Sérgio Ramos é o recordista de expulsões na história do “El Clásico”

Por: SentiLecto

Lionel Messi foi determinante no triunfo antológico do Barcelona sobre o Real Madrid no último domingo, no Santiago Bernabeu, pelo Campeonato Espanhol, no entanto , outro fator que teve grande influência no desfecho da partida foi a expulsão do zagueiro merengue Sérgio Ramos, que tornou-se o desportista que mais vezes foi expulso no “El Clássico”, como chama-se o embate em a Espanha entre Real Madrid e Barcelona. E o cartão vermelho ainda encarnou uma marca desconfortável para o desportista. No total, são cinco expulsões pelos madrilenhos encontros diante do maior adversária.

Leer Más

Casillas felicita Isco e antecipa o clássico Real Madrid-Barcelona

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cores do Time

Guarda-redes do FC Porto dividiu um vídeo com alguns dos melhores momentos do jogador do Real Madrid e mandou-lhe uma mensagem, felicitando-o pelo 25º aniversário.”Muitos parabéns, máquina! Continua a dar espetáculo já no ‘El Clássico'”, escreveu Casillas.O clássico de Espanha, lembre-se, está marcado para o próximo dia 23 de abril, domingo, às 19h45. O Real Madrid é líder, com mais três pontos do que o Barcelona e menos um jogo.

Comité de Apelo da Federação de Espanha rejeitou o recurso exibido pelo Barcelona relativamente à suspensão de três jogos imposta ao internacional brasileiro.A presença de Neymar no clássico de domingo entre o Barcelona, que encarna, e o Real Madrid está nas mãos do Tribunal Arbitral do Desporto . Esta quinta-feira, o Comité de Apelo da Federação de Espanha rejeitou o recurso exibido pelo clube “blaugrana” perante a suspensão de três jogos imposta ao internacional brasileiro.A estratégia judicial do Barça passa agora por pedir a suspensão cautelar do castigo ao TAD, que reúne esta sexta-feira. Neymar poderá jogar frente ao Real Madrid, depois de já ter satisfeito um jogo de castigo, diante da Real Sociedad, se a resolução do Tribunal for favorável ao pedido dos catalães.Neymar foi suspenso pelo Comité de Competições devido à expulsão do jogo com o Málaga e por aplaudir, ironicamente, o quarto áJuiz quando estava de saída do relvado.Iker Casillas voltou a falar dos tempos em que trabalhou no Real Madrid com o treinador de Portugal.A relação entre Iker Casillas e José Mourinho bastante deu que se o questiona falar e o guarda-redes ainda hoje sobre o assunto. Numa entrevista à Movistar+, a ser transmitida na quinta-feira, o atual guarda-redes do FC Porto falou sobre esses tempos.”No começo houve muita conexão, mas no final não houve uma boa sensação. É como um casal: no princípio está bastante apaixonado, mas depois não dá mais”, atirou Casillas, num excerto divulgado pelo jornal “As”.O clássico entre Real e Barcelona aproxima-se e Casillas vai ficar a torcer pela vitória merengue, de modo a aproximar-se mais do título. E também não esconde que deseja voltar à seleção. “Não abdiquei à seleção nem o vfarei Vou ser eu a declarar, quando o fizer. Se estou a gosto e bem comigo mesmo, porque não pode chamar-me o selecionador? É uma resolução dele. Eu gostava”, concluiu.Herói da passagem do Real Madrid às meias-finais da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo aafiouo apetite para o clássico com o Barcelona.Herói da passagem do Real Madrid às meias-finais da Liga dos Campeões, com cinco golos aassinaladosao Bayern nos dois jogos, Cristiano Ronaldo aafiouo apetite para o clássico com o Barcelona, no domingo.Faz 5 meses, com o hat trick em o Santiago Bernabéu em a vitória por 4-2, o progredido merengue equiparou o número de tiros certeiros assinalados, em aquele que era o seu anterior melhor mês, em termos de produção ofensiva esta época em o clube.Quando entrou no balneário após os três golos aos bávaros, recebido em euforia pelo plantel e treinador do Real o CR7 tem ainda três desafios em abril para dar sequência ao bom momento: além dos catalães Barcelona, vai haver ainda embates com Corunha e Valência. Com três pontos de progressão sobre o Barça e um jogo em atraso, o clássico pode auxiliar a definir as contas do título espanhol.

