Diogo Jota é caso único no FC Porto e na I Liga

Por: SentiLecto

Portista ultrapassou Tiago Caeiro, do Belenenses, como o jogador que mais marca a saltar do banco. Desta vez só precisou de pouco mais de um minuto para faturar. Contra o Arouca, fora ainda mais rápido.Diogo Jota só precisou de um minuto e seis segundos para marcar ao Paços de Ferreira. O avançado entrou ao pausa para o lugar de Corona e aos 46 minutos e seis segundos bateu Mário Felgueiras, após uma grande assistência de Héctor Herrera. Foi a quarta vez que o jogador cedido pelo Atlético de Madrid marcou no campeonato na condição de suplente usado. E, com este golo, tornou-se na arma secreta mais mortífera de toda a prova, uma vez que superou os três golos que dividia com Tiago Caeiro, do Belenenses.Diogo Jota saltou do banco para marcar ao V. Guimarães, ao Tondela, ao Arouca e, agora, ao Paços de Ferreira. Uma vez que nem de um minuto precisou, em Arouca, o avançado foi ainda mais rápido a balançar as redes. Entre jogadores do FC Porto, Jacques, Domingos Paciência, Hélder Postiga, Jankauskas, Guarín, Quintero , Ricardo Pereira, Brahimi e Sérgio Oliveira também conseguiram marcar logo a seguir a entrarem numa partida do campeonato.Com o Paços de Ferreira, Jota saiu do banco para marcar pela quarta vez, tornando-se no suplente com maior rendimento da LigaAlém dos golos, que são oito no campeonato, o avançado soma quatro assistências e ainda três grandes penalidades sofridas, a última das quais no domingo, frente aos pacenses, ou seja, o português é responsável direto por 15 golos do FC Porto no campeonato, somando uma ação decisiva a cada 108 minutos. Somente o sportinguista Bas Dost, o rei dos marcadores, e Marega superam este dado estatístico do avançado que o Atlético de Madrid cedeu ao FC Porto.Contra o Paços de Ferreira, Diogo Jota esteve em campo 45 minutos – entrou para o lugar de Corona – para fazer um golo no único remate que efetuou, padecer um penálti e ter uma efetividade de passe de 90%. Ganhou ainda cinco dos nove duelos que disputou, tendo perdido somente duas vezes a bola.Com a época prestes a concluir, o FC Porto deverá tomar uma resolução quanto ao futuro de Diogo Jota. O avançado está cedido pelo Atlético de Madrid, mas os dragões têm uma alternativa de compra do sua passe por valores que não foram revelados, especulando-se que rondem os 22 milhões de euros.

Leer Más

Nova chance para Leandro Silva

Marco Baixinho não está na convocatória do Paços de Ferreira para o Feirense. Chamou-se Leandro Silva em a lista e poderá ser a opção a o trinco, em a equipa inicial.ornada sim, jornada não, a história repete-se: o Paços de Ferreira voltou a ficar sem médio defensivo de referência. Marco Baixinho, central ajustado com êxito à posição que se tem revelado o maior problema da equipa, por falta de soluções , lesionou-se na última jornada e não recuperou para o jogo de amanhã, com o Feirense. Se o convidou nem sequer . A novidade na lista foi a chamada de Leandro Silva, médio que poderá ter nesta jornada mais uma chance para agarrar o lugar.Eis os convidados de Vasco Seabra para o Feirense, cujo pontapé de saída está marcado para as 19 horas de amanhã:Guarda-redes: Rafael Defendi, Mário Felgueiras e João Pinho;Defesas: Bruno Santos Pedro Monteiro e Filipe Ferreira Bruno Santos é joão Góis.;Médios: Pedrinho, Mateus, André Leal, Minhoca, Leandro e Vasco Rocha;Avançados: Welthon, Ricardo Valente, Osei Barnes, Ivo Rodrigues e Gleison.

Leer Más

Paços sem Defendi e Leandro Silva na visita a Setúbal

Foto: Wikipedia – Paços do Concelho de Paços de Ferreira

Guarda-redes está lesionado e internacional sub-21 saiu dos convidados por alternativa.O treinador do Paços de Ferreira estreou esta sexta-feira nos convidados o guarda-redes João Pinho, numa lista sem Defendi e Leandro, para a visita de sábado ao Vitória de Setúbal, da quinta jornada da I Liga.Carlos Pinto vai ser forçado a mexer na baliza, em função da lesão de Rafael Defendi , e, nesse sentido, João Pinho, que pela primeira vez integra o lote de eleitos do Paços de Ferreira em jogos oficiais, une a Mário Felgueiras, na certeza de que a escolha para o onze vai ser sempre uma estreia.O médio Leandro Silva, que alinhou a titular nos últimos três encontros para o campeonato, também ficou de fora dos convidados, mas por alternativa técnica, à ssimilaridadedo defesa Pedro Monteiro e do médio André Sousa.Em sentido inverso, retornam aos convidados Minhoca, após lesão, e ainda os defesas João Góis e Miguel Vieira.Romeu, Rabiola, Christian e Gleison, este último em período final de recuperação, continuam aos cuidados do setor médico do Paços de Ferreira e voltam a ficar de fora dos convidados para o jogo frente ao Vitória de Setúbal.O Paços de Ferreira, no 15º lugar, com dois pontos, defronta o Vitória de Setúbal, quinto classificado, com oito, no estádio do Bonfim, no sábado, às 18h15, num jogo que tvai terarbitragem de Manuel Mota, da Associação de Futebol de Braga.Lista dos 19 convidados:- Guarda-redes: Mário Felgueiras e João Pinho.- Defesas: Bruno Santos, Ricardo, Marco Baixinho, Francisco Afonso, Filipe Ferreira, João Góis e Miguel Vieira.- Médios: Mateus, Pedrinho, André Leal, Minhoca e Vasco Rocha.- Avançados: Welthon, Cícero, Ivo Rodrigues, Ricardo Valente e Barnes.

