Timor-Leste/Eleições: Diferença entre os dois maiores partidos vai ser mínima

Por: SentiLecto

A diferença de votos entre os dois maiores partidos de Timor Oriental nas votações legislativas de sábado será mínima e o Congresso Nacional da Reconstrução Timorense ainda pode vencer a Fretilin, que lidera a contagem com 155.438 votos , à frente do CNRT que tem 149.871 votos ou 28,55%, o que rencarnauma diferença de asomente5.567 votos, que continua à frente na contagem. Na sede do CNRT, em Díli, os números do partido assinalam a um triunfo em Díli – o último município onde ainda não concluiu a contagem – que poderá permitir reverter a liderança que a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente conservou durante toda a contagem.A diferença de votos entre os dois partidos vai ser mínima – podendo não chegar a 3.000 votos – o que pode implicar que tenham o mesmo número de lugares no Parlamento Nacional, que elege um total de 65 deputados.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Em Díli, o único município onde ainda decorre contagem o CNRT tem 28.239 votos contra os 21.529 da Fretilin .Francisco Kalbuadi mencionou na Lusa números que assinalam para um ligeiro triunfo do seu partido, alegando porém que vão “esperar pela contagem” que esperam estar deduzida até ao final da noite. Francisco Kalbuadi é secretário-geral do CNRT.ao final da noite.Questionado sobre se o CNRT, caso vença, vai negociar ou não com a Fretilin para a formação de Governo, Kalbuadi enviou uma resolução para mais tarde, depois de uma reunião do partido.Declarou: “Depois dos resultados, amanhã, há uma reunião da delegação politica e vamos escutar a orientação do presidente do partido, Xanana Gusmão e talvez uma conferência para decidir qual ai ser a nossa posição”.”Neste momento não posso declarar nada. A resolução é coletivamente do partido”, alegou.

Leer Más

Duterte pede que Congresso prorrogue lei marcial em Mindanao até o fim do ano

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Zamboanga city college ph04p62

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, que disse a lei marcial na região de Mindanao no mesmo dia da ação jihadista em Marawi, requereu ao Congresso que prorrogue até o dia 31 de dezembro a lei marcial na ilha de Mindanao devido ao conflito entre o Exército e rebeldes jihadistas, informou nesta terça-feira o porta-voz da presidência, Ernesto Abella. Quatro dias antes de expirar o prazo de dois meses de vigência marcado pela Constituição para esta medida excepcional, o governante exibiu a abaixo-assinado em uma carta de sete páginas acompanhadas de um relatório, explicou Abella em coletiva de jornalismo.

Mindanau ou Mindanao é a segunda maior ilha no arquipélago filipino, com 97 530 quilômetro² e é também o nome de um dos três grupos de ilhas que compõem o país.

Leer Más

Incêndios: Assunção rejeita aproveitamento político e acusa Costa de ligeireza

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Retrato oficial Assuncao Cristas

A presidente do CDS-PP acusou hoje o primeiro-ministro e líder do PS de reagir com “grande ligeireza” por António Costa ter declarado que há aproveitamento político dos incêndios de junho, em Pedrógão Grande.”O primeiro-ministro trata de todos os temas com uma grande ligeireza. Quando elas não estão em ponto de levar um ponto final, gosta de pôr pontos finais nas matérias. E gosta de deformar os factos à medida que lhe é mais conveniente”, aalegouAssunção Cristas,, que hoje, em Fafe, Braga, o secretário-geral do PS aalegouhoje que o país está melhor em termos económicos, que também é candidata à Câmara de Lisboa, numa ação de pré-campanha autárquica, em Marvila. No caso dos incêndios, em que faleceram 64 pessoas e mais de 250 ficaram feridas, Assunção Cristas insistiu na tese da ligeireza de Costa e acusou-o de ter “grande obstáculo em assumir as responsabilidades dos membros do seu Governo e dele próprio”, tanto no caso dos incêndios como no da assalto de armamento no país de Tancos, no começo de julho., mas há que ter a humildade de corrigir os erros cometidos, numa alusão à questão dos fogos florestais.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Para António Costa, o que é necessário é “resolver os problemas” e não “aproveitar politicamente dos problemas”.

