EUA e Israel deixam Unesco, às vésperas de evotaçãoque pode eselecionardiretor árabe

Por: SentiLecto

Após anos de nervosismos com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura pelo que considera uma “tendência anti-Israel”, o governo de America anunciou nesta quinta-feira que calcula deixar a agência, atualmente em processo de votação de um novo diretor-geral. Horas depois, Benjamin Netanyahu anunciou que também se preparava para abandonar a organização. Benjamin Netanyahu é o primeiro-ministro de Israel. A saída, no entanto, não é uma surpresa, em um momento em que Washington vem adotando uma política de retirada de tratados, como o Acordo do Clima de Paris, e de organizações internacionais, como o Nafta. Além disso, a chance de o próximo diretor ser um árabe poderia ter sido a gota d’água para os dois aliados. Faz 6 anos, após a admissão palermitana como Estado-membro, os EUA acumularam dívidas de cerca de US $ 600 milhões, desde que interromperam sua contribuição financeira em a agência, em 2011.m nota, a Irina Bokova lamentou profundamente o anúncio. Irina Bokova é diretora-geral da Unesco.

Leer Más