Chavistas invalidam votação de governador que rejeitou Constituinte

Por: SentiLecto

Um governador de oposição teve sua votação invalidada e seu posição dito vago nesta quinta-feira após se rejeitar a fazer juramento ante à Assembleia Constituinte na Venezuela.

Leer Más

Quatro inimigos eleitos contrariam líderes e juram posições na Venezuela

Por: SentiLecto

Quatro dos cinco governadores da oposição da Venezuela eleitos em 15 de outubro juraram nesta segunda-feira seus posições à Assembleia Constituinte cconvidadapelo ditador Nicolás Maduro e controlada por seus aliados.

Leer Más

Oposição da Venezuela se rejeita a empossar governadores diante da Assembleia Constituinte

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nicolás Maduro in meeting with Iranian President Hassan Rouhani in Saadabad Palace

Leer Más

‘Ministério Público não criminalizou a política’

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Scale of justice gold

Sob o título “Ministério Público, que recente editorial de pertinente diário tece críticas à fmaneiracomo se ocoordenae atua o Ministério Público e crava que a instituição detém poder absoluto, não tem poder absoluto“, o artigo a seguir é de autoria de Ricardo Prado Pires de Campos, procurador de Justiça e 2º vice-presidente do MPD – Movimento do Ministério Público Democrático. A resposta à crítica é muita clara: Não, o Ministério Público não tem poder absoluto. O projeto das Dez Medidas contra a corrupção já estaria aprovado, se tivéssemos poder absoluto; não com a configuração inicial, mas estaria aprovado.

A determinação estabelece medidas coercitivas, como prestação de serviço e prestação pecuniária, sem o devido processo legal e sem a homologação do juiz.O foco do debate é a Resolução nº 181, em especial o artigo que trata do “acordo de não persecução penal”.

Leer Más

PT reitera suporte a Maduro e defende legitimidade da Constituinte de Venezuela

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – HugoChavez1824

O PT demonstrou nesta sexta-feira seu respaldo à Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, questionada por grande parte da comunidade internacional, e aproveitou para criticar o presidente Michel Temer e o governo dos Estados Unidos.

Disse-se o suporte em a Constituinte e a o governo de Nicolás Maduro em uma determinação política que a Direção Nacional do PT divulgou hoje, após dois dias de reuniões para analisar diferentes temas entre eles a situação em a Venezuela,.Nota do PT firma: “Na América Latina, um dos mais graves aspectos da ofensiva conservadora é o ataque aberto do governo Trump à soberania da Venezuela, com a cumplicidade do governo Temer e outros governos subordinados, que se rrejeitama reconhecer a legitimidade de instituições democraticamente eleitas como a Assembleia Constituinte”,.De acordo com os dirigentes do partido, os países, como o Brasil, que se negam a reconhecer a legitimidade da Constituinte também recusam “o direito do povo venezuelano à sua autodeterminação”. Pelo contrário, segundo adicionam na nota, os movimentos populares e os partidos progressistas de toda América Latina, que não se rendem, combatem pelas mesmas coisas, “democracia, soberania e justiça social” , e

Leer Más