Jesualdo Ferreira adiciona mais um título no Catar

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Jesualdo Ferreira

Depois de ter ganho a Taça do Catar, treinador de Portugal liderou o Al Sadd aa vitória na Taça do Emir.Jesualdo Ferreira alcançou mais um título no Catar. O treinador de Portugalde Portugal liderou o Al Sadd à conquista da Taça do Emir, derrotando o Al Rayyan por 2-1. Hamroun que lembre de o vitória assinalou já em os descontos , o golo , se que Jesualdo Ferreira alcança assim o segundo título em um curto espaço de tempo , depois de ter passe de o espanhol Xavi , ex-Barcelona . vencido a Taça do Catar em abril , a passe do espanhol Xavi, ex-Barcelona. O treinador, 70 anos, tem um amplo caminho, com passagens por Benfica, Braga, FC Porto e Sporting, entre outros clubes, como Málaga e Panathinaikos .

Treinador de Portugal sagrou-se campeão esta quarta-feiraO Mónaco conquistou o título francês e Leonardo Jardim é um dos homens do momento em França. O treinador de Portugal não conteve a alegria na hora do triunfo. “Ganhar um campeonato com uma equipa que não é preferida é um grande triunfo. É o título mais importante da minha vida de treinador. Trabalhámos bastante nos últimos 11 meses, mas o melhor chegou agora. Que o PSG ganhe, já é habitual, agora o Mónaco…”, recordou em declarações ao Canal+.Francisco J. Marques justificou o suporte ao Sporting no que toca ao valor que é dado aos Campeonatos de Portugal, competição que se a considera não equivalente a o atual campeonato de Portugal e que os leões defendem que passe a ser”É verdade que o FC Porto jamais se inquietou com os Campeonatos de Portugal. Francisco J. Marques é diretor de comunicação do FC Porto. Se estes títulos eram de campeões portuenses, declarámo sempre que não nas conversas que fomos tendo, até que o Sporting exibe o tema de outra maneira: que uma entidade independente averigue de uma maneira séria “, iniciou por declarar, em declarações ao Porto Canal.”Não temos nada a opor. Isto adiciona títulos, não tira. Tratou-se O Marítimo como campeão nacional em a altura? O Olhanense também ganhou um… Interessa averiguar a verdade. Ter sido prova a suprimi não é argumento. Na Alemanha foi assim até à década de 60. Não tenho garantia que vá ser considerado como campeonato, mas deve ser estudado”, rematou.Lembre-se que, em termos de campeonatos portuenses, o Sporting tem quatro troféus no palmarés, os mesmos do que o FC Porto. Já o Benfica tem três. A competição disputou-se entre 1921 e 1938.Leões indicam o aniversário da morte de Rui Mendes, 21 anos após a calamidade na final da Taça de PortugalRui Mendes, adepto do Sporting que morreu na final da Taça de Portugal de 1996 entre os leões e o Benfica, após ter sido se lembra light atingido por um very , esta quinta-feira pelo clube leonino.O Sporting, através do Facebook escreve: “Jamais serás esquecido, Rui Mendes”.

Leer Más

José Gomes está quase certo no Arouca

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cores do Time

Quando a continuidade estiver asseguradaJosé Gomes, nome do treinador da próxima época só deverá ser anunciado deve mesmo ser o treinador do Arouca na próxima temporada. Faz 2 meses, o nome de o técnico de Portugalde Portugal que foi adjunto de Jesualdo Ferreira em o FC Porto já tinha sido progredido por O JOGO em o final Com a época a aproximar-se do final, a Direção do clube prefere conservar a discrição sobre o tema e juntar o grupo em torno do objetivo da época que é a continuidade na I Liga, deixando as questões da próxima época para depois de alcançado esse platô. Na receção ao Tondela, a próxima semana já poderá ser de novidades por terras de Santa Mafalda, se conseguir pontuar no sábado. Moreirense, Paços de Ferreira e Aves, que de acordo com fonte do nosso jornal, técnico e o clube têm um pré-acordo, são clubes nacionais já orientados pelo técnico de 46 anos que pode ser confirmado no Arouca na próxima semana, deixando a Arábia SauditaTambém José Gomes se tem conservado incontactável, numa ação concertada com o símbolo. Há sete anos a treinar fora de Portugal, José Gomes, tem passagens por Málaga , Panathinaikos , Videoton , Al Taawon e Ah-Ahli Jeddah e Baniyas . Faz 2 meses, voltou a assinar por o Al Taawon, em março, mas o contrato vai ser de pouca duração, a confirmar-se o retorno para liderar o Arouca.Outro dos nomes que tinham sido assinalados ao Arouca foi o de Quim Machado, mas o próprio confirmou que “não é verdade” que tenha sido alvo de qualquer abordagem por parte da Direção liderada por Carlos Pinho para treinar a equipa na próxima época.

