A vez da Polícia Federal

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Dilma Rousseff e Michel Temer em 24 de novembro de 2015

– Depois de se livrar do procurador que o delatou duas vezes, o presidente Michel Temer mudará o comando da Polícia Federal. A troca atende à pressão de outros políticos sob suspeita e larremessanovas dúvidas sobre o futuro da Lava Jato. O delegado Leandro Daiello, que conseguiu resistir na posição, conduziu a PF por quase sete anos. Se o bombardeou em o governo Dilma Rousseff, mas Não teve a mesma sorte com Temer, que assumiu com a promessa de não interferir nos inquéritos. Agora a polícia vai passar a receber ordens de Fernando Segóvia, um delegado com fortes conexões na política. Entre seus padrinhos, despontam figuras notórias do PMDB e o ministro Gilmar Mendes, conhecido pelos embates com a Lava Jato. Assinala-se O ex-presidente José Sarney como o principal patrocinador de a escolha. Ele já foi alvo de duas acusações no esquema da Petrobras. Se o acusa de receber dinheiro desviado de os cofres de a Transpetro. O ministro Eliseu Padilha também fez lobby por Segóvia. Se o delatou chefe da Casa Civil, sob denúncia de participar de uma organização criminosa. Os cognomes identificam ele de ” Primo ” , ” Bicuira ” e ” Fodão ” em as planilhas de a Odebrecht. Outro entusiasta do delegado é Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União. Se o acusou autor de o relatório de as pedaladas que embasou o processo de impeachment, de receber propina para esconder desvios em a Petrobras. A troca de comando acontecerá no momento de maior fricção entre a PF e o Planalto. Há dois meses, um relatório da polícia acusou o presidente de chefiar o “quadrilhão” do PMDB. Poucos dias antes, os homens de preto explodiram o bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima em Salvador. A exemplo de Temer, o delegado Segóvia assume com a promessa de não atuar para “estancar a sangria” da Lava Jato. Mesmo assim, é curioso ver tantos investigados celebrando a escolha de seu novo investigador.

Além de Segóvia e Galloro, Luiz Pontel de Souza também foi cotado para trocar Daiello, que reclama de fadiga.vê-se Segóvia como um nome palatável a o universo político e teria buscado suporte em o governo e em o Congresso. Ele tem o suporte de cinco entidades que encarnam integrantes da PF: a Fenadepol , e de organizações que encarnam agentes, papiloscopistas e peritos criminais.

Leer Más

Gilmar Mendes interrompe transferência de Cabral para presídio federal

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Roberto Irineu Marinho Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes, do STF , concedeu habeas corpus interrompendo a transferência do ex-governador Sérgio Cabral para um presídio federal no Mato Grosso do Sul.

“A Constituição dá direito a manifestações, e não a agressão”, declarou Moraes, depois de entrar no edifício. Já Gilmar alegou que os tomates “podiam ser dados a uma entidade beneficente”.submetem-se bolsas de sangue hoje, todas as já a testes. A mudança nos critérios, assim, implicaria na necessidade de uma ampliação dessa oferta de exames. “O exame [para verificar a chance de infecções] pode ser feito realmente, mas custa bastante, com custos proibitivos”, alegou. “Pode ser feito no Sul, mas o Norte e Nordeste não dispõe dessas condições”, declarou.Os ministros debateram na sessão desta quinta-feira no plenário do STF .

Leer Más

A profecia de Joaquim Barbosa

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Se hostilizou o ministro Gilmar Mendes o episódio em que por torcedores em este sábado, xingado a o ocupar o camarote central de o Pacaembu em o clássico São Paulo e Santos, envia em a provocação feita em abril de 2009 pelo então ministro Joaquim Barbosa durante o julgamento de o mensalão.

À noite, a presidente viajou para Belo Horizonte, mas, antes, declarou a pessoas próximas que pretende conversar com Gilmar e Barroso na próxima semana. Segundo relatos, ela reclamou da exibição que o episódio gerou, o qual classificou como “absurdo”.

Leer Más

Gilmar Mendes divide camarote com Leco e ambos se os xinga em o clássico.

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Roberto Irineu Marinho Gilmar Mendes

Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, presidente do São Paulo, e Gilmar Mendes foram hostilizados pela torcida que compareceu ao clássico entre São Paulo e Santos no Pacaembu, neste sábado . Gilmar Mendes é ministro do STF .

“A Constituição dá direito a manifestações, e não a agressão”, declarou Moraes, depois de entrar no edifício. Já Gilmar alegou que os tomates “podiam ser dados a uma entidade beneficente”.

Leer Más