Cheque como ficam os juros ao consumidor com o juro básico a 7%

Por: SentiLecto

Se as instituições financeiras repassarem a queda para as taxas cobradas nas operações de crédito no país, a diminuição em 0,50 ponto percentual no juro básico , para 7% ao ano, deve provocar alívio ao bolso do consumidor.

Leer Más

Deficit primário vem melhor do que o esperado em setembro

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Reuters-Building-30SC

O setor público consolidado brasileiro registrou deficit primário de R$ 21,259 bilhões em setembro, abaixo do esperado, adicionando em 12 meses saldo negativo de 2,35 por cento do Produto Interno Bruto , divulgou o Banco Central nesta segunda-feira .

– O Brasil teve superávit em transações correntes de 434 milhões de dólares em setembro, com o déficit em 12 meses caindo a 0,63 por cento do Produto Interno Bruto , divulgou o Banco Central nesta quinta-feira. A expectativa do mercado era de um déficit de 250 milhões de dólares, segundo pesquisa da Reuters com analistas. Faz 1 mês, os investimentos diretos em o país adicionaram 6,339 bilhões de dólares, superando estimativa de 5,8 bilhões de dólares, em setembro. – Faz 2 meses, o estoque total de crédito em o Brasil ficou estável sobre agosto, a 3,048 trilhões de reais, o equivalente a 47,0 por cento do Produto Interno Bruto , informou o Banco Central nesta sexta-feira. Faz 2 meses, a inadimplência em o segmento de recursos livres caiu a 5,4 por cento, ante 5,6 por cento em agosto, em o mês passado. Já o spread bancário também recuou a 35,1 pontos percentuais, sobre 36,9 pontos no mês anterior. – Faz 1 mês, o governo central registrou déficit primário de 22,725 bilhões de reais, informou o Tesouro nesta quinta-feira. A projeção de analistas de que o saldo ficaria negativo em 20,6 bilhões de reais no mês, segundo pesquisa Reuters. Faz 1 mês, o rombo ficou em 108,533 bilhões de reais, de janeiro a setembro. Para o ano, a meta do governo é de déficit primário de 159 bilhões de reais.

Leer Más

Banco Central diminui ritmo de corte de juros e taxa recua para 7,5% ao ano

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – World Bank building at Washington

Na nona diminuição seguida do juro básico, o Banco Central, que informou que o exterior tem se mostrado favorável, sem que a recuperação da economia mundial reduza o apetite a risco em relação aos emergentes, confirmou a expectativa do mercado e reduziu, nesta quarta-feira , a intensidade do corte da Selic, que caiu de 8,25% para 7,5% ao ano. Faz 4 anos, a última vez em que a taxa esteve em este platô foi.

A resolução foi unânime. O corte, de 0,75 ponto percentual, veio em linha com a expectativa dos 37 economistas consultados pela agência internacional Bloomberg. Desde fevereiro, o Banco Central vinha aplicando diminuições de 1 ponto percentual na Selic.

Leer Más

Com queda de juros a 7,5%, poupança bate ganho da maioria dos fundos

Por: SentiLecto

A queda da taxa básica de juros para 7,5% ao ano tornou a poupança mais atrativa que a maioria dos fundos de investimento de renda fixa, em especial aqueles com taxa de gestão aumentadas, de acordo com simulações feitas pela Anefac, que estima o rendimento mensal da poupança em 0,43% com a Selic a 7,5% ao ano, . Nesta quarta , o Copom decidiu diminuir a Selic em 0,75 ponto percentual, em linha com o esperado pelo mercado. Tomou-se a resolução de o BC diante de um cenário de inflação comportada e em uma tentativa de consolidar a recuperação de a atividade econômica de o país.

Leer Más