‘O outro lado do paraíso': Henrique se diz e beija Duda

Por: SentiLecto

Duda vai ser pega de surpresa com a atitude de Henrique em “O outro lado do paraíso”. O diplomata se diz e a beija, durante viagem ao Rio para concluir o processo de ausência dela. Ele insiste em um jantar, quando tudo está resolvido. “Você ainda guarda o mesmo ar de mistério do passado. Sempre teve algo que me atraiu. Não só a beleza, mas algo especial”, declara Henrique.

‘O outro lado do paraíso’: sinopses de 29 de janeiro a 03 de fevereiro

‘O outro lado do paraíso’: sinopses de 22 a 27 de janeiro

Mas antes do jantar, eles partem para a audiência. E o diplomata pede a mulher que não conte a verdade sobre o tempo em que ficou sumida. Tudo para proteger Natanael . “Na audiência terá que declarar por que ficou sumida tanto tempo. Eu desejo pedir para…conservar a memória do meu pai”, pede Henrique. Duda se revolta: “Depois de tudo que ele me fez?”. “Mas ele faleceu. Foi um grande advogado, homem respeitável. Desejo conservar a memória de meu pai. Viverá com essa Animosidade dentro de você a vida toda?”, insiste o marido.

A ex-dona do bordel alega que a vida que teve foi consequencia do que o sogro lhe fez. “O se declarar que meu pai inventou uma morte fraudulenta, que ganha? O que temos é exclusivamente um processo por ausência. Amanhã você vai ir comigo, vai passar por um agradecimento de vida, vai colher digitais, e se concluirá esse processo. Poderá continuar sua vida. Então declare que após a explosão da lancha, perdeu a memória por um tempo. Tardou para recuperar e… “, simplifica. “Isso é a espécie da coisa que seu pai gostaria que eu declarasse. Vai ser que vocês são tão diferentes assim?”, indaga Duda.

Henrique, então, dispara: “Mas não me compare com meu pai. No passado, eu fiz bastante por você. Temos uma filha. Ela já não se dá bem com você. Se arruinar a memória do avô, que ela idolatrava, como vai ser? Então, o que decide?”, pressiona. Duda, então, decide acatar a proposta do marido e não conta a verdade sobre a armação de Natanael. “Vou fazer o melhor para minha filha. Não desejo que a Dri se torne minha eterna opositora”, decreta.

Após se casar com Rafael , Laura tem sua primiera noite de afeição. Mas a jovem, traumatizada por ter sido vítima de pedofilia, não sente prazer ao se entregar para o marido.‘O outro lado do paraíso’: sinopses de 15 a 20 de janeiro

No domingo 14 de janeiro Henrique ficará chocado ao saber por Duda que Jô era cúmplice de Natanae em “O outro lado do paraíso”. O diplomata conversará com a ex-mulher e a assombrava: ” era difícil, duro, tomar consciência do que meu pai havia feito com você. há tanto que preciso compreender. Na minha cabeça não entrava que ele havia sido capaz de prejudicá-la. havia prejudicado a mim também. Você era minha mulher. Que estava morta, eu havia padecido”, alegava Henrique, quando havia acreditado.

A mãe de Clara e Adriana alfineta declarando que ele se casou rapidamente. “Fiquei bastante frágil. Bete, você ainda guarda o mesmo ar de mistério do passado. Sempre teve…algo que me atraiu…não só a beleza, os traços físicos. Mas algo especial. Único”, elogia. Duda pede que ele pare, mas o diplomata continua. “Não podemos concluir assim. Com uma interrupção, uma lancha que estourou, não podemos”. A ex-dona do bordel, então, pede que ele a leve embora. No hotel, o diplomata alega que jamais esqueceu tudo que tiveram. “Agora, podemos nos divorciar”, brada Duda. “Você deseja realmente o divórcio?”, indaga Henrique. A mãe de Clara e Adriana rebate: “Por que não ia desejar?”. O diplomata, então, puxa a mulher para si e a beija. Ela se deixa beijar por uns instantes e o afasta. “Eu desejo o divórcio. Faça o favor”, pede Duda, abrindo a porta da suíte. “Suspendeu-se nossa relação. Mas foi como se o tempo não houvesse, quando eu a revi passado”, responde Henrique.

Tudo ocorre após o julgamento. Clara declara a Adriana que sente inveja dela por ter descoberto que Duda está viva. Duda é sua mãe. “Eu me emocionei. Desejava ser eu no seu lugar. Descobrir que minha mãe está viva. Seria um deleite tão grande. Como a sua, não é Adriana?”, indaga a ricaça. “Essa não é o vocábulo exato. Eu me sinto traída. Minha mãe sumiu anos e anos, fingiu que estava morta. Me abandonou. Não é fácil de engolir”, declara, amarga.A advogada, então, tenta compreender o motivo pelo qual Duda não a procurou por todos esses anos. Clara, então, dá uma saidinha e volta segurando uma boneca, que é imediatamente reconhecida por Adriana. “Ainda na clínica, ela pediu para Leandra, quando foi presa entregar essa boneca ao Renato. Pediu que a boneca fosse entregue a mim”, conta Clara. “A boneca estava no bordel, enquanto estivesse presa, ela tem que ter tido medo que sumisse”, constata Patrick . “Ela desejou resgatar a boneca porque era o único laço que restava com você. Sua filha. Ela jamais deixou de amá-la, Adriana. Jamais”, diz a nova rica. “Minha boneca. Minha Elizabeth”, emocina-se Adriana, que abraça a mãe de Tomaz .

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’O outro lado do paraíso': Henrique se diz e beija Duda
>>>>>’O outro lado do paraíso': ‘Ela nunca deixou de amá-la’, diz Clara a Adriana sobre Duda – (Extraoglobo-pt)
>>>>>‘O outro lado do paraíso’: resumos de 29 de janeiro a 03 de fevereiro – (Extraoglobo-pt)
>>>>>’O outro lado do paraíso': Clara promete ficar com Renato – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 236 187 NONE 31 me: 6, Me: 1, mim: 2, (tacit) eu: 14, eu: 4, Eu: 4
2 Duda 160 140 PERSON 17 Duda: 8, Duda (apposition: sua mãe): 1, ele (referent: Duda): 3, a (referent: Duda): 1, (tacit) ele/ela (referent: Duda): 4
3 Henrique 230 75 PERSON 12 ele (referent: Henrique): 1, (tacit) ele/ela (referent: Henrique): 4, Henrique: 7
4 você 0 0 NONE 10 Você: 2, você: 7, Você era minha mulher: 1
5 boneca 0 0 NONE 7 uma boneca: 2, Minha boneca: 1, A boneca: 1, a boneca: 2, essa boneca: 1
6 Adriana 35 45 PERSON 6 Adriana: 6
7 diplomata 0 0 NONE 6 O diplomata: 3, o diplomata: 3
8 nós 0 50 NONE 5 (tacit) nós: 5
9 o outro lado de o paraíso 360 0 NONE 4 O outro lado de o paraíso: 4
10 pai 8 0 NONE 4 seu pai: 1, meu pai: 3