Leer Más

Pedro Emanuel: “Jogo com o Tondela é o nosso Benfica-FC Porto”

Foto: Wikipedia – Bandeira de Tondela

Treinador do Estoril comparou o jogo frente ao Tondela ao Clássico entre Benfica e FC Porto, considerando o jogo “importante, mas não decisivo”Pedro Emanuel compara a visita ao Tondela, da 27ª jornada da I Liga, ao Benfica-FC Porto na resolução pela luta pelo título e que se realiza também este sábado.Na conferência de jornalismo de antevisão do encontro, o técnico estorilista rotulou o encontro com os beirões como “importante, mas não decisivo”, antecipando um “jogo disputado entre duas equipas que desejam adicionar pontos”, uma vez que o Estoril é 15.º classificado, com 22 pontos, enquanto o Tondela está em risco de descida no 17.º posto, com 17.”O nosso foco é o jogo de amanhã [sábado], vai ser o nosso Benfica-FC Porto. A dimensão é exatamente essa. Não é decisivo, mas é importante para o que desejamo fazer até final. Os jogadores têm essa consciência, sabem o que têm a fazer e focaremos-nos no nossa performance coletiva”, disse, em alusão ao mediático Clássico de sábado.Pedro Emanuel que atirou mesmo a ” maior responsabilidade ” de o desafio para a equipa orientada por Pepa de poder instituir um fosso alargado para um oponente direto em a luta por a continuidade em a I Liga reconheceu o cenário ,.”Temos a perfeita consciência de que estamos distanciados de cinco pontos para o oponente que vem abaixo e cinco para o oponente que está acima. Isso é um fôlego para nós. É um oponente direto, sim, e com maior responsabilidade neste jogo, por estar atrás e por saber que se não ganhar vai ficar em desvantagem”, frisou.Com um pedido “à característica e à dresolução dos jogadores na visita a Tondela, o treinador do Estoril reiterou que estes têm a necessidade de encarar este aoponentecomo se fosse um grande: “É tão simples como olhar para a tabela e vermos o Tondela ao nosso lado. Os jogadores têm provado a noção do que é a nossa realidade e o nosso trabalho foca-se nisso.”Paralelamente, o técnico relativizou a proximidade do embate com o Benfica, para a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal, na próxima quarta-feira.”A nossa principal prioridade é o campeonato. Conservamo um sonho, mas se vai abordar isso em o domingo. Neste momento vamos para o nosso Benfica-FC Porto”, sintetizou.Pedro Emanuel confessou ainda que a paragem de 15 dias para os compromissos das seleções foi “muito importante” para a equipa evoluir, aperfeiçoar as suas ideias e os seus princípios de jogo, provando ainda esperança de poder contar já com alguns elementos que têm sido afetados por problemas físicos, nomeadamente Licá e André Claro.”É o futebol. Não podemos controlar estes aspetos. Todos têm estado disponíveis e com uma vontade enorme de contribuir para atingir os três pontos. Continuamos a trabalhar porque todos somos poucos para atingir o objetivo principal”, rematou.O Estoril visita o Tondela, no sábado, às 16h00, num jogo marcado para o Estádio João Cardoso, com arbitragem de Manuel Mota, da associação de Braga.

