Incêndios: Dominado novo fogo em Nisa – Proteção Civil

Por: SentiLecto

Se considerou o incêndio que deflagrou a o começo de a tarde de hoje em o concelho de Nisa dominado pouco depois de as 19:00, segundo a página em a internet de a Autoridade Nac dominado pouco depois de as 19:00, segundo a página em a internet de a Autoridade Nacional de Proteção Civil. O incêndio que deflagrou ao começo da tarde de hoje no concelho de Nisa é distrito de Portalegre. O incêndio que deflagrou ao começo da tarde de hoje no concelho de Nisa é distrito de Portalegre.deu-se o alerta para o incêndio, em Montalvão, em as 13:39 e, aum total ao longo da tarde, lutou ele 115 operacionais, com o suporte de 36 viaturas e de vários meios aéreos, incluindo dois helicópteros de Espanha, adiantou em a agência Lusa fonte de os bombeiros.ata-se de um novo incêndio, distinto dos outros que assolaram o concelho de Nisa esta semana e que se encontram em período de determinação.As chamas arruinaram uma área ainda por determinar de pasto, mato e montado.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

Incêndios: Dois novos fogos lavram no concelho da Sertã

Por: SentiLecto

Dois novos fogos deflagraram ao final da tarde, no concelho da Sertã junto nas localidades de Marmeleiro e de Codeceirinha. O concelho da Sertã é distrito de Castelo Branco.egundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil , o primeiro fogo deflagrou às 18:12, junto à localidade de Marmeleiro e estava, às 23:50, a ser comlutador 99 operacionais, apoiados por 25 viaturas.O outro incêndio, que deflagrou às 20:15, na localidade de Codeceirinha, fclientelada Sertã, tem atualmente 89 bombeiros a combatê-lo, apoiados por 26 viaturas.Estes dois fogos vêm uni-se ao incêndio que deflagrou na tarde de domingo no concelho da Sertã e que se alastrou a Proença-a-Nova, bem como ao concelho macaense .Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

Incêndios: Fogo em Setúbal “em determinação”, habitantes autorizados a retornar a casa

Por: SentiLecto

O incêndio que deflagrou na terça-feira à entrada da cidade dsetubalensejá se encontra “em rdeterminação ese autorizaram e os mhabitantesde Reboredo e de o Viso a rretornarcasaserca das 23:30.a Polícia de Segurança Pública transmitiu a autorização a centenas de pessoas que se encontravam concentradas em o largo Aquilino Ribeiro , constatou a agência Lusa em o local.O incêndio que deflagrou cerca das 18:00 de terça-feira no Casal dos Combros, à entrada dsetubalense propagou-se rdepressa devido ao vento forte que se fazia sentir na cidade, a uma encosta de mato junto à zona urbana da Reboreda, com dezenas de moradias e de predifíciosalguns dos quais com cinco pisos. Segundo a presidente da Câmara de Setúbal, Maria das Dores Meira, que agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo, cerca de 500 pessoas deveram abandonar as suas casas devido a este incêndio. De acordo com a página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil, este incêndio já se encontra “em determinação”, sendo lutado por 217 operacionais, apoiados por

Leer Más

Incêndios: Fogo de Vila Velha de Ródão passou o Tejo e está já no concelho de Nisa

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Grupos Etários (2001 e 2011)

O fogo que lavra em Vila Velha de Ródão passou esta noite para o concelho vizinho de Nisa, no distrito de Portalegre, através do monumento natural das Portas de Ródão.”O fogo passou para o concelho de Nisa através das Portas de Ródão. Embora se esteja a erguer vento, passou o rio [Tejo], mesmo na encosta do monumento natural”, explicou o vice-presidente de Vila Velha de Ródão, no distrito de Castelo Branco, José Manuel Alves, que declarou que estão a trabalhar no sentido de “tentar invalidar o incêndio” durante a noite, ” o que pode dificultar a tarefa”. O autarca enfatizou que o fogo continua com duas frentes ativas, uma na zona de Perdigão, “onde evolui com alguma intensidade”, e outra em Vilas Ruivas, que se desenvolve em direção a Fratel.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O incêndio deflagrou às 17:55 de segunda-feira, na fclientelade Santo André das Tojeiras, em Castelo Branco, tendo passado posteriormente para o concelho de Vila Velha de Ródão e já passou também para o concelho de Nisa, no distrito de Portalegre.Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil , às 00:10, estavam no terreno a clutaro fogo, 442 operacionais, apoiados por 147 viaturas.

