Sem acordo comercial com China, EUA vão aumentar tarifas, declara Trump

Por: SentiLecto

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta terça-feira que se nenhum acordo comercial for fechado com Pequim para acabar com uma combate comercial retaliatória, ele ampliará as tarifas sobre as importações de produtos chineses que abalou os mercados e prejudicou o crescimento no mundo todo., que adicionou que a China deverá fazer um acordo comercial,

“Acabei de concluir uma reunião bastante boa e cordial na Casa Branca com Jay Powell, do Federal Reserve. Tudo foi debatido, incluindo taxas de juros, juros negativos, inflação baixa, afrouxamento, força do dólar e seu conseqüência sobre a indústria, o comércio com a China, UE e outros, etc”, declarou Trump em post no Twitter.Donald Trump declarou que se encontrou com o chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, nesta segunda-feira Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos., e debateu uma extensa gama de tópicos, incluindo taxas de juros negativas, a flexibilização da política monetária, a força do dólar e o comércio dos EUA com China e União Europeia.O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o chairman do Federal Reserve reuniram-se na Casa Branca nesta segunda-feira para debater “o crescimento da economia, o emprego e a inflação”, informou o Fed em comunicado. O chairman do Federal Reserve é jerome Powell.- A câmara baixa do Parlamento do Japão aprovou nesta terça-feira um acordo comercial restringido que o primeiro-ministro Shinzo Abe definiu com os Estados Unidos, abrindo percurso para cortes de tarifas no próximo ano sobre itens como produtos agrícolas norte-americanos e partes de máquinas japonesas. Mas há incerteza sobre quanto melhoria o Japão pode fazer na negociação da eliminação das tarifas norte-americanas sobre carros e peças de automóveis japoneses, erguendo dúvidas sobre as garantias de Abe de que Donald Trump foi bom para os dois lados. Donald Trump é o acordo que ele assinou com o presidente dos EUA. No mês passado, o Japão e os Estados Unidos assinaram formalmente um acordo comercial restringido para cortar tarifas sobre produtos agrícolas dos EUA, partes de máquinas japonesas e outros produtos, evitando a ameaça de taxas mais altas sobre automóveis por parte dos EUA. Vai levar-se a proposta de o governo de ratificar o acordo comercial em a câmara alta de o Parlamento para eleição mas sua aprovação na poderosa câmara baixa amplia as possibilidades de entrada em forcita em janeiro. O acordo vai dar a Trump um êxito do que ele pode se gabar aos eleitores, mas Abe declarou que o convênio vai trazer tantas vantagens ao Japão quanto aos Estados Unidos. Quando as vantagens vão entrar em forcita, o Japão estimou que o acordo inicial ampliará sua economia em cerca de 0,8% nos próximos 10 a 20 anos. Também estimou uma diminuição em 212,8 bilhões de ienes das tarifas gerais sobre as exportações do Japão para os Estados Unidos.

Na segunda-feira 21 de outubro Donald Trump havia continuado adotando tom otimista sobre a chance de um acordo para acabar com o combate comercial dos EUA com a China, declarando a repórteres que o acordo comercial estava indo bastante bem. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, China

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Sem acordo comercial com China, EUA vão aumentar tarifas, declara Trump
>>>>>Trump diz que conversa ‘cordial’ com Powell, do Fed, abordou taxa de juros negativa e comércio – November 18, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz que tomará em breve decisão sobre tarifas a automóveis – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump ataca ex-embaixadora na Ucrânia que depõe em inquérito sobre impeachment – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Powell diz que não há razão para que crescimento dos EUA não possa continuar – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Trump e Powell se encontraram na Casa Branca para discutir economia, diz Fed – November 18, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Câmara baixa do Japão aprova acordo comercial com EUA – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 80 0 PERSON 9 Trump: 1, O presidente de os Estados_Unidos Donald_Trump: 1, (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 3, Donald_Trump (apposition: O presidente de os Estados_Unidos): 1, O presidente de os Estados_Unidos Donald_Trump e: 1, Donald_Trump (apposition: o acordo): 1, Donald_Trump (apposition: o presidente de os Estados_Unidos): 1
2 acordo 210 0 NONE 7 um acordo comercial limitado: 2, O acordo: 1, um acordo comercial: 1, o acordo comercial: 1, nenhum acordo comercial: 1, o acordo inicial: 1
3 chairman 0 0 ORGANIZATION 7 (tacit) ele/ela (referent: o chairman de o Federal_Reserve): 4, ele (referent: o chairman de o Federal_Reserve): 1, o chairman de o Federal_Reserve (apposition: Jerome_Powell): 1, o chairman de o Federal_Reserve: 1
4 Trump 0 0 ORGANIZATION 5 a Trump: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Trump): 4
5 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
6 a China 0 0 PLACE 3 a China: 2, China: 1
7 o Japão 0 0 PLACE 3 O Japão: 1, o Japão: 2
8 os Estados_Unidos 0 0 PLACE 3 (tacit) eles/elas (referent: os Estados_Unidos): 1, os Estados_Unidos: 2
9 vigor 140 0 NONE 2 vigor: 2
10 benefícios 100 0 NONE 2 os benefícios: 1, tantos benefícios: 1