Venderam-se os bilhetes azuis e brancos realçam a celeridade com que para o clássico como garantia de suporte em a equipa em a deslocação a o terreno de o rivalO FC Porto defronta o Benfica em o próximo sábado, em o Estádio da Luz, em um encontro que pode modificar o topo de a tabela classificativa.As duas equipas estão separadas por um ponto – os encarnados levam benefício -, sendo, por isso, um jogo de grande protagonismo para as duas partes.Com o campeonato a entrar na reta final, o FC Porto acredita que vai ter na Luz um suporte “incondicional” por parte dos “mais de três mil adeptos” que rumarão do norte ao sul.”Como se esperava, os bilhetes disponibilizados pelo FC Porto para o clássico esgotaram num ápice. É por isso garantido que a equipa vai ter um forte suporte, como tem sido costume: serão mais de 3.000 os Dragões na Luz, para um jogo bastante importante na disputa da Liga, já que somente um ponto separa os azuis e brancos do primeiro lugar, ocupado pelo Benfica”, pode ler-se, esta quarta-feira, na newsletter “Dragões Diário”.Antigo jogador do FC Porto e do Benfica analisou a sintonia revelada pelos defesa-centrais azuis e brancos.O clássico entre Benfica e FC Porto está aí à porta e o tempo de análise aos momentos de ambas as equipas vai mestimulandodiversas opiniões. Esta quarta-feira, o antigo defesa João Manuel Pinto, que vestiu as cores dos dois clubes, falou sobre a dupla de centrais dos dragões, composta por Felipe e Marcano.”Marcano e Felipe provam grande sintonia e estão a fazer um bom campeonato, mas o Benfica tem quatro grandes centrais. Felipe ou Marcano tinham espaço no Benfica, eu declararia que não, porque os centrais do Benfica dão garantias ao treinador, se me perguntassem se. Já o FC Porto só tem Boly adiciono substituto”, alegou João Manuel Pinto, em declarações à Renascença.Felipe e Marcano têm provado excelente entendimento ao longo da época, algo atestado pelo registo defensivo do FC Porto no campeonato: somente 12 golos padecidos em 26 partidas. O Benfica surge logo de seguida, com mais um golo encaixado.O brasileiro acredita que o FC Porto pode sair da Luz na frente do campeonato e, se assim ocorrer, não sairá mais de lá. Apesar da enorme diferença horária, joga na China, vai tentar ver o clássico e torcer pelo “seu” clubeHulk já deixou o FC Porto há quase cinco anos, mas o FC Porto não saiu de Hulk. De tal forma que visita a cidade e o Dragão sempre que pode. Como há duas semanas, quando veio a Portugal tratar de negócios e aproveitou para ir apoiar a equipa com o V. Setúbal. Sempre atencioso àquela que ainda fala como a “sua” equipa, o Incrível fez para O JOGO a antevisão do clássico.Pelo que viu com o V. Setúbal e do que conhece, sente que esta equipa é capaz de quebrar ciclo de três anos sem títulos?- chegou a ser grande. Tudo é possível… Ganhando na Luz passa para a frente e, conseguirá, se isso ocorrer conservar-se até ao final.Acredita, portanto que o FC Porto vai “voltar a apagar a Luz”?- Essa ficará na história… Vencemos, deu o título. Agora não. Espero que consigam o triunfo e celebrem no fim, mas ainda não garante nada. O Benfica está bastante bem, tem uma grande equipa. São as duas melhores equipas portuenses.Quer dar alguma conselho à equipa para este jogo?Clássico é difícil aconselhar porque já é uma motivação por si só. Os jogadores concentram-se mais, estão mais ligados, desejam que inicie rápido. Que utilizem essa ansiedade pela positiva e não pela negativa. Ou seja, que desfrutem e façam ocorrer o triunfo. O FC Porto tem equipa para ganhar, sem desrespeitar o Benfica, claro, que ganhou nos últimos anos e merece todos o respeito. E eu fico a torcer de longe.ENTREVISTA NA ÍNTEGRA NA EDIÇÃO E-PAPERPercorra a galeria de imagens acima clicando sobre as flechas.

Leer Más

Nuno e quem merece estar na frente: “Podiamos ter mais pontos”

Técnico do FC Porto fez a antevisão ao encontro com o Benfica, que se disputa este sábado, no Estádio da LuzO campeonato decide-se aos pontos, mas na conferência de antevisão ao Clássico de sábado falou-se também de mérito. “É difícil declarar se merecíamos estar na frente. Temos consciência que perdemos pontos que não tínhamo que ter perdido, especialmente em empates em que a nossa produção foi boa e suficiente para conquistarmos triunfos. Podíamos ter mais pontos”, enfatizou Nuno Espírito Santo.Sobre o jogo em si, o treinador do FC Porto elogiou o Benfica e falou em emoções. “O nosso oponente é difícil. É uma boa equipa, tem rotinas ganhas ao longo das últimas épocas. Tem um coletivo forte, depende bem e sai forte para o ataque. Mas estamos focados em nós e desejamo é potenciar o nosso jogo. Mais do que as questões táticas, vai ser jogo de afeições. Temos vindo a melhorar. estamos mais maduros. Vamo ser fortes e mais capazes, se conseguirmos controlar as afeições.”

Leer Más

André Almeida e o Clássico: “Dentro de campo não há amigos”

Jogador do Benfica realçou boa relação com jogadores do FC Porto, mas enalteceu vontade de vencer de ambas as partesA mais de uma semana do Clássico que pode decidir a liderança do campeonato, André Almeida enfatizou que não há favoritos para estes jogos grandes e abordou ainda a relação entre jogadores do Benfica e FC Porto, um assunto já antes abordado por Pizzi, no estágio da Seleção Nacional.”São duas equipas equivalentes, com muita característica. São jogos disputados ao limite e vamos prepararmo-nos na melhor forma. Estamos confiantes e faremos de tudo para tentar vencer este jogo. Jogadores do FC Porto? Somos colegas de ofício. Todos trabalhamos para dar o melhor ao seu clube. A relação entre jogadores é bastante boa. Tudo o que se passa é dentro das quatro linhas. Ali não há amigos. Cada um luta para vencer. Mas fora do campo temos uma boa amizade.”O defesa do Benfica, que falou à margem da apresentação de protocolo entre a Fundação Benfica e a Escola Profissional Gustave Eiffel, falou ainda do curto espaço de tempo que as equipas vterãopara preparar o jogo, que aocorreapós duas jornadas de encontros das várias seleções nacionais. “É uma situação complicada. O tempo para preparar jogo com a equipa toda junta vai ser aproveitado da melhor maneira”, referiu.

Leer Más