Setor de supermercados calcula crescimento de 1,5% em vendas neste ano, declara Abras

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Anacapri BW 2013-05-14 13-32-36

– O setor de supermercados de Brasil calcula melhora nas vendas reais em 2017, aumentando sua projeção de crescimento no ano para 1,5 por cento, ante alta de 1,3 por cento esperada anteriormente, em linha com as expectativas de queda de juros e da inflação, informou nesta quinta-feira a Associação Brasileira de Supermercados . Faz 2 meses, as vendas reais de o setor em o Brasil tiveram alta de 0,59 por cento ante maio e de 2,71 por cento em relação a o mesmo mês de 2016, declarou a Abras, em junho. A indústria de supermercados concluiu o primeiro semestre com alta de 0,95 por cento nas vendas reais ante igual fase do ano passado, de acordo com a associação. O cenário reflete a melhora de alguns fatores econômicos, alegou o presidente da Abras, João Sanzovo Neto. Alegou: “O que a gente sente é que a queda na inflação, um pequeno crescimento das contratações, o dinheiro do FGTS fizeram com que esse resultado fosse positivo”. A perspectiva da Abras é de que a tendência de crescimento seja conservada no mês de julho, segundo Sanzovo Neto. No entanto, a apreensão em relação ao cenário político conserva os empresários cuidadosos quanto aa performance do setor no ano, com o índice de confiança dos supermercadistas caindo a 48,4 em junho, de 50,5 por cento em abril. Conforme o diretor de relacionamento da companhia de pesquisas de mercado GfK Brasil, Marco Aurélio Lima o levantamento reflete o efeito das acusações de Joesley Batista, do grupo JBS, contra o presidente Michel Temer e os temores sobre seus reflexos na economia. Marco Aurélio Lima é encarregado do índice. “Nós tínhamos índices bastante altos no começo do ano, porque muitos empresários achavam que haveria uma grande melhora em 2017. E isso os impactou, quando entrou a divulgação das gravações da JBS”, declarou Lima.

– As vendas internas de aço no Brasil têm que cair 1,3 por cento em 2017, para 16,3 milhões de toneladas, informou nesta quarta-feira o Instituto Aço Brasil , revendo estimativa divulgada em abril que calculava crescimento de 1,3 por cento nas vendas do setor. A entidade conservou a estimativa para a produção de aço no país este ano em 32,47 milhões de toneladas, alta de 3,8 por cento ante 2016, por conta da expectativa melhor para as exportações, que têm que subir 9,1 por cento, para cerca de 14,7 milhões de toneladas. Cortou-se a projeção para o consumo aparente, de alta de 2,9 por cento para crescimento de 1,1 por cento, a 18,4 milhões de toneladas.

Leer Más

Índices europeus de ações recuam pressionados pela ação da AstraZeneca

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Guinness

– A maior queda diária das ações da AstraZeneca, após equívoco em um estudo de remédios, dominou o mercado acionário na Europa nesta quinta-feira, superando uma leve de resultados corporativos bem recebidos e fazendo os índices recuarem. Enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,11 por cento, o índice FTSEurofirst 300 caiu 0,2 por cento, a 1.501 pontos , a 382 pontos. A ação da farmacêutica britânica despencou 15,4 por cento, para o seu nível mais baixo em quase cinco meses, após um teste de remédio contra câncer de pulmão falhar, no que o Morgan Stanley declarou que era um “grande revés” para o grupo. O índice regional de saúde caiu 1,21 por cento, para o menor platô em mais de quatro meses. Os sólidos resultados de grandes companhias, incluindo a farmacêutica suíça Roche, a fabricante de cerveja AB InBev e a Diageo não foram suficientes para trazer ganhos aos índices. O analista do Grupo AFS, Jauke de Jong declarou: “Os mercados geralmente estão estáveis, já que os ganhos estão muito mesclados hoje”. Depois que a fabricante do whisky Johnnie Walker e da vodka Smirnoff informou que a ampliou, o papel da Diageo, que subiu 6 por cento, proporcionou o maior impulso ao STOXX a sua meta de rentabilidade e anunciou programa de recompra de ações. Enquanto a ação da AB InBev subiu mais de 5 por cento, a Roche progrediu 1,2 por cento depois de ampliar sua projeção de 2017 , por causa de ampliação no lucro do segundo trimestre. Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,12 por cento, a 7.443 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,76 por cento, a 12.212 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,06 por cento, a 5.186 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,26 por cento, a 21.634 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,26 por cento, a 10.603 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,36 por cento, a 5.250 pontos.