Mais de 200 operacionais, apoiados por sete meios aéreos, estão a lutar hoje à tarde um incêndio no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, imencionaa Autoridade Nacional de Proteção Civil .Além dos 242 operacionais e sete meios aéreos, estão também na guerrazinha às chamas 73 meios terrestres, e já foi acionado um grupo de reforço de Lisboa, segundo a página da internet da ANPC.A Proteção Civil menciona igualmente que o incêndio tem duas frentes ativas e iniciou às 13:47, na localidade de Mosteiro de São Tiago, na fclientelade Várzea dos Cavaleiros, no concelho da Sertã.A ANPC registava, às 15:15, 20 incêndios, dois dos quais ativos, um em rdeterminaçãoe 17 em fperíodode cinclusão.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A Autoestrada do Pinhal Interior está cortada na zona de Almalaguês devido ao incêndio que lavra hoje à tarde no concelho dcoimbrãosegundo a Proteção Civil.A página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil adianta que o incêndio iniciou às 15:10, na fclientelado Santo António dos Olivais, concelho dcoimbrãoNo local estão 118 operacionais, apoiados por 29 meios terrestres e quatro aeronaves.Outra ocorrência importante realçada na página da internet da ANPC é o incêndio que lavra no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, e que está a ser lutado por 269 operacionais, cinco meios aéreos e 85 viaturas.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Segundo a Proteção Civil, o incêndio tem duas frentes ativas e iniciou às 13:47, na localidade de Mosteiro de São Tiago, na fclientelade Várzea dos Cavaleiros, no concelho da Sertã.Para este incêndio já foram acionados grupos de reforço de Lisboa, Santarém e Portalegre.O incêndio que deflagrou hoje à tarde junto a Coimbra não está a ameaçar habitações, e o combate regista uma “evolução favorável, apesar do vento forte” que se faz sentir na zona, segundo a Proteção Civil.A adjunta nacional de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil , Patrícia Gaspar, adiantou à agência Lusa que o incêndio está a lavrar junto a Coimbra, mas não se regista qualquer perigo, nem prejuízos.Segundo a mesma responsável, foi vivida uma situação mais complicada na Praia Fluvial do Mondego devido ao fumo, mas não chegou a ser evacuada.Patrícia Gaspar declarou também que o fogo está a registar “uma evolução favorável”, mas ainda não está dominado.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Segundo a página da internet da ANPC, este incêndio iniciou às 15:10, na fclientelado Santo António dos Olivais, tem duas frentes ativas e está a ser clutadopor 301 operacionais, 81 viaturas e três meios aéreos.Devido a este fogo, está cortada ao tráfego a Autoestrada do Pinhal Interior , na zona de Almalaguês.Outra ocorrência importante realçada na página da internet da ANPC é o incêndio que lavra no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, e que está a ser lutado por 345 operacionais, sete meios aéreos e 102 viaturas.Segundo a Proteção Civil, o incêndio tem duas frentes ativas e iniciou às 13:47, na localidade de Mosteiro de São Tiago, na fclientelade Várzea dos Cavaleiros, no concelho da Sertã.Patrícia Gaspar adiantou que este fogo está a consumir mato, não estando habitações em risco.A adjunta nacional de operações declarou que se registaram “momentos pontuais” de complicações, tendo em conta que o incêndio esteve junto a habitações mais esparsas, mas não se verificou qualquer perigo.Este fogo está também a ser lutado por grupos de reforço de Lisboa, Santarém e Portalegre, tendo já sido acionados outros reforços de Leiria e mais dois grupos de Lisboa.Se os mobilizaram para este incêndio, patrícia Gaspar declarou ainda que logo de começo um grande número de operacionais, tendo em conta que esta é uma zona de aumentado risco.