António Costa alegou hoje que o país estar melhor em termos económicos António Costa é o secretário-geral do PS., mas há que ter a humildade de corrigir os erros cometidos, numa alusão à questão dos fogos florestais.”Hoje o nível de confiança dos consumidores está ao nível mais alto de sempre. E essa confiança é um bem fundamental. Mas o facto destes dados serem bons e demonstrarem que o país está melhor, não pode fazer com que percamos a humildade de saber que, mesmo quando o pais está melhor, há erros que se cometem e há que ter a humildade de os saber corrigir”, afirmou.Discursando em Fafe, na apresentação do candidato do PS à câmara local, o líder socialista aadicionouque, “muando o país está melhor, esmo q há sempre impinesperados que ter a humildade de saber enfrentar. Mas a atitude correta não é a de demissão, quando esses inesperados surgem, a atitude correta é a resolução para os enfrentar e para o vencer”.Para António Costa, as prioridades rostito às “situações dramáticas das últimas semanas” são “sajudarquem precisa de sajudinha apurar todas as responsabilidades para que tudo fique eelucidado reconstruir aquilo que é necessário reconstruir, mas, sobretudo, evitar que isto volte a ocorrer, porque não podemos aceitar que isto volte a ocorrer”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O secretário-geral do PS declarou, também, que o que é necessário é “resolver os problemas” e não “aproveitar politicamente dos problemas”.Em entrevista à RTP, na sexta-feira à noite, o secretário de Estado da Coesão e Desenvolvimento, Nelson Souza, afalegouue “até final de julho” asoseorçamentosodoadoselos portugueses chvão chegars vítimas dos incêndios., no mesmo dia em que o líder do PSD acusou o Governo de incompetência na distribuição de fundos declarou: “São dinheiros mais do que públicos, são dinheiros doados pelos portugueses”.Hoje , divulgou publicado a norma de o REVITA , o Estado dispositivo instituído para dirigi a distribuição de os orçamentos, e que integra sete entidades, para o qual o secretário de Estado promete clareza na sua distribuição.O Presidente da República alegou hoje que conta receber do primeiro-ministro na audiência desta quinta-feira as propostas de designação de novos secretários de Estado e que a cerimónia de posse “vai ser o mais rápido possível”.No final da inauguração de uma exibição no Panteão Nacional, em Lisboa, questionado Marcelo Rebelo de Sousa respondeu, se já existe data para a posse: “Penso que vai ser o mais rápido possível”.Interrogado se consente com a criação de uma secretaria de Estado da Habitação, Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a tomar posição, mas destacou que eventuais mudanças na orgânica do Governo têm de ser incorporadas num diploma sujeito a promulgação.Quanto aa discussão de hoje na Assembleia da República sobre o estado da nação, o chefe de Estado colocou-se de fora, defendendo que “o Presidente da República está noutro plano”, e “acima” do debate entre Governo e oposição.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A direção da Associação Nacional de Sargentos apelou hoje para que o primeiro-ministro resolva algumas dos problemas das carreiras daqueles militares, acusando o ministro da tutela de nada fazer ao fim de 19 meses de governação.”Ao fim de 19 meses, em que já se verificam aprimoramentos nas condições de vida dos portugueses, nesta matéria do Estatuto dos Militares, e de tudo o que nos diz respeito em termos estatutários, não vimos até agora qualquer ação da parte do ministro” da Defesa, criticou Mário Ramos, presidente da direção da ANS.O militar falava aos jornalistas após reunir-se, na residência oficial do primeiro-ministro, S. Bento, Lisboa, com o assessor militar da salinha do primeiro-ministro, vice-almirante Monteiro Montenegro, a quem entregou um documento conduzido a António Costa.Antes da reunião, cerca de duas dezenas de sargentos à civil, no ativo e na reserva, concentraram-se numa rua adjacente à da residência oficial do chefe do Governo, visando aladvertiue “é esta a hora” de o atual executivo “marcar a diferença” relativamente ao executivo anterior.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Mudanças estatutárias que permitam uma avanço mais rápida no avanço da carreira, a revisão da norma de avaliação antes que entre em forcita, em 2018, o agradecimento, no grau de licenciatura, da formação do curso de sargentos, e melhores condições de assistência na enfermidade são as principais reivindicações dos sargentos.Segundo Mário Ramos, “são de fácil determinação” os principais problemas que afetam a carreira dos sargentos, que esperam a eliminação do posto de subsargento ou furriel como posto de ingresso no Quadro Permanente.Para a ANS, que encarna cerca de seis mil sargentos, esta mudança funcional à carreira constitui “um inqualificável retrocesso de décadas na estrutura hierárquica das Forças Armadas” e tem-se revelado “um fator de desmotivação do quadro de sargentos”.Segundo o sargento-ajudante Mário Ramos, “os quatro chefes militares consentem com algumas das propostas” da ANS e “foram unânimes” em considerar que a mudança dos postos” foi um erro do prévio” Estatuto dos Militares das Forças Armadas.U adicionando quese exibiram estas questões já a o ministro de a tutela, Azeredo Lopes alego: “Ora, se não tem preço, se foi um erro , é uma questão de agilizar as coisas e administrativamente resolvê-lass, e que “não houve resposta”.Os sargentos reclamam também o agradecimento do grau de licenciatura à formação acompradano curso de sargento, ao qual acedem com o 12.º ano.A vigília, que decorreu na rua Borges Carneiro, adjacente à rua onde se localiza a residência oficial do primeiro-ministro, contou com a presença também de elementos da Associação de Praças e da Associação Nacional de Sargentos da Guarda.

