Qualicorp tem lucro de R$110 mi no 3º tri

Por: SentiLecto

– A gerente de planos de saúde coletivos Qualicorp teve lucro líquido de 110 milhões de reais no terceiro trimestre, queda de 1,1 por cento sobre o mesmo fase do ano passado. O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização adaptado foi de 242 milhões de reais, recuo de 8,2 por cento na comparação anual. A margem caiu de 50,6 para 49,3 por cento. Faz 1 mês, a empresa apurou receita líquida de 491 milhões de reais em outubro, recuo de 5,7 por cento sobre o terceiro trimestre de o ano passado. Faz 2 meses, a base de beneficiários seguiu em queda, recuando para 2,558 milhões em o final ante 2,627 milhões em o segundo trimestre e 4,644 milhões em o terceiro trimestre de o ano passado. A companhia no balanço alegou: “A diminuição comparada ao trimestre anterior está relacionada ao menor volume de vidas em afinidades, reflexo do reajuste de custos em parte pertinente da carteira”.

– A negociante Magazine Luiza aumentou em 29,3 por cento o lucro líquido do terceiro trimestre na comparação com igual fase do ano passado, com forte performance de vendas, sobretudo no comércio eletrônico, e diluição de despesas, de acordo com balanço divulgado na noite desta segunda-feira. O resultado operacional da empresa medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização aumentou 11,4 por cento na mesma base, para 278,9 milhões de reais, auxiliado por diminuição em despesas financeiras e crescimento nas vendas. Faz 1 ano, mas a margem Ebitda caiu 1,2 ponto percentual, para 7,6 por cento, afetada por investimentos complementares em aprimoramento em o nível de serviço e aquisição de novos clientes. As vendas totais da Magazine Luiza, incluindo lojas físicas, ecommerce próprio e terceiros , adicionaram 4,6 bilhões de reais entre julho e setembro, um valor 33,6 por cento maior ano a ano. Se liderou o crescimento por o comércio eletrônico cujas vendas saltaram 54,6 por cento em relação a o terceiro trimestre de 2017,, para 1,7 bilhão de reais, entendendo 36,2 por cento de o total comercializado por o Magazine Luiza em o fase. Nos pontos físicos, enquanto isso, a negociante vendeu 24 por cento mais e, na concepção mesmas lojas, a alta foi de 16,3 por cento. A companhia no balanço alegou: “Realçamo também a excelente performance das lojas novas que, com resultados acima do esperado, contribuíram com 8 pontos percentuais para o crescimento de vendas”. Faz 1 mês, a adversária Via Varejo, talento de as marcas Casas Bahia e Pontofrio, divulgou em o final vendas mesmas lojas em alta de 4,2 por cento. Faz 2 meses, só em setembro, o Magazine Luiza abriu 29 lojas, com entrada em novas regiões, adicionando 87 inaugurações em os últimos 12 meses. A rede contava com um total de 913 lojas físicas, das quais 22 por cento estavam em amadurecimento. Faz 2 meses, a receita líquida trimestral de a Magazine Luiza ampliou 28,5 por cento, para 3,67 bilhões de reais, aumentando para 10,98 bilhões de reais o faturamento acumulado de janeiro a setembro. Já as despesas operacionais subiram 25,7 por cento ante o terceiro trimestre do ano passado, para 821,1 milhões de reais, enquanto a despesa financeira líquida adaptada encolheu 16,7 por cento, para 69,9 milhões de reais, em meio aos juros mais baixos. Faz 2 meses, a o fim a Magazine Luiza tinha uma posição total de caixa de 1,9 bilhão de reais, incluindo aplicações financeiras de 700 milhões de reais e 1,2 bilhão de reais em recebíveis de cartão de crédito. Os investimentos alcançaram 112,8 milhões de reais entre julho e setembro, mais que o dobro dos 47,6 milhões de reais desembolsados no terceiro trimestre de 2017, com os recursos direcionados a abertura de lojas, reformas, tecnologia e logística. Em 2018, as ações da Magazine Luiza acumulam alta de mais de 116 por cento, superando a performance de adversárias como B2W, que subiu cerca de 60 por cento, e Via Varejo, que perdeu mais de 31 por cento desde o início do ano.