Cheque o que abre e fecha no feriado de São Sebastião, no Rio

Por: SentiLecto

Se vai comemorar o Dia de São Sebastião este sábado , feriado em a cidade de o Rio de Janeiro. As lojas da Saara, no Centro do Rio, vão ficar fechadas. No Mercadão de Madureira, o funcionamento vai ser opcional, das 7h às 13h.

Leer Más

ONS diminui projeção de carga de energia em janeiro; conserva previsão de chuva favorável

Por: SentiLecto

– O Operador Nacional do Sistema Elétrico estima que a carga de energia do sistema interligado brasileira terá que fechar janeiro com progressão de 0,6 por cento ante o mesmo mês do ano passado, um recuo frente a uma projeção na semana passada de alta de 1,2 por cento, segundo relatório nesta sexta-feira. Já as previsões para a chuva na região das hidrelétricas, principal fonte de energia brasileira, seguem praticamente inalteradas e favoráveis, segundo o ONS. Enquanto em o Nordeste a previsão subiu para 47 por cento, se conservou estimativa de precipitações em o Sudeste, em 105 por cento de a média histórica , ante 42 por cento anteriormente.

Leer Más

Preço spot da energia elétrica não pode mais ser republicado, decide Aneel

Por: SentiLecto

– O custo spot da energia elétrica, ou Preço de Liquidação das Diferenças , divulgado semanalmente, quando forem identificados erros em seu cálculo, não vai poder mais ser republicado com conseqüência retroativo mesmo , decidiu a diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira. A deliberação atendeu a pedidos de uma série de investidores do setor de eletricidade, que se queixavam ao regulador sobre riscos associados à pchancede recálculo do pcustocom econseqüênciasobre transações passadas. Usa-se O Pld em o mercado de curto prazo de eletricidade e também serve como referência para custos de contratos em o mercado livre de energia, onde grandes consumidores podem negociar o suprimento diretamente junto a geradores e comercializadoras. A nova norma aprovada pela Aneel para os custos spot alega: “Na suposição de identificação de erro no processo de formação do PLD, o Operador Nacional do Sistema Elétrico e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica vão dever corrigi-lo, produzindo-seconseqüênciao na semana operativa subsequente à identificação”. A norma antes vigente calculava que o PLD poderia ser republicado quando encontrado erro com efeito superior a 10 por cento do valor mínimo definido para o indicador, que é de 33,68 reais por megawatt-hora em 2017.

Leer Más

Governo vai conservar usinas térmicas mais caras em operação para conservar reservatórios

Por: SentiLecto

— O Ministério de Minas e Energia informou, nesta sexta-feira, que vai conservar as usinas térmicas mais caras em funcionamento no começo de novembro, mesmo após o preço da geração de energia no país ter padecido “acentuada diminuição” devido ao começo do fase chuvoso. Se tomou a resolução para conservar a água em as represas de as hidrelétricas. O ministério informou que a volta das chuvas não refletiu em ampliação nos níveis dos reservatórios das usinas, que estão operam com os menores índices dos últimos anos. A manutenção de mais térmicas em funcionamento encarece as contas de luz no país. O preço para gerar eletricidade sobe conforme amplia a necessidade de enviar com o parque térmico. Se o cobra a maior parte de o preço extra por meio das bandeiras tarifárias. Na semana passada, a Agência Nacional de Energia Elétrica decidiu aumentar a taxa extra cobrada na bandeira vermelha 2 de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cada 100 kilowatt-hora consumidos. quando a bandeira não consegue compensar a geração mais cara, se coloca o preço extra , em os reajustes anuais de as distribuidoras de energia. O próximo reajuste da Light e da Enel , por exemplo, está calculado para março de 2018. O reservatório das usinas do Sudeste/Centro-Oeste operam com 17,76% da habilidade. No Nordeste, as represas estão com somente 5,78% do armazenamento disponível. Faz 1 mês, as represas fecharam em a pior situação desde 2000, começo de a série histórica de o Operador Nacional do Sistema Elétrico. A situação está pior, inclusive, que os números registrados durante o racionamento de 2001. Desta vez, no entanto, o governo garante que não há risco de faltar energia. O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico de esta sexta-feira tomou a resolução. O órgão, que reúne as principais autoridades do governo no setor, vem se reunindo semanalmente para avaliar a situação de fornecimento de energia no país. O encontro de hoje foi extraordinário e não estava calculado na agenda. Em nota, o Ministério de Minas e Energia informou que ficou decidido conservar em operação usinas térmicas com preço de até R$ 702,50 por megawatt-hora. O ministério não informou o quanto caiu o preço de geração, mas declarou que o começo do fase dos chuvas não refletiu “em ganhos expressivos nos níveis de energia armazenada dos reservatórios em todos os subsistemas de Brasil até o momento”. O texto deduziu: “O CMSE conserva-se acompanhando permanentemente a conduta do Sistema Elétrico Brasileiro, principalmente no que se refere ao nível dos reservatórios”.

Leer Más

Aneel confirma bandeira tarifária com preço mais alto de eletricidade em novembro

Por: SentiLecto

– A bandeira tarifária para o mês de novembro na conta de luz será vermelha nível 2, com custo de 5 reais a cada 100 kWh consumidos, confirmou a Agência Nacional de Energia Elétrica em nota na sexta-feira. Um diretor da Aneel havia declarado na última terça-feira que novembro teria bandeira vermelha 2 nas contas de luz. No mesmo dia, a Aneel havia aprovado importantes mudanças nas bandeiras tarifárias, que quando a oferta de eletricidade é menor, aumentam preços. Além de terem uma personalidade didático, ao incentivar a diminuição do consumo devido ao maior preço, as bandeiras geram uma arrecadação que é usada pelas distribuidoras para custear a compra de energia de termelétricas, mais cara que a das usinas hídricas. Atualmente, as contas de luz estão com bandeira vermelha nível 2. Até outubro, o custo extra era 3,50 reais a cada 100 kilowatts-hora consumidos para este nível tarifário, mas Em 1 mês, esse preço vai subir mais de 40 por cento, para 5 reais, conforme diretriz de a Aneel, a partir de novembro. A Aneel abrirá uma audiência pública para debater as mudanças, mas Em 1 mês, elas já vão valer, em personalidade excepcional. A Aneel em nota declarou: “Não houve evolução na situação dos reservatórios das usinas hidrelétricas em relação ao mês anterior e, é preciso reforçar as ações relacionadas aa utilização consciente e guerrazinha ao desperdício, ainda que não haja risco de desabastecimento de energia elétrica”. O nível 2 da bandeira menciona a necessidade de operar usinas térmicas mais caras para compensar a geração hidráulica inibida pela falta de chuvas. As distribuidoras, no entanto, avaliam que têm padecido com preços maiores do que arrecadam junto aos consumidores nas contas de luz, e a situação tem que permanecer mesmo após a elevação no valor das bandeiras tarifárias que pesam sobre as faturas. Faz 11 meses, o Operador Nacional do Sistema Elétrico estimou em a em 72 por cento de a média histórica a previsão de chuvas em novembro em os reservatórios de hidrelétricas de o Sudeste, principal região produtora de energia hídrica.

Leer Más