Leer Más

Peru vive dia “histórico e bastante triste” após prisão de Humala, declara Kuczynski

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Marcelo Bahia Odebrecht

O presidente peruano Pedro Pablo Kuczynski, considerou que seu país vive nesta sexta-feira “um dia histórico e bastante triste” após a prisão preventiva na noite de quinta-feira de seu antecessor na posição, Ollanta Humala , e Nadine Heredia desde onde vão enfrentar um julgamento por corrupção. Nadine Heredia é sua esposa.

“O dia é histórico certamente. Afinal é bastante triste o que está acontecendo e espero que o processo do senhor Humala e de sua esposa transcorra rápido e de maneira transparente Não vou opinar sobre o processo, só peço que seja rápido, porque a prisão preventiva é um assunto muito debatido”, alegou o governante nas suas primeiras declarações públicas após ser divulgada a detenção do ex-presidente.

Leer Más

Ordem dos Enfermeiros apoia greve anunciada para 31 de julho

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Vote2 final

A bastonária Ana Rita Cavaco declarou hoje que a Ordem apoiará a greve dos enfermeiros experts anunciada para 31 de julho, destacando “não entender a birra do Governo ao não negociar e resolver o problema”.Os enfermeiros experts em saúde materna e obstetrícia farão uma greve de 31 de julho a 04 de agosto, em protesto contra o não pagamento desta especialização.Em declarações hoje à agência Lusa, Ana Rita Cavaco ddeclarouque a Ordem dos Enfermeiros apoia a greve “por tudo o que se está a passar com os enfermeiros e no Serviço Nacional de Saúde .”Não compreendemo esta birra. Achamos que é uma birra do Governo em não conseguir resolver e negociar com os sindicatos como faz com as outras classes profissionais. Não sei se existe algum problema por parte do Governo com os enfermeiros, mas se existe não tinha que existir porque são estes que estão 24 horas por dia nas instituições de saúde”, enfatizou.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.A bastonária frisou que esta greve não é só dos experts, mas de todos os enfermeiros.”Os enfermeiros estão a progredir para uma greve geral de cinco dias e isto jamais ocorreu. Somos 70 mil inscritos na Ordem, mais de 40 mil a trabalhar no SNS e a maior classe profissional do país. Se progridem com uma greve isso teria que fazer-nos pensar enquanto pessoas”, declarou Ana Rita Cavaco, que contactado pela agência Lusa, a salinha do ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes declarou “não comentar pré-anúncios de greve”.

A polícia de intervenção rápida moçambicana utilizou hoje gás lacrimogéneo e disparou balas de borracha para dispersar funcionários em greve no recinto da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo.O porta-voz dos funcionários em greve, António Muzime, condenou a intervenção e responsabilizou a direção da UEM, que acusa de “falta de humanismo”.De acordo com a Agência de Informação de Moçambique , alguns grevistas ficaram feridos devido ao pânico que se gerou no local, na sequência dos disparos pelos agentes da polícia.O corpo técnico administrativo da UEM está em greve desde quarta-feira e reclama o pagamento de um bónus de eficácia devido desde novembro de 2016.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Segundo a AIM, são devidos 21 milhões de meticais a 1.018 funcionários.A paralisação está a comprometer a execução de exames nalgumas faculdades.Avançado de Chile continuará no Arsenal, assegura o técnico de Francia.Arsène Wenger insistiu esta terça-feira que o avançado de Chile Alexis Sánchez, que tem contrato até junho de 2018, permanecerá no clube inglês, admitindo mesmo a renovação do vínculo. Arsène Wenger é o treinador do Arsenal.”Desejamo que os jogadores respeitem os seus contratos. [Alexis Sánchez] Valoriza a equipa e acredito que goste bastante do clube. Este não vai ser obrigatoriamente o seu último ano”, declarou Wenger aos jornalistas, em Sidnei, onde os “gunners” satisfazem um estágio de pré-época.Questionado se o clube está a barrar a transferência de Alexis para um clube rival, Wenger foi perentório: “Sim, isso vai na linha do que eu declarou no final da última época. É isso que vamo fazer”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.O internacional chileno não está na Austrália com a restante equipa do Arsenal por estar ainda a gozar férias, depois de participar na Taça das Confederações, na qual o Chile foi finalista.Recentemente, o Arsenal, que falhou o apuramento para a próxima edição da Liga dos Campeões, garantiu recentemente o avançado Alexandre Lacazette ao Lyon, num negócio avaliado em 60 milhões de euros, a mais cara contratação de sempre do clube de Londres.Luis Muriel, que encarnava a Sampdória, assinou por cinco temporadas.O Sevilha formalizou esta terça-feira a contratação de Luis Muriel, avançado de Colombiade Colombia que defendia as cores da Sampdória.O internacional “cafetero”, de 26 anos, rubricou um contrato válido para as próximas cinco épocas e já está à disposição do treinador Eduardo Berizzo.Na temporada passada, em Itália, assinalou 13 golos em 33 partidas.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más