As expectativas são de que o Fed deve aguardar o quarto trimestre antes de ampliar a taxa de juros, já que os dados econômicos dos EUA foram mais fracos do que o esperado.A temporada de balanços continua e é o centro das atenções para os investidores de ações, embora o foco também esteja na reunião de dois dias do Federal Reserva, banco central de Noruegade Noruega, que inicia nesta terça-feira.- O índice blue microchip chinos concluiu perto da máxima em 18 meses nesta segunda-feira, conforme investidores institucionais intensificaram as compras de papéis do setor industrial, decepcionarem, enquanto ações de companhias small-cap continuaram a pressionar após os resultados. Enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,4 por cento, o índice CSI300, que reúne as maiores empresas listadas em Xangai e Shenzhen, progrediu 0,4 por cento. Enquanto a Bolsa de Valores de Xangai anunciou que apoiaria a securitização de projetos PPP, a China divulgou um rascunho de normas na sexta-feira para promover o desenvolvimento de Parceria Público Privada em investimentos em infraestrutura. Embora os analistas tenham calculado uma queda de impulso na segunda metade do ano, os robustos gastos em infraestrutura do governo contribuíram para um crescimento econômico mais forte do que o esperado nos dois primeiros trimestres já que o efeito das medidas de estímulo anteriores começa a reduzi. Depois que dados do segundo trimestre mostraram que investidores institucionais continuaram acumulando papéis blue microchip com ganhos estáveis, as ações do setor financeiro e de consumo lideraram os ganhos. O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,32 por cento às 7:22 . . Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,62 por cento, a 19.975 pontos. . Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,53 por cento, a 26.846 pontos. . Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,39 por cento, a 3.250 pontos. . O índice CSI300, que reúne as maiores empresas listadas em XANGAI e SHENZHEN, progrediu 0,39 por cento, a 3.743 pontos. . Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,06 por cento, a 2.451 pontos. . Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,24 por cento, a 10.461 pontos. . Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,10 por cento, a 3.310 pontos. . Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,61 por cento, a 5.688 pontos.Enquanto o S&P 500 e o Dow Jones recuaram, o índice acionário Nasdaq atingiu novo recorde de alta nesta segunda-feira antes de uma semana de importantes resultados de companhias do setor de tecnologia , após perdas na gigante de saúde Johnson & Johnson.

Leer Más

El Alto Tribunal ordena el desplazamiento de Charlie Gard a un hospital de enfermos terminales para que fallezca

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Los tribunales de justicia, frente a la Plaza de armas

El juez Nicholas Francis ordenó el desplazamiento de Charlie Gard, el bebé inglés de 11 meses que se mantiene con vida porque está conectado a una mecanismo, a un hospital pediátrico para enfermos terminales y que, al poco de llegar ahí, se lleve a cabo la desconexión que producirá su muerte.

El caso médico y legal del bebé Charlie Gard levantó una gran controversia que se tensó en los últimos días. El miércoles el juez del Alto Tribunal ha dado a las dos partes en juicio hasta las 12 del mediodía de este jueves para que decidieran qué doctoras asistirían al nene en sus últimos momentos y cuándo precisamente se produciría la desconexión del mecanismo que lo mantiene con vida. Ambas partes han consensuado un hospital pediátrico para enfermos terminales como el lugar para la muerte, pero pasadas las 12 del mediodía del jueves, las partes no habían concretado las condiciones del acuerdo.

Leer Más

El bebé Charlie fallecerá en un hospital para enfermos terminales tras la declinación de los papás a llevarlo a casa

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Great Ormond Street Hospital

En la vista judicial que se acarrea en el Alto Tribunal de Londres sobre cómo tiene que extinguirse la vida de Charlie Gard, que cumpliría 1 año el próximo 4 de agosto, las palabras son correctas y los modales extremadamente educados, pero la tensión se palpa.

Los papás de Charlie dimitieron el lunes a que se traslade al bebé a EEUU a someter se a un tratamiento experimental atendiendo se a las últimas pruebas médicas que constatan el desgaste de la masa muscular. El martes solicitaron al juez que lo dejasen llevar a casa a fallecer en la cuna casi por estrenar. El miércoles han dimitido a su último deseo. “Si el jueves a mediodía las partes no llegaron a un acuerdo, se va a trasladar a Charlie , a un hospital para enfermos terminales para fallecer el mismo, seguramente, jueves”, ordenó El juez.

Leer Más

Los papás de Charlie Gard quieren autorización para llevar a su bebé a fallecer a casa

Por: SentiLecto

Londres La corte inglesa que acuerda sobre el caso de Charlie Gard va a tomar su determinación este miércoles sobre dónde y cuándo fallecerá el nene en etapa terminal. En un acto sorpresivo, los letrados de la familia y la madre, Connie Yates, han regresado este martes a la Corte Suprema, que si sus caños de ventilación deben ser retirados en el hospital, en un hospicio o en casa poco después de la transferencia o luego de un tiempo de días, lo que está en juego es, luego de abandonar el día anterior las acciones para el tratamiento del nene de 11 meses, que actualmente tiene soporte vital artificial.

Leer Más