Vocalista dos Eagles of death metal retorna a Paris

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Charles De Gaulle (R91) underway 2009

Dois anos depois dos atentados França, e o vocalista dos Eagles of death metal, relembraram as 130 vítimas dos piores ataques em solo de Francia desde a II Guerra Mundial.

Faleceram 130 pessoas e mais de 350 ficaram feridas.

Leer Más

Homenagem às vítimas dos atentados dois anos depois

Por: SentiLecto

Dois anos depois dos atentados França relembra as 130 vítimas dos piores ataques em solo de Francia desde a II Guerra Mundial. Faz 2 anos, o séquito presidencial percorreu os locais visados por os jihadistas a 13 de novembro de 2015 : os cafés Le Carillon, Le Petit Cambodge, La Bonne Bière, Le Comptoir Voltaire e La Belle Équipe e a sala de concertos Bataclan, durante toda a manhã. Em Saint-Denis Macron, ladeado por diversas figuras de Estado e pelo ex-presidente François Hollande, colocou uma coroa de flores junto à placa de homenagem a Manuel Dias,, que que se rrejeitoucumprimentá-lo, a vítima de Portugal do ataque no Stade de France. Fez-se um minuto de silêncio antes do culpado máximo gaulês cumprimentar os familiares do falecido, e Um gesto de “resistência cívica”, elucidou Michaël Dias.

Leer Más

Sigmund Sobolewski, o “prisioneiro 88″ de Auschwitz, faleceu em Cuba

Por: SentiLecto

O polaco-canadiano Sigmund Sobolewski faleceu numa clínica cubano devido a uma pneumonia, mencionou um dos seus biógrafos, o jornalista Byron Christopher. O polaco-canadiano Sigmund Sobolewski é sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz.Sobolewski, cuja mulher nasceu na ilha, morreu na quinta-feira na localidade de Bayamo , onde se instalou há cerca de quatro anos proveniente do Canadá, país onde habitou várias décadas e onde se dedicou a negócios da indústria hoteleira. Sobolewski, cuja mulher é ramona.Conhecido como “prisioneiro 88″ pela sua ordem de entrada no campo de concentração, este sobrevivente do holocausto nazi foi enviado para Auschwitz com 17 anos, por estar recrutado no exército polonês, e aí passou quatro anos, segundo refere Christopher no inquérito “Prisioneiro 88″, publicada na sua página da ‘internet’.Após o final da II Guerra Mundial, Sobolewski realçou-se na sua oposição aos grupos negacionistas do holocausto, e aos movimentos neonazis.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.”É uma notícia muito triste porque cada vez existem menos testemunhos daquela história terrível da Europa”, disse à agência noticiosa Efe o chefe da secção política e económica da embaixada da Polónia em Cuba, Adrian Chrobot.”Lamentamos a morte de uma pessoa tão ativa depois da combate, que contribuiu para que o mundo conhecesse das abomináveis ações cometidas pelos alemães na Polónia ocupada durante a II Guerra Mundial”, assegurou o diplomata polaco.se cremou o corpo de Sigmund Sobolewski que também padecia de enfermidade de Alzheimer,, em Cuba e a sua família pretende transladar as cinzas para o Canadá sua última vontade ., segundo a sua última vontade.

Leer Más

EUA limpam zona Nova Iorque infectada radioatividade desde II Guerra Mundial

Por: SentiLecto

O Governo dos EUA anunciou na quinta-feira planos para limpar um local na cidade de Nova Iorque onde foi processado material radioativo para desenvolver a bomba atómica.A Agência de Proteção do Ambiente informou que a tarefa, avaliada em 39 milhões de dólares e que deve tardar anos a concluir, forçará a retirar companhias que operam num bloco em Queens, infectaram-se construções solo e esgotos onde construções, solo e esgotos com material radioativo. No local existem medidas de proteção desde 2012.A fonte destes resíduos foi a companhia química Wolff-Alport, que operou na Irving Avenue, no bairro de Ridgewood, entre 1920 e 1954, segundo Elias Rodriguez, o porta-voz da EPA em Nova Iorque.A companhia processava material radioativo para o governo federal, como parte de um programa que iniciou com o secreto Manhattan Project, que levou ao teste da primeira arma nuclear, durante a II Guerra Mundial, no deserto do Novo México.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

Kate e William visitaram campo de concentração na Polónia

Por: SentiLecto

No segundo dia da visita à Polónia, o principe William e a esposa visitaram o antigo campo de concentração nazi de Stutthof próximo da cidade de Gdansk, no norte do país.

Leer Más