Projeto pode garantir a agentes do Degase o direito ao pagamento do RAS

Por: SentiLecto

Os agentes de segurança socioeducativos do Departamento Geral de Ações Socioeducativas poderão ter direito ao Regime Adicional de Serviço — a hora extra que atualmente é paga a policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários. O projeto que calcula a medida, de personalidade autorizativo, que está na pauta desta quarta-feira da Assembleia Legislativa do Rio . O autor é o deputado Bruno Dauaire .

Na justificação, o deputado declara que elaborou-se o projeto “como maneira de suprir o deficit de servidores do Degase, num fase em que o estado não pode realizar novos concursos públicos”.

Um trecho do artigo 5º declara que o governo tem que dar prioridade na utilização de créditos adicionais para efetivar o plano de Carreiras, Cargos e Salários dos servidores da Saúde estadual. Faz 1 mês, Wilson Witzel deu entrada com ação em o Supremo Tribunal Federal para anular o PCCS, em maio. Wilson Witzel é o governador. A Procuradoria da Alerj mandou profissão em que discorda do governador e alega que o plano de posições é constitucional.O artigo 20 declara que 50% da verba prevista para o custeio da Fundação Cecierj e da Faperj deverão ser repassados na maneira de duodécimos, que são repasses compulsórios calculados pela Constituição feitos em doze parcelas ao longo do ano.Um trecho do artigo 5º declara que o governo tem que dar prioridade na utilização de créditos adicionais para efetivar o plano de Carreiras, Cargos e Salários dos servidores da Saúde estadual. Faz 1 mês, Wilson Witzel deu entrada com ação em o Supremo Tribunal Federal para anular o PCCS, em maio. Wilson Witzel é o governador. A Procuradoria da Alerj mandou profissão em que discorda do governador e alega que o plano de posições é constitucional.Os autores da proposta são os deputados Flávio Serafini , Waldeck Carneiro e os ex-deputados Comte Bittencourt e Tio Carlos. Na justificação, os parlamentares declaram que o texto corrige a legislação de 2016 que não admirou os inspetores com a diminuição da carga horária, assim como os demais servidores do quadro administrativo da Seeduc.

Na sábado 15 de junho tramitava na Assembleia Legislativa do Rio um projeto que pretendia obrigar a execução do exame toxicológico para a admissão de candidatos para as posições das polícias Militar, Civil, do Corpo de Bombeiros e da Administração Penitenciária do estado. O autor era o deputado Delegado Carlos Augusto .

Mande acusações, informações, vídeos e imagens para o Whatsapp do Extra .

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Projeto pode garantir a agentes do Degase o direito ao pagamento do RAS
>>>>>Alerj vota nesta terça-feira vetos no orçamento de 2019 relacionados aos servidores do estado – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Alerj vota nesta terça-feira vetos no orçamento de 2019 relacionados aos servidores – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Inspetores de alunos do estado do Rio podem ter carga horária reduzida para 30 horas semanais – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Procuradoria da Alerj 0 0 ORGANIZATION 8 A Procuradoria_da_Alerj: 2, (tacit) ele/ela (referent: A Procuradoria_da_Alerj): 6
2 ofício 0 0 NONE 4 ofício: 4
3 o projeto de caráter autorizativo 0 0 NONE 3 O projeto de caráter autorizativo: 3
4 projeto 0 0 NONE 3 o projeto: 1, um projeto: 2
5 invalidar o pccs 0 140 NONE 2 invalidar o PCCS: 2
6 governador 0 60 NONE 2 o governador: 2
7 Flávio Serafini 0 40 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Flávio_Serafini): 2
8 prioridade 60 0 NONE 2 prioridade: 2
9 um trecho de o artigo 0 0 NONE 2 Um trecho de o artigo: 2
10 Wilson Witzel 0 0 PERSON 2 Wilson_Witzel (apposition: o governador): 2