Leer Más

Incêndios: Fogo em Proença-a-Nova está próximo da localidade de Padrão

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bandeira de Mação

O fogo que lavra em Proença-a-Nova está agora junto à localidade de Padrão, nconcentraram-se meios em o limite de o concelho com o de Mação, onde para evitar que chegue em a povoação,isse à Lusa o presidente da Câmara local.”O fogo na clientela de São Pedro do Esteval está complicado. A frente que veio de Mação está junto à localidade de Padrão, situada no limite do concelho. Os meios estão ali concentrados e tivemos mais um grupo para reforçar o trabalho durante a noite”, explicou à agência Lusa João Lobo.Ainda que existe uma outra frente a lavrar na clientela de São Pedro do Esteval, o autarca enfatizou : “Estamos a tentar resolver estes casos, que são agora as situações de maior preocupação”.O autarca declarou também que estão a trabalhar duas máquinas de rasto junto ao perímetro do Parque Empresarial de Proença-a-Nova , que esta tarde esteve ameaçado pelo fogo, no sentido de evitar que haja “mais surpresas” ao nível da questão dos reacendimentos.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.”Este é um trabalho que durará toda a noite e amanhã. A nossa preocupação durante o dia são os reacendimentos e a área queimada é bastante ampla”, declarou.O incêndio deflagrou na tarde de domingo no concelho da Sertã e alastrou-se a Proença-a-Nova, bem como ao concelho macaense .Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil , às 23:30 estavam no terreno a clutaro fogo, 995 operacionais, apoiados por 319 viaturas.

Mais de 200 operacionais, apoiados por sete meios aéreos, estão a lutar hoje à tarde um incêndio no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, imencionaa Autoridade Nacional de Proteção Civil .Além dos 242 operacionais e sete meios aéreos, estão também na guerrazinha às chamas 73 meios terrestres, e já foi acionado um grupo de reforço de Lisboa, segundo a página da internet da ANPC.A Proteção Civil menciona igualmente que o incêndio tem duas frentes ativas e iniciou às 13:47, na localidade de Mosteiro de São Tiago, na fclientelade Várzea dos Cavaleiros, no concelho da Sertã.A ANPC registava, às 15:15, 20 incêndios, dois dos quais ativos, um em rdeterminaçãoe 17 em fperíodode cinclusão.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A Autoestrada do Pinhal Interior está cortada na zona de Almalaguês devido ao incêndio que lavra hoje à tarde no concelho dcoimbrãosegundo a Proteção Civil.A página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil adianta que o incêndio iniciou às 15:10, na fclientelado Santo António dos Olivais, concelho dcoimbrãoNo local estão 118 operacionais, apoiados por 29 meios terrestres e quatro aeronaves.Outra ocorrência importante realçada na página da internet da ANPC é o incêndio que lavra no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, e que está a ser lutado por 269 operacionais, cinco meios aéreos e 85 viaturas.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Segundo a Proteção Civil, o incêndio tem duas frentes ativas e iniciou às 13:47, na localidade de Mosteiro de São Tiago, na fclientelade Várzea dos Cavaleiros, no concelho da Sertã.Para este incêndio já foram acionados grupos de reforço de Lisboa, Santarém e Portalegre.O incêndio que deflagrou hoje à tarde junto a Coimbra não está a ameaçar habitações, e o combate regista uma “evolução favorável, apesar do vento forte” que se faz sentir na zona, segundo a Proteção Civil.A adjunta nacional de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil , Patrícia Gaspar, adiantou à agência Lusa que o incêndio está a lavrar junto a Coimbra, mas não se regista qualquer perigo, nem prejuízos.Segundo a mesma responsável, foi vivida uma situação mais complicada na Praia Fluvial do Mondego devido ao fumo, mas não chegou a ser evacuada.Patrícia Gaspar declarou também que o fogo está a registar “uma evolução favorável”, mas ainda não está dominado.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Segundo a página da internet da ANPC, este incêndio iniciou às 15:10, na fclientelado Santo António dos Olivais, tem duas frentes ativas e está a ser clutadopor 301 operacionais, 81 viaturas e três meios aéreos.Devido a este fogo, está cortada ao tráfego a Autoestrada do Pinhal Interior , na zona de Almalaguês.Outra ocorrência importante realçada na página da internet da ANPC é o incêndio que lavra no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, e que está a ser lutado por 345 operacionais, sete meios aéreos e 102 viaturas.Segundo a Proteção Civil, o incêndio tem duas frentes ativas e iniciou às 13:47, na localidade de Mosteiro de São Tiago, na fclientelade Várzea dos Cavaleiros, no concelho da Sertã.Patrícia Gaspar adiantou que este fogo está a consumir mato, não estando habitações em risco.A adjunta nacional de operações declarou que se registaram “momentos pontuais” de complicações, tendo em conta que o incêndio esteve junto a habitações mais esparsas, mas não se verificou qualquer perigo.Este fogo está também a ser lutado por grupos de reforço de Lisboa, Santarém e Portalegre, tendo já sido acionados outros reforços de Leiria e mais dois grupos de Lisboa.Se os mobilizaram para este incêndio, patrícia Gaspar declarou ainda que logo de começo um grande número de operacionais, tendo em conta que esta é uma zona de aumentado risco.

Leer Más