Accor arremessa Ibis Budget em Muriaé, na Zona da Mata

Por: SentiLecto

A Accor Hotels anunciou, na manhã desta terça , o lançamento do Ibis Budget Muriaé, o 34º empreendimento da marca no Brasil. Segundo a rede, o novo empreendimento fica na chamada Zona da Mata, em Minas Gerais, região que, segundo o Mapa do Turismo Brasileiro, estaria exibindo um grande fluxo de turistas nacionais e internacionais, além de oferecer boa infraestrutura para receber visitantes.

Leer Más

Cade não reconhece concentração em alienação de marcas da Toko para 3Corações

Por: SentiLecto

– O Conselho Administrativo de Defesa Econômica não reconheceu ato de concentração na compra pelo grupo 3Corações das marcas “Toko” e “Café Toko”, pertencentes à Toko Logística e Distribuição, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira. Conforme o texto, o não agradecimento decorre do fato de a Toko não ter registrado faturamento mínimo de 75 milhões de reais em 2016, “estimulando-se, assim, a finalização de não obrigatoriedade de notificação da presente operação”. O Grupo 3Corações atua no Brasil na produção, comercialização e distribuição de produtos alimentícios e alguns serviços, especialmente os relacionados a café. Já a Toko é titular das marcas “Toko” e “Café Toko”, “que são usadas no produto café torrado e moído, comercializado, principalmente, nas regiões da Zona da Mata mineira e dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro”, segundo a despacho do Cade.

Leer Más

Governo atuará junto à Petrobras por gás para térmicas, ddeclaraONS

Por: SentiLecto

– O governo trabalhará para viabilizar contratos entre a Petrobras e usinas termelétricas de baixo preço que atualmente estão paradas, como maneira de evitar o acionamento de térmicas bastante mais caras, que impactariam mais os preços da energia, declarou nesta quarta-feira o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico , Luiz Eduardo Barata. “O governo atuará junto à Petrobras para viabilizar o gás para essas termelétricas…é uma persistência do governo junto à Petrobras para resolver o problema, principalmente porque essas são usinas mais baratas”, ddeclarouele, cmencionandocomo exemplos as usinas de Araucária, da Copel, e de Cuiabá, operada pela Âmbar Energia, elétrica da J&F.

Leer Más

Sem piruetas, drama nacional nos leva a rara experiência de fruição

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – St

À MÚSICA DO SANGUE DIREÇÃO Luiz Carlos Lacerda ELENCO Ney Latorraca, Bete Mendes, Greta Antoine PRODUÇÃO Brasil, 2015, 16 anos * O diretor carioca Luiz Carlos Lacerda se tornou mais conhecido do público cinéfilo com “For All – O Trampolim da triunfo” , um filme de tom descontraído sobre a relação entre Brasil e EUA durante a Segunda combate. No seu novo longa-metragem, “Introdução à Música do Sangue”, Lacerda recorre a um registro bem distante daquele. Exibe agora um drama circunspecto. Assim, ele recomeça o gênero de sua estreia na direção, com “Mãos Vazias” . Como neste seu primeiro filme, é o romancista e poeta mineiro Lúcio Cardoso quem inspira Lacerda. Um argumento inacabado de Cardoso serviu como base para o roteiro assinado pelo próprio diretor. “Introdução” retrata a vida de um casal na faixa dos 60 anos que mora em um sítio na região da Zona da Mata, no interior mineiro. Uriel semeia e vende verduras, e Ernestina ganha algum dinheiro com costuras. Quando Maria Isabel se apaixona por o peão de uma fazenda vizinha, se abala tanto sossego só , interpretado por Armando Babaioff. Maria Isabel é a jovem que vive com eles no sítio. É notável como Lacerda e o diretor de foto, Alisson Prodlik, ilustram o descobrimento da sexualidade em meio aos movimentos e às cores da natureza. Contribui para essa atmosfera de encantamento a música de David Tygel, que parte de assuntos instituídos por Tom Jobim. Lacerda tem a sabedoria de evitar piruetas técnicas para supostamente valorizar o filme. Os enquadramentos são precisos, o que nos leva a rara experiência de fruição. A câmera se aproxima sem pressa de cada um dos protagonistas. Mas, nesse aspecto, há um descompasso. Os personagens femininos são capazes de nos intrigar do início ao fim do filme, uma característica que os masculinos nem sempre alcançam. Não parece existir aí falha dos atores, e sim uma deficiência do roteiro. Esse desequilíbrio prejudica a produção, mas não lhe tira o valor. Graças ao requinte estético de Lacerda, “Introdução” é um filme que merece a meditação. Assista ao trailer de “Introdução à Música do Sangue” Assista ao trailer de “Introdução à Música do Sangue”

