONE 2 grupo militante sediado: 1, um grupo criminoso formado: 1
9 Assad Ahmad Barakat 0 0 PERSON 2 o libanês Assad_Ahmad_Barakat: 1, ele (referent: o libanês Assad_Ahmad_Barakat): 1
10 Paraguai 0 0 ORGANIZATION 2 o Paraguai: 2