Trump acirra nervosismo com China e assina decreto que abre brecha para banir a gigante Huawei dos EUA

Por: SentiLecto

Donald Trump assinou nesta quarta-feira decreto que proíbe companhias de America de utilizar equipamentos de telecomunicações fabricados por empresas que encarnem risco na segurança nacional. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos .A resolução abre percurso para a interdição de negócios com a de China Huawei.

O decreto executivo de Trump não menciona nenhum país como alvo, mas se o anunciou em meio em os nervosismos comerciais entre os EUA e a China.A iniciativa autoriza o Departamento de Comércio de America a bloquear os negócios relacionados com tecnologias desenvolvidas por um “oponente estrangeiro” que possam pôr em risco a segurança nacional mediante a espionagem ou a sabotagem de serviços necessários ao país.Donald Trump disse nesta quarta-feira uma emergência nacional para proibir as empresas estadunidense de utilizar equipamentos de telecomunicações fabricados por companhias que supostamente tentam espionar o país, o que pode, por exemplo, impedir negócios com a de China Huawei. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Na quinta-feira 09 de maio a China havia feito um pedido aos Estados Unidos para encontrarem um meio-termo e consigam fechar um acordo que possa concluir o combate comercial entre os dois países, enquanto seu principal negociador chegava a Washington para dois dias de negociações na esperança de evitar as ampliações de tarifas dos EUA a partir de sexta-feira.

Em paralelo, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos, com autorização da Casa Branca, introduziu a Huawei e suas afiliadas na chamada ‘Entity List’. As empresas que estão nesta lista só podem adquiri insumos e tecnologias de companhias estadunidense se tiverem aprovação do governo Trump. Na prática, a resolução impede a gigante de China de importar livremente matéria-prima para sua cadeia de suprimentos.

O duplo movimento de Trump acerta em repleto o negócio bilionário da Huawei e vem num momento delicado das relações entre EUA e China, com o acirramento do nervosismo comercial entre as duas potências. Após uma trégua que durou quatro meses, o governo de America voltou a aumentar tarifas sobre importações chinesas. A China reagiu nesta quinta às medidas dos EUA aalegandoque avai adotarmedidas para proteger suas ecompanhias

A China se opõe fortemente à imposição por outros países de sanções unilaterais a entidades cde China ddeclarouum porta-voz do Ministério do Comércio, drealçandoque os EUA dtêm que evitarimpactar ainda mais as relações comerciais entre os dois países.O combate comercial entre as duas maiores economias do mundo se intensificou na sexta-feira com os Estados Unidos aumentando as tarifas sobre 200 bilhões de dólares em produtos de China depois que o presidente Donald Trump declarou que Pequim “quebrou o acordo” ao voltar atrás em compromissos anteriores feitos durante meses de negociações.

Macron : ‘Arremessar um combate tecnológico agora não é apropriado’, declara presidente francês

Em retaliação, Pequim também anunciou medidas protecionistas, prometendo aumentar sua taxas sobre produtos adquiridos dos EUA a partir de 1° de junho. Por trás do combate comercial está uma corrida tecnológica entre as duas principais economias mundiais.

O decreto assinado por Trump invoca a Lei dos Poderes Econômicos de Emergência Internacional, que dá ao presidente a autoridade de regular o comércio em resposta a uma emergência nacional que ameace o país. Indicou-se o nome de a Huawei em este caso, não . Por enquanto, incluiu-se a companhia somente em a lista que tem limitações a compras de componentes de America.

Washington acredita que equipamentos fabricados pela Huawei, a segunda maior fabricante global de smartphones, podem ser utilizados pelo governo de China para espionagem. A Huawei nega. Na manhã desta quinta-feira a empresa reagiu à dresoluçãoade Americae ddeclarouque, com isso, os aestadunidensevpagarãomais caro e por produtos de menor qcaracterística

— Pedimos aos EUA que parem de utilizar a desculpa das questões de segurança para barrar companhias chinesas injustificadamente e forneçam um ambiente justo e não discriminatório para as companhias de China que realizam investimentos nos EUA.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States, China, Brazil

Cities: Washington, Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Trump acirra nervosismo com China e assina decreto que abre brecha para banir a gigante Huawei dos EUA
>>>>>Trump proíbe negócios com empresas que supostamente querem espionar os EUA – May 16, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump alerta China a não retaliar contra aumento de tarifas – May 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Trump diz que recebeu uma ‘bela carta’ do presidente da China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Trump diz ‘não ter pressa’ para finalizar acordo comercial com a China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Trump diz que ficará feliz em manter tarifas sobre importações chinesas em vigor – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>China responde aos EUA com aumento de tarifas sobre produtos americanos – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump se reunirá com Putin e Xi durante cúpula do G20 no Japão – (EfeGeneric)
>>>>>China se opõe a medida dos EUA de colocar gigante Huawei em lista negra – (Extraoglobo-pt)
>>>>>China diz que ‘nunca vai se render’ em meio a intensificação de guerra comercial com os EUA – May 13, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>EUA intensificam guerra comercial em meio a negociações, China diz que vai retaliar – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>EXCLUSIVO-China volta atrás em quase todos os aspectos do acordo comercial com os EUA, dizem fontes – May 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Trump anuncia aumento de tarifa dos EUA sobre produtos da China – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Em reviravolta, Trump anuncia aumento de tarifas dos EUA sobre produtos chineses – May 05, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>China e EUA iniciam nova rodada de negociações para evitar a guerra comercial – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>China e EUA concluem mais uma reunião para encerrar guerra comercial – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump escolhe defensor de muro na fronteira para comandar agência de imigração dos EUA – May 05, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump diz que economia dos EUA ‘subiria como foguete’ se Fed cortasse juros – April 30, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Trump ameaça Cuba com mais sanções se não cessar apoio militar à Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>EUA dizem que China renegou compromissos comerciais, negociações continuam – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Índices da China fecham em mínima de 11 semanas com aumento das tensões comerciais – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 companhias 0 280 NONE 9 as empresas chinesas: 1, As companhias: 2, empresas: 2, empresas americanas: 1, companhias: 2, a empresa: 1
2 os EUA 0 0 PLACE 7 os EUA: 6, EUA: 1
3 Donald Trump 0 0 PERSON 6 o presidente Donald_Trump: 1, (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 2, Donald_Trump (apposition: O presidente de os Estados_Unidos): 2, Trump: 1
4 Huawei 0 0 ORGANIZATION 6 A Huawei: 1, (tacit) ele/ela (referent: a chinesa Huawei): 1, (tacit) ele/ela (referent: A Huawei): 1, a Huawei: 2, a chinesa Huawei: 1
5 China 80 0 PLACE 5 a China: 2, China: 1, A China: 2
6 lista 0 120 NONE 3 a lista: 2, esta lista: 1
7 guerra 0 60 NONE 3 a guerra comercial: 2, A guerra comercial: 1
8 acordo 90 0 NONE 3 um acordo: 2, o acordo: 1
9 decisão 80 0 NONE 3 a decisão: 1, A decisão: 1, a decisão americana: 1
10 decreto 0 0 NONE 3 O decreto assinado: 1, decreto: 2