– Em “Introdução à Música do Sangue”, o diretor e roteirista Luiz Carlos Lacerda deixa de lado o tom mais cínico e cengraçadoque caracteriza seus filmes para mergulhar no universo denso e introspectivo da obra do escritor mineiro Lúcio Cardoso. O resultado, que conta com uma bonita foto , é um tanto irregular. Ajustar a obra de Cardoso – sobre quem Lacerda fez um curta documental, em 1968 – não é tarefa simples. Pesa-se sua prosa psicológica e claustrofóbica, a ação, por assim declarar, é quase toda de cunho interior. Poucos se aventuraram na empreitada e, de longe, Paulo César Saraceni foi o mais bem sucedido, com “A Casa Assassinada”, de 1971, baseado em “Crônica da Casa Assassinada”. Em “Introdução à Música do Sangue”, o diretor e roteirista parte de um texto inacabado do escritor. Logo de cara, durante os quase 8 minutos de créditos iniciais, o filme impõe seu ritmo que, se não lento de todo, é cadenciado e convida à introspecção da narrativa, situada em algum lugar do interior dgeresano Numa pequena casa moram Uriel , sua mulher, a costureira Ernestina , e a garota Isabel . Não há luz elétrica, é um ambiente arcaico. Há uma atmosfera de repressão de desejos no ar, que serão libertados com a chegada de um peão, Chico . Isabel logo se interessa pelo rapaz, mas pouco sabemos sobre ela. Sua conduta, às vezes, é einsólito sensual; em outros momentos, ela parece infantilizada. A foto do filme, que aproveita muito a luz natural, destaca a ausência de eletricidade na região – isso, aliás, gera constantes reclamações de Ernestina por conta do trabalho numa máquina de costura pesada. “Se tivesse eletricidade, eu poderia ganhar mais para auxiliar em casa” é algo que ela sempre declara. Uriel, por sua vez, que cuida da horta escutando rádio a pilha, é completamente contra essa modernidade toda. Um conflito desenhado, portanto, mas que se o aprofunda jamais , sintetizando-se somente a essa ladainha o tempo todo. Lacerda constrói de maneira satisfatória a claustrofobia da repressão e das relações fraturadas entre o trio de personagens dentro da mesma casa. Mas a chegada do insólito no ninho, Chico, faz com que o filme perca seu eixo. A narrativa se desorienta e a trama não sabe bastante bem para onde ir, até seu clímax óbvio, mal preparado e mal encenado – Latorraca está num tom e Greta em outro completamente diferente, quando a ciranda de interesses – mais carnais do que espirituais ou românticos – de um personagem por outro se esboça; ele parece estar fazendo comédia e ela, drama. Ainda assim, apesar dos altos e baixos, é sempre uma satisfação ver a grande Bete Mendes na tela. * As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

Leer Más

Polícia faz operação para prender suspeitos de matar agente da Força Nacional

Foto: Wikipedia – Furgão da perícia

Policiais da Divisão de Homicídios fazem uma operação na Vila do João, na Maré, na Zona Norte do Rio, na manhã desta terça-feira, para satisfazer mandados de prisão contra os traficantes acusados por dispararem contra policiais da Força Nacional de Segurança, que entraram por engano na comunidade na última quarta-feira.

A entrada da Vila do João, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio, recebeu, na noite desta sexta-feira, um letreiro luminoso que menciona o percurso correto para quem deseja seguir pela Linha Vermelha. Se tomou a medida dias após um carro de a Força Nacional ser agredido local em o justamente por ter errado o percurso e entrado em a comunidade por engano. Se baleou o soldado Hélio Vieira Andrade de 35 anos que conduzia a viatura em a ocasião, o policial o soldado Hélio Vieira Andrade, de 35 anos,, em a cabeça e faleceu.Agentes da especializada também encontraram o vidro do motorista estilhaçado e um estojo calibre ponto 40 — utilizado pelos agentes da Força Nacional — dentro do veículo. Os investigadores ainda aguardam o resultado de uma perícia adicional para deduzi se o tiro que matou o soldado partiu da frente do carro ou da parte lateral.quando a equipe de a Forna Nacional que ele integrava entrou por engano em a Favela Vila do João, baleou-se Hélio em a te4sta em a tarde de esta quarta-feira em o Complexo da Maré. Ele conduzia a viatura. O ataque contra os PMs aconteceu na localidade conhecida como Boca do Papai. Na ocasião, outro militar também foiu ferido de raspão.

Leer Más