Oposição declara que devolver exercício do mandato a Aécio é corporativismo

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Foto oficial de Humberto Costa

Senadores da oposição chamaram de corporativista a resolução que revogou as medidas cautelares impostas pelo STF contra o tucano Aécio Neves .

O plenário da Casa tem que analisar nesta data se conserva o tucano afastado do mandato e a imposição de recolhimento noturno.Embora muitos senadores reconheçam, nos bastidores, o cenário permanece favorável ao tucano que a margem para derrubar as cautelares aplicadas pelo Supremo Tribunal Federal começa a ficar apertada.

Leer Más

PT protocola pedido que pode redundar na cassação de Aécio

Por: SentiLecto

O PT, que pede a abertura de um procedimento disciplinar para “verificação de quebra de decência parlamentar em face do Senador Aécio Neves da Cunha”, protocolou nesta quinta-feira um pedido no Conselho de Ética do Senado que pode redundar na cassação de Aécio Neves .

Leer Más

Para resgatar candidatura, Lula antecipa caravana ao Sul

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Assinatura de Luiz Inácio Lula da Silva

A pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT decidiu realizar ainda este ano sua caravana pelo Sul do país, região assinalada como campo minado para o petista. Disposto a conservar o ritmo alcançado com a caravana acontecida no Nordeste, Lula, que vai percorrer por oito dias cidades de Minas Gerais, vai antecipar para este ano a viagem ao Sul, que estava originalmente calculada para 2018. A intenção é conservar a liderança nas pesquisas de opinião até junho do ano que vem, em uma tentativa de imprimir personalidade de irreversibilidade à candidatura do ex-presidente.

“Não é colocar a faca no pescoço dos ministros nem de ninguém, mas é adverti-los sobre a gravidade dessa situação para a democracia brasileira. É algo que nos questiona como país democrático, como economia, internacionalmente é péssimo.”

Leer Más

Senado de Brasil aprueba reforma laboral tras reclamo

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Michel Temer planalto 3 (cropped)

Mientras pretende sobrevivir a una demanda de corrupción, el Senado ha aprobado la noche del martes una impopular reforma a las leyes laborales brasileñas, un movimiento crucial para que el asediado presidente Michel Temer demostrase que cuenta con respaldo político.

Michel Miguel Elias Temer Lulia es el 37° Presidente de la República Federativa del Brasil.

Leer Más

Senadores da oposição tentaram persuadi, sem êxito, colegas a desocuparem a mesa do Senado

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Foto oficial de Paulo Paim

– Com a resolução do presidente do Senado, Eunício Oliveira , de recomeçar a sessão de qualquer jeito para que fosse votada a reforma trabalhista, os senadores da oposição Paulo Paim , Jorge Viana , Randolfe Rodrigues e Humberto Costa foram à Mesa ddeclararpara as senadoras que ocupavam o local desde cedo que teriam que econcluira oprofissão porque era hora de partir para outra estratégia, aceitar a veleiçãonominal de todos os destaques e falar “até de madrugada”. Viana argumentou que “tudo tem limites”. Gleisi ficou irredutível e declarou que só sairia da Mesa depois de falar com o presidente da CUT, Vagner Freitas. Humberto Costa declarou que Eunício faria a sessão de baixo do plenário, com o microfone aberto. — A gente reconhece que fez um ato político , mas tudo tem limites. O Eunício abrirá a sessão — tentou persuadi Jorge Viana. — Se a gente aceitar isso é frustrar a sociedade, dar as costas para ao pessoal que pede para a gente resistir. Eunício que comande a sessão em pé, lá de baixo — reagiu Lindbergh. Paim argumentou que tudo até o momento tinha sido um ganho político, mas era hora de concluir. — Tem uma hora de iniciar um protesto e a hora de concluir. Vocês foram heroínas. A vida é assim — declarou Paim, sem êxito. — Eu não saio daqui sem falar com o Vagner, da Cut. Preciso falar com as centrais — respondeu Gleisi. As senadoras insistiram que só sairiam se os governistas aceitassem votar a emenda sobre as gestantes. — Mas eles não deixarão aprovar a emenda Paim — retrucou Vanessa. — Mas o que eu posso fazer? É o plenário que decidirá — respondeu Paim. Nesse momento, Gleisi desligou o celular com que estava conversando com o presidente da CUT e anunciou: — O Vagner, da CUT, declarou que se a gente não tiver garantia de que ganharemos alguma coisa, não é para recuarmos, não recuaremos. Deputados de o Senado ocuparam o plenário de o PT , PCdoB e outros partidos de esquerda. O deputado Marco Maia , comemorava: — Já estão fazendo um vídeo comparando as senadoras as grandes mulheres que mudaram a História, a Rosa Luxemburgo, Olga Benário. Um êxito.

– As senadoras da oposição Gleisi Hoffmann , Vanessa Grazziotin , Fátima Bezerra e Regina Souza ocuparam a Mesa do plenário do Senado na manhã desta terça-feira se rejeitam a deixar o posto. O presidente da Casa, Eunício Oliveira , chegou para comandar a sessão da reforma trabalhista e tentou conversar com as senadoras, mas se o atendeu não . Ele ficou visivelmente aborrecido e interrompeu os trabalhos. — Está concluída a sessão e enquanto não sentar-se nesta Mesa, não tem som. Esta suspensa a sessão — corrigiu o presidente do Senado. Eunício fechou todas as entradas ao plenário e cercou o lugar de seguranças, proibindo qualquer novo acesso à sala. Ele deixou o local por volta de 12h20, rumo aa salinha da presidência e declarou que a sessão estava concluída e que, inclusive, apagaram-se as luzes e microfones desligados. Questionado sobre ele foi direto, quando recomeçaria a sessão: — Quando essa ditadura deixar. As senadoras tentam obstruir a eleição da reforma trabalhista calculada para esta terça-feira. Fátima Bezerra abriu a sessão destinada à veleiçãoda reforma. Neste primeiro momento, estão calculados pronunciamentos na tribuna. A sessão que debate a reforma iniciou às 11h, mas o presidente do Senado chegou por vor volta das 12h.

Leer Más