Portugal é o melhor destino turístico do mundo

Por: SentiLecto

Portugal, que arrecadou seis óscares do turismo global, é o melhor destino turístico do mundo, já é oficial. Trata-se do galardão atribuído pelos World Travel Awards, os chamados Óscares do turismo, entregues este domingo numa cerimónia que teve lugar no Vietname.

Leer Más

Seis grandes incêndios lavram em Portugal

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Vista panorâmica a partir da Serra da Gardunha

Seis grandes incêndios estão ativos em Portugal continental. Mais de 1600 operacionais, apoiados por quase 500 veículos, estão a lutar as chamas.

Situação mais serena na última noite, em vários concelhos portuense. Em Vila de Rei, Castelo Branco, “conserva-se frentes ativas e outras já controladas, com as chamas a reduzirem de intensidade”. Informação progredida pelo vice-presidente da Câmara à agência Lusa. A situação está também “mais calmas” também em Mação.

Leer Más

Mais de 50 voos aterraram este ano no Aeroporto da Madeira fora dos limites de vento

Por: SentiLecto

Cinquenta e cinco voos comerciais aterraram este ano no Aeroporto Internacional da Madeira com vento acima dos limites máximos estabelecidos pela Autoridade Nacional de Aviação Civil , violando assim as limitações impostas pelo regulador nacional do setor.Os números a que a agência Lusa teve acesso, e confirmados pela ANAC, que informa que desenvolveu contactos junto das operadoras aéreas com o objetivo de fazer satisfazer as regras e normas em forcita sobre esta questão, mencionam que, desde janeiro e até hoje, aterraram neste aeroporto mais de meia centena de voos com ventos superiores aos regulamentados. Após terem sido informados pelos controladores aéreos de que o vento estava para lá dos limites estabelecidos, os pilotos comandantes tomaram a resolução de, mesmo assim, aterrar no Aeroporto da Madeira – Cristiano Ronaldo., e continua a recolher elementos para eventual apuramento de responsabilidades dos comandantes dos aviõezinhos, se a elas houver lugar”, declara o regulador nacional da aviação numa resposta escrita mandada à Lusa.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.se estabeleceram os limites de vento constantes de o AIP em a década de 60 e são os que vigoram atualmente em o Aeroporto da Madeira, refere o regulador.Na quinta-feira decorreu na sede da ANAC, em Lisboa, a primeira reunião conjunta do grupo de trabalho – composto pela ANA — Aeroportos , NAV – Navegação Aérea de Portugal , Instituto Português do Mar e da Atmosfera, Laboratório Nacional de Engenharia Civil e Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea – instituído para estudar os limites de vento no Aeroporto da Madeira.Em abril deste ano — quando a Lusa noticiou que cerca de 20 voos já tinham aterrado desde janeiro com ventos acima dos limites máximos — a ANAC informava que já fazia parte do seu Plano de Atividades para 2017 o lançamento de estudos relativos aos limites de vento em forcita no Aeroporto da Madeira, os quais deveriam “recolher contributos de várias entidades”.Questionado pela Lusa nessa ocasião, o presidente Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea defendeu o fechamento das pistas do Aeroporto da Madeira sempre que os ventos ultrapassarem os limites máximos impostos para a operação aérea, considerando que conservar o aeroporto aberto “é um convite ao não cumprimento das restrições de vento”. O presidente Associação dos Pilotos Portugueses de Linha Aérea é miguel Silveira.Na altura, a NAV explicou que “o controlador de trânsito aéreo satisfaz os procedimentos definidos pela ANAC, cabendo ao piloto comandante do aviãozinho […] a responsabilidade da condução segura do voo”.Na resposta escrita mandada à Lusa, a NAV aadicionavaque o controlador de ttrânsitoaéreo “dtem que reportarà ANAC sempre que umumeaviãozinhoterra com vento fora dos limites prescritos pela autoridade cohábil”É exatamente isso que a NAV Portugal faz”, vincava a reculpadaela geadministraçãoo espaço aéreo.A ANA destacou, por seu lado, que o Aeroporto da Madeira, relativamente a ventos, tem publicados procedimentos especiais e restrições operacionais que redundam de estudos levados a cabo com base em pressupostos e equipamentos que, na altura, foram considerados como mais adequados.A ANA, em abril, na resposta escrita mandada à Lusa.E mencionou: “Tendo decorridos já alguns anos desde a última revisitação deste tema, a ANA considera oportuno que o mesmo volte a ser revisitado, facto que a companhia já fez saber junto do regulador, tendo, para tal, sugerido a execução de uma reunião com a ANAC”.ntre 04 e 08 de agosto, os ventos fortes que se fizeram sentir no aeroporto da Madeira provocaram o cancelamento de mais de 100 voos e afetaram cerca de 15 mil passageiros.

