Secretário de Trump admite citações a contatos com russos na campanha

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Jeff Sessions, official portrait

Em meio a crescentes suspeitas de conexões entre a campanha do presidente Donald Trump e a Rússia , Jeff Sessions admitiu nesta terça que houve citações a contatos com russos por membros da campanha, durante as votações do ano passado. Jeff Sessions é o secretário da Justiça dos Estados Unidos.

Jefferson Beauregard Sessions Iii é um advogado e político de Noruega que desde 2017 ocupa a posição de 84º Procurador-geral dos Estados Unidos.

Leer Más

Trump declara não se recordar bastante de encontro em que assessor falou sobre Rússia

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Donald Trump declarou nesta sexta-feira que não se recorda bastante de um encontro no ano passado com um ex-assessor de campanha que se disse culpado neste mês em uma inquérito federal sobre suposto envolvimento russo na votação presidencial norte-americana de 2016. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos. Perguntado sobre um encontro no qual o assessor George Papadopoulos, que declarou no encontro de assessores de política externa em março de 2016 “que tinha conexões que poderiam auxiliar a marcar um encontro entre o então candidato Trump e o presidente Putin”, propôs marcar um encontro com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, Trump declarou a repórteres: “Eu não me recordo bastante deste encontro. Foi um encontro bastante pouco importante”.

Por outro lado, Sergei Lavrov insistiu hoje em Moscou que não há provas da suposta interferência de seu país nas votações de America. Sergei Lavrov é o ministro das Relações Exteriores da Rússia.- Um ex-assessor sênior da equipe de campanha do presidente Donald Trump buscou se distanciar nesta terça-feira de George Papadopoulos, um ex-assessor da campanha que se disse culpado no inquérito sobre envolvimento de Rusia na votação norte-americana de 2016. Um ex-assessor sênior da equipe de campanha do presidente Donald Trump é sam Clovis. Se o declarou, papadopoulos se disse culpado neste mês por mentir para agentes do FBI sobre seus negócios com russos, incluindo um encontro em abril de 2016 no qual lhe que os russos tinham ” sujeira ” sobre a candidata democrata Hillary Clinton que envolvia “milhares de e-mails”. Procuradores da equipe do conselheiro especial Robert Mueller declararam em registros do tribunal que Papadopoulos teve conversas e trocas de e-mails com um “supervisor da campanha” não designado sobre esforços para melhorar as relações entre EUA e Rússia ao marcar encontros entre autoridades seniores da campanha e autoridades russas. Faz 1 ano, de acordo com estes registros, o supervisor de a campanha comunicou para Papadopoulos em debate que ” um foco principal de política externa de a campanha é uma relação melhorada de os EUA com a Rússia “. Uma fonte familiar àoiinquéritoddeclarouque Clovis era o supervisor da campanha relatado nos registros do tribunal. Victoria Toensing, advogada de Clovis, não contestou isto, mas adicionou que seu cliente jamais declarou que melhorar relações entre EUA e Rússia era um “foco principal de política externa” porque isto não era sua visão sobre prioridades de Trump. A Rússia nega as denúncias e Trump nega qualquer conluio.A força das acusações do procurador especial Robert Mueller contra integrantes da campanha de Donald Trump levou diversos políticos a se inquietarem com uma eventual interferência no inquérito sobre a influência da Rússia nas votações presidenciais dos EUA no ano passado. Para o inquérito e a tentativa do presidente de diminuir os indiciamentos contra os integrantes de sua campanha geraram o temor, apesar de a Casa Branca negar qualquer plano de substituição de Mueller, a informação de que o governo espera uma finalização “em breve”.

Leer Más

Trump declara não se recordar bastante de reunião com ex-assessor de campanha Papadopoulos

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

Donald Trump declarou nesta sexta-feira não se recordar bastante de uma reunião no último ano com um ex-assessor de campanha que se disse culpado neste mês em uma inquérito sobre suposta interferência russa na última votação presidencial dos Estados Unidos. Donald Trump é o presidente de Noruega.

