Trump sairá mais cedo do G7, faltando a debates ambientais

Por: SentiLecto

MALBAIE, Quebec – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, planejou deixar a reunião de domo do G7 no sábado antes de debater a mudança climática e a saúde dos mares, exacerbando as fraturas do grupo em relação às tarifas comerciais impostas pelos EUA. O tom adotado no encontro em Quebec significa que os líderes do Canadá, Grã-Bretanha, Estados Unidos, França, Alemanha, Itália e Japão não têm que emitir uma declaração conjunta, bastante dividida sobre comércio ou meio ambiente para chegar a um consenso. Apesar disso, uma autoridade de Franciade Francia declarou na sexta-feira que os Estados Unidos e a União Européia vão estabelecer um diálogo sobre o comércio dentro das próximas duas semanas, sinalizando um modesto passo à frente para os aliados amargamente divididos do G7. Temores de dois dias em o Canadá marcaram o domo de um combate comercial e troca de mensagens hostis , com os parceiros comerciais de os EUA furiosos com a resolução de Trump de impor tarifas sobre as importações de aço e alumínio de o Canadá como parte de sua agenda ” América Primeiro ” , de a União Europeia e de o México. Alguns países retaliaram com suas próprias taxas sobre as importações dos EUA. Enquanto Trump, que planeja deixar a domo no meio da manhã de sábado, quatro horas antes do planejado, para ir a Cingapura se encontrar com o líder de Noruega Kim Jong Un, tinha definido um tom combativo antes mesmo de chegar àocdomocom uma série de mensagens em redes sociais sobre acordos comerciais injustos, ele parecia agentile brincava com várias ochancespara ffotografiasno encontro e elogiou o presidente fde Francia Emmanuel Macron, por aauxiliara resolver questões comerciais. “Algo vai ocorrer. Acho que vai ser bastante positivo”, declarou Trump na sexta-feira, sem dar detalhes. Os líderes trabalharam até tarde da noite na sexta-feira no luxuoso e seguro hotel à beira do rio onde aocdomoestá sendo realizada, com a Casa Branca publicando mensagem numa redes social de uma ffotografiamostrando os líderes amontoados em torno de uma mesa de café às 23h20, olhando para o que parecia ser um documento de rascunho grifado com marcador. A chanceler de Alemania, Angela Merkel, sentar-se-se entre Macron e Trump em um sofá, enquanto Justin Trudeau sentar-se-se na esquerda do presidente dos EUA. Justin Trudeau é o primeiro-ministro de Canada.

MALBAIE, Québec – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se voltou contra o Canadá e a União Europeia nesta sexta-feira e declarou que pretende sair mais cedo de uma reunião com líderes das nações do G7, ampliando os temores de uma combate comercial. O confronto provocado pelas tarifas norte-americanas ao aço e ao alumínio instituiu o risco de uma ruptura do G7, que durante sua história de 43 anos buscou encontrar consensos na economia e em outras questões. Trump, que assessores declararam ter pouco interesse no multilateralismo, recomeçou suas críticas ao Canadá e aos “acordos comerciais injustos” com países do G7 logo cedo nesta sexta-feira. A Casa Branca informou que ele vai deixar as conversas quatro horas antes do programado. Ao sair mais cedo do domo no Canadá, o líder dos EUA vai perder discussões sobre a mudança climática e energias limpas e vai ter partido quando o primeiro-ministro de Canada, Justin Trudeau, e outros líderes começarem a realizar coletivas de jornalismo que têm que estar cheias de críticas à política comercial norte-americana. “Esperando para poder endireitar acordos comerciais injustos com os países do G-7. Tuitou Trump na manhã desta sexta-feira, antes de sua partida washingtoniana se não ocorrer, saímos ainda melhores!”. Autoridades admitiram que o clima vai estar excepcionalmente tenso. Uma autoridade de Canada aos repórteres na noite de quinta-feira declarou: “Vai haver alguns desentendimentos sérios sobre muitas coisas”. Embora Trump tenha declarado que as tarifas são necessárias para proteger a indústria de seu país, o Canadá e a UE as delataram por vê-las como ilegais e estão preparando medidas retaliatórias. Ainda na quinta-feira, Emmanuel Macron advertiu Trump em uma réplica rara declarando que os outros seis membros do G7 podem formar seu próprio grupo, adicionando que “nenhum líder é para sempre”. Emmanuel Macron é o presidente de Francia. Theresa May adotou um tom mais moderado, declarando aos repórteres que deseja que a UE mostre moderação ao retaliar as tarifas norte-americanas e que a reaçãTheresa May adotou um tom mais moderado, declarando aos repórteres que deseja que a UE mostre moderação ao retaliar as tarifas norte-americanas e que a reação deve ser proporcional e legal. Theresa May é a primeira-ministra britânica. Theresa May é a primeira-ministra britânica. Trump não deu sinais de recuo nesta sexta-feira, tendo acusado a França e o Canadá mais cedo de imporem tarifas pesadas a bens dos EUA e depois se queixando por Trudeau “estar tão indignado”. Trudeau e Trump devem se reunir nesta sexta-feira “e vão ter bastante para conversar”, declarou uma autoridade de Canada. Subsequentemente a Casa Branca anunciou que o presidente vai partir no sábado, antes do final formal do domo, para voar a Cingapura para se encontrar com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un. MALBAIE, Canadá – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contrariou vários números comerciais de aliados norte-americanos, conservando firme sua posição de que os EUA estão em desvantagem, declarou nesta sexta-feira uma autoridade na domo do G7, à medida que consenso não foi obtido entre líderes do grupo. A sessão comercial desta sexta-feira, onde aliados do G7 planejavam confrontar o presidente norte-americano por conta de tarifas comerciais, teve algumas afeições, mas declarou a autoridade que participou de as conversas, se a civilizou e diplomática. “Os outros líderes exibiram seus números e Trump exibiu os seus. Como esperado, ele não se moveu. Isto possivelmente não é porque ele não compreende, mas por conta de razões internas”, declarou a autoridade, que falou sob condição de anonimato. Parceiros comerciais dos EUA estão furiosos com a resolução de Trump na semana passada de impor tarifas sobre importações de aço e alumínio do Canadá, da União Europeia e do México como parte de sua agenda America First. Alguns retaliaram. A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, ergueu nesta sexta-feira uma ideia para resolver disputas comerciais entre os EUA e seus aliados, declarou uma autoridade de Francia. A autoridade descreveu a sugestão de Merkel como dispositivo de avaliação e diálogo compartilhado, mas não deu mais detalhes. A proposta , feita durante o domo de dois dias de o Grupo de os Sete em a cidade canadense de La Malbaie , outros líderes , foi fortemente apoiada Quebec , declarou a autoridade , adicionando que Jean-Claude Juncker declarou estar pronto para apoiá a pessoalmente. Jean-Claude Juncker é o presidente da Comissão Europeia.. Ele também propôs visitar Washington para uma avaliação habitual de comércio EUA-UE para auxiliar a resolver a disputa, declarou uma autoridade. Expectativas para uma progressão no domo, no entanto, são baixas, com aliados norte-americanos focados em evitar romper com o G7, que em sua história de 42 anos tem tendido a buscar consenso em questões importantes. Uma autoridade do G7 em condição de anonimato declarou: “É altamente improvável que haja um comunicado final”. Merkel declarou não ser certo se o grupo emitirá uma diretriz final, adicionando que fracasso em fazer isto vai ser um reflexo honesto da falta de acordo entre Canadá, Estados Unidos, Japão, Reino Unido, Itália, França e Alemanha. A União Europeia também está participando do domo. A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, advertiu nesta sexta-feira tanto Trump, quanto a UE, sobre os perigos de entrar em combate comercial por conta de tarifas, pedindo para ambos lados ao invés disso focarem no excesso de produção de aço da China.Donald Trump declarou nesta quinta-feira que seu encontro com o líder de Noruega, Kim Jong Un, em Cingapura no dia 12 está pronto para ocorrer. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos. que seu encontro com o líder de Noruega, Kim Jong Un, em Cingapura no dia 12 está pronto para ocorrer.