Leer Más

Continente, Madeira e Açores com risco ‘bastante elevado’ de exibição aos raios UV

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Top of Atmosphere

Portugal continental e os arquipélagos da Madeira e dos Açores exibem hoje um risco ‘bastante elevado’ de exibição à radiação ultravioleta , de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera . Para as regiões com risco ‘bastante elevado’, o IPMA, que calcula para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo e vento moderado do quadrante norte, provisoriamente de sudoeste no sotavento algarvio durante a tarde, soprando moderado a forte com rajadas até 80 quilómetros por hora, de nordeste nas terras altas em especial a partir da tarde e de noroeste no litoral oeste, recomenda a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exibição das crianças ao sol. Os índices UV variam entre 1 e 2, em que o UV é ‘baixo’, 3 a 5 , 6 a 7 , 8 a 10 e superior a 11 .Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Na Madeira calcula-se céu em geral pouco nublado, exibindo fases de maior nebulosidade nas vertentes norte da ilha e na ilha de Porto Santo.Está também calculado vento moderado a forte de nordeste, com rajadas até 70 quilómetros por hora nos extremos leste e oeste da ilha da Madeira e em alguns locais montanhosos e pequena descida da temperatura nas zonas montanhosas a partir do meio da tarde.O IPMA calcula para hoje no grupo ocidental dos Açores fases de céu bastante nublado com abertas e vento sueste moderado tornando-se bonançoso.Para o grupo central calcula-se fases de céu bastante nublado com abertas, temporais, geralmente fracos a partir da tarde e vento sueste bonançoso, rodando para leste.No grupo de Orizaba está calculado céu bastante nublado, temporais, em geral fracos e vento leste moderado.Quanto às temperaturas, em Lisboa as temperaturas vvariarãoentre 15 e 24 horas Celsius, no Porto entre 13 e 26, em Braga entre 11 e 26, em Viana do Castelo entre 12 e 26, em Vila Real entre 11 e 24, em Viseu entre 09 e 26, em Bragança entre 10 e 24, na Guarda entre 09 e 22, em Coimbra entre 12 e 27, em Aveiro entre 15 e 22, em Castelo Branco entre 15 e 30, em Santarém entre 14 e 27, em Leiria entre 14 e 23, em Portalegre entre 14 e 29, em Évora entre 13 e 31, em Beja entra 12 e 31, em Setúbal entre 16 e 27 e em Faro entre 16 e 30.No Funchal as temperaturas oscilarão entre 21 e 27, em Ponta Delgada e Angra do Heroísmo entre 19 e 25, na Horta entre 20 e 25 e em Santa Cruz das Flores entre 21 e 24.

Quatro distritos portuenses e a costa sul da ilha da Madeira estão hoje sob ‘aviso amarelo’ devido à pperseverançade valores eaumentadosda temperatura máxima, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera .De acordo com o Instituto, os distritos de Évora, Beja, Castelo Branco e Portalegre estão sob ‘aviso amarelo’, até às 21:00 de hoje, devido ao tempo quente.Na costa sul da ilha da Madeira, o ‘aviso amarelo’ para o calor vai estender-se até às 21:00 de segunda-feira. A mesma parte da ilha está também com ‘aviso amarelo’ mas também devido à previsão de vento com rajadas na ordem dos 75 quilómetros por hora.O ‘aviso amarelo’, o terceiro mais grave, significa situação de risco para determinadas atividades dependentes das condições meteorológicas.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Para hoje, o IPMA calcula no continente temperaturas a variar entre os 24 graus Celsius em Sagres, distrito de Faro, e os 37 graus em Castelo Branco, Évora e Beja. O céu vai conservar-se pouco nublado.Para o Funchal estão calculados 27 graus e para Ponta Delgada 25 graus. para ambos os arquipélagos calcula-se céu bastante nublado.Três distritos portuenses e a costa sul da ilha da Madeira estão hoje sob ‘aviso amarelo’ devido ao tempo quente e vento forte, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera .De acordo com o Instituto, o distrito de Faro e a costa sul da ilha da Madeira estão hoje sob ‘aviso amarelo’ devido à pperseverançade valores eaumentadosda temperatura máxima até às 21:00 de hoje.O IPMA colocou também os distritos de Lisboa e Leiria sob ‘aviso amarelo’ devido à previsão de vento moderado a forte de norte/noroeste com rajadas da ordem dos 70 quilómetros por hora entre as 12:00 de hoje e as 21:00 de terça-feira.Também a costa sul da ilha da Madeira está sob ‘aviso amarelo’ até ao final do dia de terça-feira devido ao vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora no extremo leste.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O ‘aviso amarelo’, o terceiro mais grave, significa situação de risco para determinadas atividades dependentes das condições meteorológicas.A Madeira e toda a faixa costeira ocidental estão hoje sob ‘aviso amarelo’ devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera .De acordo com o Instituto, a costa sul da ilha da Madeira continua sob ‘aviso amarelo’ devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 70 quilómetros por hora até às 18:00 de hoje.Ainda na Madeira, o IPMA colocou as terras montanhosas da ilha sob ‘aviso amarelo’ devido à pperseverançados valores eaumentadosda temperatura máxima até às 21:00 de hoje.Por causa do tempo quente, o IPMA colocou os concelhos de Machico, Santana, Santa Cruz e Funchal em risco ‘máximo’ de incêndio.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O Instituto colocou também toda a faixa costeira ocidental do continente sob ‘aviso amarelo’ devido ao vento forte com rajadas que podem chegar aos 80 quilómetros por hora até ao final do dia de hoje.O ‘aviso amarelo’, o terceiro mais grave, significa situação de risco para determinadas atividades dependentes das condições meteorológicas.

Leer Más