- A Marfrig teve perda líquida de 126 milhões de reais no terceiro trimestre, refletindo o efeito cambial sobre a dívida, além de despesas não recorrentes, embora a perda tenha sido 28 por cento menor do que um ano antes. Faz 2 meses, a performance operacional de a empresa medido por o lucro, impostos, depreciação e amortização aumentou quase cinco vezes em a comparação anual, adicionando 1,055 bilhão de reais de julho a setembro. Em termos adaptados, o Ebitda atingiu recorde de 1,08 bilhão de reais, superando em 23 por cento a soma apurada um ano atrás, com margem de 9,7 por cento. Considerando o resultado ao acionista controlador, a Marfrig teve uma perda líquida de 80 milhões de reais. No fim de setembro, a dívida bruta da Marfrig, quase toda em moeda estrangeira, era de 4,83 bilhões de dólares. Em reais, adicionava 19,34 bilhões. A alavancagem medida pela relação dívida líquida adaptada e Ebitda adaptado , era de 2,57 vezes em reais, e 2,3 vezes em dólar. A Marfrig teve receita líquida lembre de 11 bilhões de reais no trimestre, alta de 21 por cento em relação ao número proforma do mesmo fase de 2017. O maior volume beneficiou o faturamento de vendas em a América do Sul , além do efeito positivo de 2,045 bilhões de reais proveniente de a depreciação de o real que compensou o custo médio de vendas mais baixo e o menor número de semanas em a operação de a América do Norte ,. Os gastos com vendas, gerais e administrativas subiram 30 por cento na comparação ano a ano, para 608 milhões de reais, com conseqüência da cotação nas operações internacionais. As despesas financeiras subiram 49,35 por cento por cento, a 572 milhões de reais, progressão atribuída pela companhia a despesas provisória de 90 milhões de reais ligadas ao empréstimo para compra da National Beef. Faz 3 meses, mais cedo, a Marfrig informou que o órgão regulador chino aprovou a venda de sua unidade Keystone Foods para a norte-americana Tyson Foods.- Uma vez que as receitas com corretagem caíram, o BTG Pactual divulgou nesta segunda-feira que teve uma queda de 9,75 por cento no lucro recorrente do terceiro trimestre. O lucro recorrente, que exclui itens extraordinários, chegou a 685 milhões de reais no fase, ante 759 milhões de reais no mesmo fase de 2017.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Qualicorp tem lucro de R$110 mi no 3º tri
>>>>>Magazine Luiza lucra 29% mais no 3º tri com crescimento de vendas puxado por ecommerce – November 05, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Marfrig tem prejuízo de R$126 mi no 3º tri afetada por câmbio e despesas – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Lucro recorrente do BTG Pactual cai 10% no 3º tri – November 05, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 por_cento 0 60 NONE 18 24 por_cento: 1, 49,35 por_cento por_cento: 1, 16,3 por_cento: 1, 25,7 por_cento: 1, 54,6 por_cento: 1, 22 por_cento: 1, 49,3 por_cento: 1, 29,3 por_cento: 1, 116 por_cento: 1, 7,6 por_cento: 1, 60 por_cento: 1, 28 por_cento menor: 1, 30 por_cento: 1, 23 por_cento: 1, 16,7 por_cento: 1, 28,5 por_cento: 1, 11,4 por_cento: 1, 33,6 por_cento: 1
2 Marfrig 240 160 ORGANIZATION 6 A Marfrig: 2, a Marfrig: 2, (tacit) ele/ela (referent: a Marfrig): 2
3 reais 480 0 NONE 6 reais: 6
4 lucro 160 40 NONE 5 lucro líquido de 110_milhões: 1, o lucro: 2, O lucro recorrente: 2
5 despesas 260 0 NONE 5 despesas operacionais: 1, despesas: 3, despesas financeiras: 1
6 ano 0 0 NONE 5 o ano passado: 5
7 lojas 0 0 NONE 5 29 lojas: 1, mesmas lojas: 2, lojas físicas: 1, 913 lojas físicas: 1
8 vendas 0 0 NONE 5 as vendas: 1, vendas: 4
9 eu 320 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
10 companhia 80 0 NONE 4 A companhia: 1, a empresa: 3