O Tondela anunciou que oferecerá aos seus adeptos a viagem de autocarro e o bilhete para o jogo com o Arouca, no sábado, da 33.ª jornada da I Liga de Portugal de futebol.O clube ‘auriverde’ enfatizou: “Esperamos que os sócios e adeptos adiram a esta campanha, que o clube disponibilizou para contar com o máximo de suporte num jogo tão importante para os tondelenses”.O Tondela, penúltimo classificado com 26 pontos, desloca-se no sábado a Arouca, onde só a triunfo interessa para conservar as suposições de manutenção no primeiro escalão.Os tondelenses adicionam 26 pontos, menos três do que o Moreirense, que visita o Belenenses, na sexta-feira, e menos seis do que o Arouca.As matricula para a deslocação a Arouca são feitas na loja do clube de Beirut, estando a saída de autocarro calculada para as 13:15 de sábado.Aqueles que só desejem adquiri o bilhete e deslocar-se em viatura própria deverão pagar 13 euros pelo ingresso.

Leer Más

“Clássico? Fator emocional vai ser sempre o mais importante”

Foto: Wikipedia – Jesualdo Ferreira

Jesualdo Ferreira considera que a equipa que maior controlo emocional exibi vai sair ganhadora do clássico Benfica-FC Porto, na 27. Jesualdo Ferreira é treinador de Portugal do Al-Sadd.ª jornada da I Liga”O fator emocional vai ser sempre o mais importante no clássico: quem se controlar melhor, quem souber lidar com a ansiedade, com os erros de arbitragem, com a maneira como o público se vai demonstrar”, explica o treinador de Portugal, de 70 anos.Em declarações à agência Lusa, o técnico do segundo classificado do campeonato do Catar defende que o jogo entre o líder da Liga, Benfica com 64 pontos, e o vice, FC Porto com 63, “é importante”, mas que a sete jornadas do fim não conclui em definitivo as contas da conquista do título de campeão nacional.”A diferença é de um ponto. Acho que é um jogo importante, mas não definitivo. Ganhe quem ganhar, se a seguir perder ou empatar dois jogos deixa as coisas novamente embrulhadas. Agora, ganhar um clássico é sempre uma vitamina forte para o futuro”, adianta o antigo técnico de águias e dragões, tendo ao serviço dos segundos conquistado três campeonatos.A escassa benefício do Benfica – um ponto – é igualmente desvalorizada pelo experiente treinador, que recorda inclusivamente os “bons resultados” do FC Porto na Luz nos últimos anos: “Aquilo que as equipas vão fazer é abordar o jogo de maneira positiva e em futebol a única maneira positiva que eu conheço é jogar para ganhar. E qualquer uma delas vai preparar-se para isso.”Os empates que marcaram os derradeiros compromissos de Benfica e FC Porto, frente a Paços de Ferreira e Vitória de Setúbal, respetivamente, deixaram algumas marcas emocionais nos dois conjuntos. Porém, Jesualdo Ferreira defende que nem aqui uma equipa está em condições de se superiorizar em relação à outra em termos anímicos.”Ter passado por essa situação e depois ter parado duas semanas foi carregando ainda mais o controlo emocional que é preciso ter. Estão em condições de igualdade, porque tanto Benfica como FC Porto, que com 63, está marcado para as 20h30 de sábado, no Estádio da Luz, tiveram dois jogos que não ganharam e nenhum tirará benefício desses resultados que ocorreram. Não agarraremos nesse fator e pô-loem defesa dee um ou de outro”, frisa.Aliás, para o treinador do Al-Sadd, o clássico é um jogo com uma vida autónoma e bastante própria na história do campeonato e um jogo que é visto de maneira diferente por jogadores e treinadores: “É um jogo perfeitamente isolado dos outros. Este jogo é mesmo isso: ‘enjoy the game’. É o melhor que se pode declarar aos jogadores antes destes jogos”, sentencia.O clássico da 27ª jornada da I Liga entre Benfica, líder do campeonato com 64 pontos, e

