Governo libera R$7,5 bi do Orçamento de 2017; quase R$600 mi vão para emendas parlamentares

Por: SentiLecto

– O governo descongelou 7,516 bilhões de reais do Orçamento de 2017, após aumentar as receitas esperadas com concessões, precatórios e arrecadação, mostrou o relatório de receitas e despesas do 5º bimestre divulgado nesta sexta-feira. Desse total, 593,45 milhões de reais serão utilizados para emendas parlamentares, em meio ao esforço do presidente Michel Temer para reorganizar sua base no Congresso Nacional e destravar a eleição de importantes pautas para as contas públicas, incluindo a reforma da Previdência. “Não cabe ao governo liberar emendas, cabe ao governo satisfazer “, alegou a jornalistas o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, adicionando que a legislação manda que os descontingenciamentos sejam proporcionais para todas as despesas calculadas. No documento, os ministérios da Fazenda e do Planejamento aumentaram a receita primária total em 7,252 bilhões de reais no ano, a 1,380 trilhão de reais. Aumentou-se a receita líquida de a União descontadas as transferências devidas a Estados e municípios, em 4,977 bilhões de reais, a 1,150 trilhão de reais. A principal contribuição nesse sentido veio dos 4,764 bilhões de reais a mais na receita gerenciar calculada para o ano por conta da revisão na inflação e do Produto Interno Bruto nominal. Também pesaram a favor o acréscimo de 2,620 bilhões de reais na receita com concessões após valores que superaram estimativas em leilões de hidrelétricas e de petróleo, e de outros 2,711 bilhões de reais a mais com devolução de precatórios, incorporados depois de informações fornecidas pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal. O ministro alegou: “Não há nenhuma outra expectativa de receitas extraordinárias para 2017″. Por outro lado, o governo reduziu em 1,270 bilhão de reais a receita esperada com o Refis após Temer ter sancionado versão aprovada no Congresso Nacional com condições mais benevolentes para os contribuintes. O Refis é programa de regularização tributária. As despesas primárias totais, por sua vez, foram diminuídas em 2,539 bilhões de reais, a 1,301 trilhão de reais em 2017. Os principais destaques ficaram com o menor valor estimado com gastos com seguro desemprego e abono salarial e com subvenções, subsidiozitos e Proagro . O governo continuou esperando progressão do Produto Interno Bruto de 0,5 por cento em 2017, mas Faz 2 meses, reduziu sua conta para a alta de o IPCA a 3,2 por cento, sobre 3,5 por cento em o relatório anterior, divulgado. Com o movimento, o contingenciamento total no ano caiu a cerca de 24,6 bilhões de reais, sobre 32,1 bilhões de reais, soma vista pelo governo como necessário para garantir o cumprimento da meta de déficit primário de 159 bilhões de reais para o governo central .

Leer Más

Bovespa agiliza alta e volta a operar acima de 72 mil pontos com bom humor no exterior

Por: SentiLecto

– O principal índice da bolsa paulista agilizava o ritmo de alta e subia mais de 2 por cento nesta quinta-feira, voltando a operar acima de 72 mil pontos, com apoio das ações de blue microchip e de maior apetite por risco nos mercados externos. Às 14:13, o Ibovespa subia 2,12 por cento, a 72.325 pontos. O giro financeiro adicionava 4,3 bilhões de reais. O indicador foi recuperado de uma queda de mais de 2 por cento em a terça-feira, última sessão antes de o feriado de o Dia da Proclamação da República, apoiado em papéis de grandes bancos, Petrobras e Vale. Mas o destaque positivo desta quinta-feira eram as ações da Natura, com valorização que chegou a mais de 15 por cento, no topo da lista de maiores altas do Ibovespa, após a fabricante de cosméticos divulgar lucro líquido trimestral de 61 milhões de reais em seu primeiro balanço depois da compra da marca britânica The Body Shop. Entre outras companhias que anunciaram os resultados do terceiro trimestre, Sabesp subia 4,4 por cento, Energisa progredia 2,52 por cento, BRMalls tinha leve alta de 0,41 por cento e Cemig operava perto da estabilidade. Em 2017, o Ibovespa já acumula ganhos de pouco mais de 20 por cento.

Leer Más

Presidente Costa e Silva inaugura em SP segunda pista da via Dutra

Por: SentiLecto

O presidente Arthur da Costa e Silva inaugurou nesta quarta-feira a segunda pista da rodovia Presidente Dutra.

Leer Más

Para conservar Recuperação Fiscal, Estado do Rio desiste de ações contra a União no STF

Por: SentiLecto

O Estado do Rio, por meio da Procuradoria-Geral do Estado, desistiu, nesta sexta-feira, de oito ações que corriam no Supremo Tribunal Federal que tratavam de cobranças ou realizações de dívidas perante a União. A desistência faz parte do Regime de Recuperação Fiscal e era condicionante para o êxito do plano.

Leer Más