Promoções alavancam público e batem recorde no Brasileirão

Por: SentiLecto

O Campeonato Brasileiro está em sua reta final, em um momento em que a média de público costuma subir. Por isso, já há uma certa segurança em declarar que o torneio deste ano vai ser aquele com mais torcedores nos estádios, em média, desde 1988. Vão ser mais de 18 mil pessoas por partida.

Há mais de uma explicação para o fato, que inclui a alta competitividade no torneio deste ano, assim como a briga direta pelo título de três das cinco maiores torcidas do país. Mas há um detalhe que merece destaque: os clubes, inclusive as grandes equipes, têm aprendido a flexibilizar o valor do ingresso para os jogos, o que pode ser visto em diversas promoções realizadas ao longo da temporada.

Fotografia: Reprodução / Twitter

O melhor exemplo é o Flamengo com mais de 46 mil pessoas por partida. O Flamengo é líder na média de público do torneio. O clube, que nos anos anteriores se acostumou a cobrar alto pelos ingressos, tem diminuído a pedida. Para a reta final, por exemplo, a diretoria rubro-negra fez pacote para duelos contra Palmeiras, Santos e Grêmio de R$ 35. Ou seja, ingressos a menos de R$ 12 para cada evento no Maracanã.

Na sua vez, há uma crítica rasa, mas recorrente, para os custos dos ingressos dos acontecimentos desportivos no Brasil, feita inclusive neste espaço: é melhor cobrar a metade do ingresso e se conserva a bilheteria dobrar o público, assim e o estádio fica repleto, algo comercialmente bastante mais interessante para qualquer arena. É raso porque, obviamente, a conta não é tão simples; ela envolve uma balança entre renda, manutenção do estádio, reais ganhos com matchday e precificação precisa do quanto cada tipo de torcedor está disposto a pagar.

Na quinta-feira 27 de setembro o duelo decisivo entre Corinthians e Flamengo pelava semifinal brasileira havia rendido o recorde de audiência da competição para as duas cidades em que a partida havia sido apresentada.

Como mandante, o maior público do Flamengo no atual Brasileirão foi contra o Internacional, com 55 mil pagantes. Na época, o clube fez outra promoção, e o tíquete médio da partida ficou em R$ 25, com renda de quase R$ 1,5 milhão.

Leia Mais: Análise: Flamengo mostra poder do custo

Mas, no fim das contas, o Flamengo tem mostrado que essa hipótese simples está longe de ser um absurdo para gestores do esporte brasileiro.

Segunda maior torcida brasileira, o Corinthians tem seguido percurso semelhante e já anunciou promoção para o jogo contra o Bahia. No duelo contra o Flamengo, derrubou os custos e teve recorde de público no Brasileirão. O jogo com quase 42 mil pagantes na sexta à noite teve tíquete médio de R$ 33, raridade em Itaquera.

Exceção mesmo é o Palmeiras, o terceiro na lista de melhores médias de público brasileira. O clube paulista conserva tíquete médio aumentado, precisamente em R$ 59, o mais alto do torneio com sobras. Por outro lado, mesmo com uma campanha quase perfeita e a equipe na liderança do campeonato, o time tem obstáculos em lotar o Allianz Parque; somente três partidas passaram das 33 mil pessoas.

Fonte: maquinadoesporte-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Promoções alavancam público e batem recorde no Brasileirão
>>>>>Análise: Flamengo mostra poder do preço – October 22, 2018 (maquinadoesporte-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Flamengo 0 0 ORGANIZATION 6 o Flamengo (apposition: líder): 1, o Flamengo: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Flamengo): 2, Flamengo: 1
2 clube 60 0 NONE 4 O clube paulista: 1, O clube: 2, o clube: 1
3 partida 0 0 NONE 3 a partida: 1, partida: 2
4 final 100 0 NONE 2 sua reta final: 1, a reta final: 1
5 cidades 0 0 NONE 2 as duas cidades: 2
6 detalhe 0 0 NONE 2 um detalhe: 2
7 duelo 0 0 NONE 2 o duelo: 1, o duelo decisivo: 1
8 fato 0 0 NONE 2 o fato: 2
9 jogo 0 0 NONE 2 O jogo: 1, o jogo: 1
10 o Brasileirão 0 0 PLACE 2 o Brasileirão: 1, o atual Brasileirão: 1