E as claques de Benfica, FC Porto e Sporting se unissem neste jogo, antigo jogador do FC Porto comentou a polémica em torno dos cânticos entoados pela claque da Seleção Nacional nas imediações do Estádio da Luz, momentos antes do começo do jogo de Portugal frente à Hungria”S era um ato bbeloPenso que o Fernando Madureira e a claque do FC Porto já fizeram isto no Europeu. Agora, ir ao Estádio da Luz num jogo portuense e berrar e injuriar o Benfica não acho nada de bom tom, mesmo se forem provocados. A melhor resposta era berrarem por Portugal e aí teriam o suporte de todos nós. Acho que a claque do FC Porto esteve bastante mal”, alegou, em declarações à SIC Notícias.O Juiz da AF Porto lesionou-se a fazer testes físicos e está em dúvida para o clássico da 27ª jornada.Jorge Sousa, uma das suposições mais fortes para conduzi o clássico de sábado, entre Benfica e FC Porto, lesionou-se a realizar testes físicos. O Juiz da AF Porto está em dúvida para fazer parte da lista de designações do Conselho de Arbitragem da FPF para o jogo grande da ronda 27 do campeonato.O Juiz internacional da Associação de Futebol do Porto é um dos nomes prováveis para conduzi o Benfica-FC Porto, deste sábado. Artur Soares Dias, também da AF Porto, é o outro grande candidato a ser nomeado pelo CA da FPF para arbitrar o jogo da Luz.Por dentro do quadro clínico do central, que se o dispensou não de a sção, Benfica acredita na recuperação para o duelo com o FC Porto.Apesar de não ter garantida a presença no particular de amanhã contra Portugal, no Estádio do Marítimo, na Madeira, Lindelof continua à disposição da Suécia. Faz 1 dia, com uma entorse sem gravidade em o tornozelo direito, o central de o Benfica chegou em a noite a o Funchal com o séquito de a seleção e, sabe O JOGO, sse o conservará em o grupo. uso diante da formação das Quinas, no entanto, ainda é uma incógnita – a resolução será tomada somente no dia do encontro.”Avaliaremos a situação no dia a dia. Ainda não tomámos nenhuma resolução [titularidade frente a Portugal]. Observámos que não há prejuízos graves, é uma entorse pequena, e o tempo declarará se pode ou não jogar”, revelou Niklas Bodell horas antes do embarque em Estocolmo rumo ao Funchal. Niklas Bodell é assessor de Imprensa da seleção de Suecia.Por causa da lesão, padecida no treino da última quinta-feira, Lindelof ficou de fora da goleada de Suecia 4-0 sobre a Bielorrússia, sábado, em encontro da 5.ª jornada do Grupo A de apuramento para o Mundial”2018. A ausência no confronto depressa ligou um alerta vermelho na equipa médica do Benfica, que, atenciosa ao problema de última hora, chegou a pedir a dispensa do jogador.Segundo o nosso jornal apurou, os médicos das águias têm total conhecimento da situação hospital do jovem defesa e, por isso, confiam na recuperação completa a tempo do importante clássico de sábado com o FC Porto, na Luz.aguarda-se Lindelof em o Seixal em a quarta-feira, um dia após o jogo com Portugal, para realizar novos exames e começar a preparação com o plantel de os tricampeões para o duelo em que a liderança de a Liga vai estar em debate. Nélson Semedo, Eliseu e Pizzi, que estão com a Seleção Nacional, trabalham com a mesma programação.