Lateral-esquerdo está na lista dos 20 para o jogo com o Paços de Ferreira, mas só amanhã se vai saber se recuperou completamente da lesão que o conserva em dúvida.Os retornos de Ruca, Gaud, Meyong e Edinho são as novidades nos convidados do Vitória de Setúbal para a receção de sábado, no Bonfim, ao Paços de Ferreira, na quinta jornada da I Liga.O treinador José Couceiro convidou também o defesa-esquerdo Nuno Pinto, a recuperar de uma lesão, mas só no sábado de manhã o setor médico do clube terá que tomar uma resolução definitiva sobre a chance do jogador ser usado frente ao Paços de Ferreira.Fora dos eleitos de José Couceiro continua Bruno Varela, também a recuperar de uma lesão, pelo que terá que ser Trigueira o guarda-redes a alinhar no onze inicial da equipa sadina.O jogo entre o Vitória de Setúbal e o Paços de Ferreira, com arbitragem de Manuel Mota , está marcado para sábado, às 18:15, no Estádio do Bonfim, em Setúbal.Lista dos 20 convidados:Guarda-redes – Pedro Trigueira e Lukas RaederDefesas – André Geraldes, Ruca, Frederico Venâncio, Fábio Cardoso, Vasco Fernandes e Nuno PintoMédios – Fábio Pacheco, Mikel Agu, Nenê Bonilha, Costinha e Ryan GauldAvançados – João Amaral, Arnold, Nuno Santos, Edinho, Zé Manuel, André Claro e Meyong

Leer Más

Paços de Ferreira conquista torneio Capital do Móvel

Foto: Wikipedia – Pedrinho 2001

O Paços de Ferreira conquistou a terceira edição do Torneio Capital do Móvel de futebol, após vencer este domingo o detentor do troféu Boavista, por 1-0, no terceiro e derradeiro jogo da competição.Pedro Monteiro em o tempo regulamentar a os 56 minutos garantiu o triunfo , aos 56 minutos, e dispensou o recurso às grandes penalidades como critério de desempate, pois nos encontros anteriores, que também envolveram o Vitória de Guimarães, registaram-se empates.A tarde bastante quente condicionou o jogo, disputado num ritmo baixo e sem grandes motivos de interesse, mas o Boavista, vencedor das duas primeiras edições do torneio, conseguiu ser um pouco mais acutilante no ataque, pertencendo a Bukia e a Renato Santos os remates mais perigosos.O Paços, curiosamente, até conseguiu uma bola no poste, aos sete minutos, num lance em que contou com a cooperação involuntária do central Henrique, ao cortar inadvertidamente na direção da sua baliza.As duas equipas, que somente repetiram um titular dos jogos disputados frente ao Vitória de Guimarães, subiram a intensidade no segundo tempo, graças, sobretudo, às oito amudançasoperadas na formação pacense.Pedrinho, na zona central do terreno, funcionou como placa giratória do jogo da equipa, com celeridade e característica de passe, à frente do brasileiro Mateus, a ‘seis’, com quem formou, até ao momento, a melhor dupla no meio campo.O médio ex-Freamunde, cuja transferência esteve na origem do corte unilateral de relações entre os dois clubes pacenses, esteve na origem do lance de maior perigo em todo o jogo, ao isolar Gleison, aos 56 minutos, valendo ao Boavista a rápida saída de Mickael Meira da baliza, a ceder canto.Na sequência do lance, Gleison insistiu pela direita e, à segunda tentativa, colocou a bola em Pedro Monteiro, que, de cabeça, bateu Mickael.O Boavista, que parecia estar a jogar em casa , tentou reagir à desvantagem e Philippe Sampaio, aos 76 minutos, ficou perto do empate, ao antecipar-se, na pequena área, a Mário Felgueiras, mas o cabeceamento não levou a direção certa.Foi o derradeiro lance de perigo de um jogo que consagrou pela primeira vez o Paços de Ferreira, diante do detentor do troféu Boavista atrás do Vitória de Guimarães, que foi segundo. Detentor do troféu Boavista é este ano relegado para terceiro lugar.

O Vitória de Guimarães venceu esta sexta-feira o Paços de Ferreira, por 3-2, na marcação das grandes penalidades, e ganhou benefício para vencer a terceira edição do Torneio Capital do Móvel, este ano disputada em formato triangular.Na estreia de Marega, progredido cedido pelo FC Porto, o Vitória tirou partido da inspiração do guarda-redes Douglas, nas grandes penalidades, ao defender os remates de Ricardo e Minhoca, e desempatar um jogo, após os tentos de Ricardo Gomes, aos 32 minutos, na mudanças de uma grande penalidade, e de Gleison, para os locais, aos 65.No sábado, a formação vimaranense defrontará o Boavista.

Leer Más