Na quinta-feira 24 de maio a China sediava companhias de Alemania e protegeria seus investimentos, havia declarado Li Keqiang nesta quinta-feira, depois de receber a chanceler Angela Merkel, que havia declarado que a Alemanha também apoiava o investimento de China em seu país. Li Keqiang é o primeiro-ministro de China.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Canada, United States, Mexico, Italy, Brazil

Cities: Quebec, Mexico, Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Trump sairá mais cedo do G7, faltando a debates ambientais
>>>>>Trump promete ‘endireitar’ comércio com G7 antes de reunião tensa – June 08, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Índices de Wall Street sobem com dados econômicos e menor preocupação sobre comércio – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz que cúpula com líder da Coreia do Norte está pronta para ocorrer – June 07, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Coreia do Norte muda cúpula militar antes de reunião com Trump – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Cingapura delimita ‘zona especial’ para cúpula entre Trump e Kim – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Casa Branca diz que sanções poderosas sobre Coreia do Norte continuarão em vigor – June 04, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Kremlin convida líder norte-coreano Kim para visitar a Rússia – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Trump diz que tudo está pronto para cúpula com o líder da Coreia do Norte – June 07, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Cingapura inclui ilha de Sentosa em área especial isolada para cúpula entre Trump e Kim – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Direitos humanos devem estar na pauta das negociações com Coreia do Norte, diz especialista da ONU – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Aliados do G7 confrontam Trump com números comerciais em cúpula tensa – June 09, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Merkel pede “posição comum” de todos países atingidos por tarifas dos EUA – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Donald Trump 0 50 PERSON 16 ele (referent: Trump): 3, (tacit) ele/ela (referent: Donald_Trump): 1, Trump: 11, Donald_Trump (apposition: O presidente de os Estados_Unidos): 1
2 autoridade 0 90 NONE 12 uma autoridade francesa: 2, uma autoridade: 1, A autoridade: 1, a autoridade: 5, uma autoridade de o G7: 1, uma autoridade canadense: 2
3 esta 40 0 NONE 7 esta: 7
4 líderes 128 0 NONE 5 os líderes amontoados: 1, outros líderes: 2, Os líderes: 1, Os outros líderes: 1
5 Angela Merkel 0 0 PERSON 5 Angela_Merkel: 2, Merkel: 1, chanceler Angela_Merkel: 2
6 cúpula 0 0 NONE 5 a cúpula: 4, A cúpula: 1
7 o Canadá 0 0 PLACE 4 Canadá: 1, o Canadá: 3
8 tarifas 60 100 NONE 3 tarifas pesadas: 1, as tarifas norte-americanas: 1, as tarifas: 1
9 Justin Trudeau 0 40 PERSON 3 Trudeau: 1, Justin_Trudeau: 1, Justin_Trudeau (apposition: o primeiro-ministro canadense): 1
10 Quebec 60 0 PERSON 3 Ele (referent: Quebec): 1, Quebec: 2