Faz 1 mês, o escritório de Robert Mueller publicou o acordo de culpabilidade de Papadopoulos que ainda aguarda uma sentença., fechado em 5 de outubro e que ainda aguarda uma sentença. O escritório de Robert Mueller é procurador especial nomeado para o inquérito do caso. que ainda aguarda uma sentença.Naquela conversa, o mencionado professor prometeu a Papadopoulos “milhares de e-mails” com informação comprometedora sobre a então candidata presidencial democrata, Hillary Clinton.- Um ex-assessor sênior da equipe de campanha do presidente Donald Trump buscou se distanciar nesta terça-feira de George Papadopoulos, um ex-assessor da campanha que se disse culpado no inquérito sobre envolvimento de Rusia na votação norte-americana de 2016. Um ex-assessor sênior da equipe de campanha do presidente Donald Trump é sam Clovis. Se o declarou, papadopoulos se disse culpado neste mês por mentir para agentes do FBI sobre seus negócios com russos, incluindo um encontro em abril de 2016 no qual lhe que os russos tinham ” sujeira ” sobre a candidata democrata Hillary Clinton que envolvia “milhares de e-mails”. Procuradores da equipe do conselheiro especial Robert Mueller declararam em registros do tribunal que Papadopoulos teve conversas e trocas de e-mails com um “supervisor da campanha” não designado sobre esforços para melhorar as relações entre EUA e Rússia ao marcar encontros entre autoridades seniores da campanha e autoridades russas. Faz 1 ano, de acordo com estes registros, o supervisor de a campanha comunicou para Papadopoulos em debate que ” um foco principal de política externa de a campanha é uma relação melhorada de os EUA com a Rússia “. Uma fonte familiar àoiinquéritoddeclarouque Clovis era o supervisor da campanha relatado nos registros do tribunal. Victoria Toensing, advogada de Clovis, não contestou isto, mas adicionou que seu cliente jamais declarou que melhorar relações entre EUA e Rússia era um “foco principal de política externa” porque isto não era sua visão sobre prioridades de Trump. A Rússia nega as denúncias e Trump nega qualquer conluio.Sam Clovis, ex-assessor de campanha e depois que vieram à tona suas conexões com um dos indivíduos acusados formalmente naoiinquéritosobre a suposta interferência da Rússia nas evotaçõespresidenciais aestadunidensede 2016, imencionadopelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para uumacposiçãono alto escalão do Departamento de Agricultura, rabdicoua esta ndesignaçãoNa quinta-feira 05 de outubro Donald Trump havia declarado que o Irã não havia satisfeito a almazinha do acordo nuclear acertado com as potências globais e havia proposto que ele revelaria em breve sua resolução sobre se certificará ou não o acordo. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos.

Leer Más

La trama de Rusia atrapa a otro aliado de Donald Trump

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Washingtonpost

La sombra de la investigación federal de la trama de Rusia -por la presunta coordinación entre el gobierno ruso y el equipo de campaña de Donald Trump para interferir en las elecciones- es casa vez más alargada.

El diario The New York Times comunicó el lunes que el expresidente de la campaña presidencial de Donald Trump, Paul Manafort, y Rick Gates han sido comunicados de que deben darse a las autoridades. Rick Gates es un exsocio.Nada en lo que se reveló hace alguna alusión a la supuesta conspiración de Rusia. Esta no lo hace, aunque es probable que las futuras demandas inquieran en ese lugar

Leer Más

Jeff Sessions, nuevamente bajo recuento en el Congreso tras revelaciones de Papadopoulos

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald Trump star Hollywood Walk of Fame

Washington El secretario de Justicia de EE.UU. Jeff Sessions está una vez más bajo recuento en el Congreso respecto a su equidad sobre Rusia y la campaña de Trump, en medio de revelaciones de que ha rechazado una sugerencia de convocar a una reunión entre el presidente de Rusia, Vladimir Putin, y Donald Trump el año pasado. que acordara descartar la idea, Sessions estimó y ha rechazado la reunión propuesta, según una persona que ha asistido a la reunión, Según documentos de la corte revelados esta semana, George Papadopoulos ha sugerido durante una reunión en marzo de 2016 que él podría utilizar sus conexiones para establecer una reunión entre Putin y Trump con el equipo de seguridad nacional del entonces candidato republicano. George Papadopoulos es el consultor de política exterior del campaña de Trump.

Estas han sido las primeras demandas difundidas por el fiscal especial Mueller desde que ha asumido el caso sobre Rusia en mayo.Podesta, hermano mayor del jefe de oficina del presidente Bill Clinton y jefe de campaña de Hillary Clinton John Podesta, comunicó que dimitía a su puesto en la poderosa agencia The Podesta Group tras comunicarse que investiga a Robert Mueller el fiscal especial.

Leer Más