Leer Más

Lucho e a primeira passagem pelo FC Porto: “Jesualdo chateava-nos a cabeça”

Foto: Wikipedia – Jesualdo Ferreira

Em entrevista ao Porto Canal, o médio do Atlético Paranaense falou sobre a primeira passagem pelo FC Porto, entre 2005 e 2009.Ambiente do Dragão: “Habituei-me a jogar em grandes estádios, na Champions, na Libertadores, pela seleção, e não há estádio como o Dragão. É uma maravilha. Gostava de ter conhecido as Antas porque escutai falar bastante. É emocionante entrar aqui, estive na bancada contra o Marítimo e deu-me vontade de ir lá para dentro”.Primeiro golo à FC Porto: “O primeiro golo contra Espanhol, na apresentação. Passe do Lisandro… No primeiro jogo neste estádio [Dragão]”.Sobre Co Adriaanse: “Os adeptos ou gostavam ou odiavam o Co Adriaanse. Mudava bastante. Até chegou a meter o Bruno Alves a avançado. Mas colocou a equipa a jogar de uma maneira que não estava habituada. Senti-me importante, mas tinha as suas particularidades. Não dialogava muito com os jogadores, era um pouco frio e isso chocava com o grupo. A saída do Vítor [Baía] da equipa, a colocação de três defesas, ficar fora da Champions num grupo acessível… Pensei que ele no ano seguinte fosse ser diferente, mas tudo se complicou. Já falava português, conhecia mais o grupo. Convívio seria melhor, mas foi o oposto. Ele não mudou, continuou com as suas normas meias militares e assombrou-me, sobretudo como ocorreu”.Jesualdo Ferreira: “Foi um dos que mais me marcou, aprendi bastante, sobretudo sobre o que era mesmo o futebol europeu. Toda a gente aprendeu muito com ele. Mesmo sendo chato, porque às vezes qdesejavafazer coisas e chateava-nos a cabeça, mas só temos de lhe agradecer”.Mística: “É a história do FC Porto, combater até ao fim, acreditar. Sacrifício, acreditar no dia dia, de quem joga e de quem fica de fora. É uma coisa que se transmite, foi o que Vítor Baía, Pedro Emanuel e Jorge Costa passaram para o Ricardo Costa, para o Raul Meireles, para o Bosingwa. Uma herança, a conhecida mística do FC Porto: acreditar até ao fim contra todas as adversidades”.Parceria: “O melhor avançado com que joguei e melhor me compreendi foi o Lisandro”.

Médio espanhol concedeu entrevista à Marca, na qual falou da saída do Atlético de Madrid e da vida em Portugal.Óliver Torres é um homem contente. O médio espanhol do FC Porto falou sobre a saída do Atlético de Madrid, no último verão, e garantiu estar muito feliz em Portugal, onde sente ter muita confiança depositada pelo clube azul e branco em si. Faz 1 ano, em entrevista em a Marca, o jogador falou sobre o seu ainda curto caminho : ” Cheguei a ter propostas boas em o Natal [ ] mas a minha ideia era triunfar no Atlético. De certo modo, acreditei que tinha sido uma triunfo chegar à primeira equipa depois de tantos anos na cantera, mas depois senti que a mudança podia ser boa e que o FC Porto era a melhor alternativa, já que a cidade é esplêndida, assim como as pessoas e o clube. E notei que me desejavam lá”, iniciou por indicar Óliver, que descreveu a saída do Vicente Calderón como um processo “bastante complicado”:”Foi tudo bastante complicado. Pensava que se ia resolver depressa, mas não foi assim. Padeci bastante. às vezes, o futebol não é assim bastante belo. Padeci em silêncio porque os dias passavam e a minha saída não se consumava. Conservei a serena e pensei que deveria aceitar o que ocorresse”, indicou.Sobre a confiança que sente agora, ao serviço do FC Porto, o internacional jovem por Espanha fala sobre “uma coluninha fundamental”, construído por duas pessoas:”Um das coluninhas fundamentais para retornar ao FC Porto foi que tanto o presidente [Pinto da Costa] como Nuno me transmitiram muita confiança. Tinha decidido que desejava ir para ali porque é um clube que sinto como meu”.O FC Porto leva a cabo uma eleição no site do clube para encontrar o melhor golo de 2016. O ponto de partida são a dezena de golos colocados a eleição.Faz 11 meses, como vem sendo costume, o FC Porto abrirá as portas de o treino a os adeptos.O clube fez um “lembrete” da iniciativa, esta segunda-feira, nas suas contas nas redes sociais. Antes do dia 1, há ainda jogo da equipa principal de futebol, esta quinta-feira, com o Feireinse, no Estádio do Dragão, para a Taça da Liga.

Leer Más