Ataque em mercado provoca 27 mortos e 83 feridos na Nigéria

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Declaration des Droits de l’Homme et du Citoyen de 1793

O ataque de uma bombista suicida no mercado de Konduga, no nordeste da Nigéria, provocou pelo menos 27 mortos e 83 feridos. A aldeia situa-se nas proximidades de Maiduguri, o epicentro do conflito entre as forças governamentais e os rebeldes do Boko Haram. Reivindicou-se o ataque ainda não mas recaem suspeitas sobre o grupo de insurgentes.

O porta-voz das Nações Unidas em Abuja, Samantha Newport explicou: “Estamos altamente inquietados com a intrusão dos elementos das forças de segurança no acampamento que alberga os funcionários da ONU e de organizações não governamentais internacionais”.As Nações Unidas criticaram o facto de as autoridades de Nigeria terem entrado no seu acampamento na cidade maia, no nordeste, para fazer uma fiscalização que classificam como ilegal.

Leer Más

Papa critica ataques contra cristãos na Nigéria e na República Centro Africana

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nigeria political

O papa Francisco, que declarou ainda fazer “votos para que qualquer maneira de Animosidade e de violência acabe e que não se repitam crimes tão odiosos, realizados em locais de culto onde os fiéis se unem para orar”, criticou hoje os recentes ataques contra comunidades cristãs na Nigéria e na República Centro Africana, apelando para que acabe “a Animosidade”, na sua audiência pública no Vaticano. “Fiquei profundamente triste com a calamidade acontecida no domingo passado na Nigéria numa igreja onde foram mortas pessoas inocentes”, disse o papa.”E infelizmente esta manhã tivemos novidades de violências na República Centro Africana contra as comunidades cristãs”, adiantou, apelando aos fiéis presentes no Vaticano para orarem pelas “irmãs e irmãos” nos dois países.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Pelo menos 11 pessoas foram mortas no domingo na igreja St Philippe Ozubulu, perto de Onitsha, no sudeste da Nigéria, quando um ou vários homens armados dispararam sobre os fiéis.País mais populoso de África, a Nigéria está dividida entre um sul maioritariamente cristão e um norte sobretudo muçulmano, tendo o presidente Muhammadu Buhari considerado aquele ataque como um “crime abominável contra a humanidade”.Na República Centro Africana multiplicam-se os depoimentos de violência, visando às vezes trabalhadores humanitários, e pelo menos 60 pessoas faleceram nas últimas semanas em guerrazinhas entre grupos armados.se as matou em Gambo, local de o mais recente ataque, trabalhadores de a Cruz Vermelha local e ” várias dezenas de pessoas ” em o centro de saúde, segundo o diretor de a Cruz Vermelha centro-africana, Antoine Mbao Bogo.A República Centro Africana demora em ultrapassar um conflito começado em 2013 entre grupos armados da aliança Séléka, maioritariamente muçulmanos, e anti-Balaka, sobretudo cristãos, apesar da intervenção francesa e da missão da ONU no país .

Um ataque a uma igreja na localidade de Ozubulu, na Nigéria, por um grupo de homens armados vai ter provocado pelo menos oito mortos e dezenas de feridos, segundo as agências France Presse e EFE.A EFE progride que pelo menos oito pessoas faleceram hoje e outras 18 ficaram feridas num ataque perpetrado por um grupo de homens contra uma igreja na localidade de Ozubulu, realizado as 05:45.A agência de notícias France Presse menciona fontes hospitalares e testemunhas locais para progredir com a morte de pelo menos doze pessoas durante este ataque.O ataque, adianta a AFP, cinco homens armados realizaram ele contra a igreja católica de St Philippie Ozubulu perto de Onitsha , a 300 quilômetro a leste de Lagos , a capital.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Os atacantes abriram fogo contra centenas de fiéis que assistiam a uma missa, declara a EFE mencionando a agência de notícias da Nigéria.Testemunhas no local referem que, num primeiro momento, dispararam contra um homem que se encontrava na igreja e que, posteriormente, começaram a disparar indiscriminadamente contra o resto das pessoas.Fontes de Polinesia Francesa, adianta a EFE, enquanto outras 18 ficaram, confirmaram a morte de oito pessoas feridas, algumas com gravidade.O Estado de Anambra, onde Ozubulu está localizada, é no sudeste do país, onde em geral atua o grupo terrorista de Boko Haram.O exército de Nigeria tem procurado nos últimos meses recuperar bastante do terreno conquistado por Boko Haram no nordeste do país.No entanto, o grupo terrorista tem recorrido cada vez mais ataques suicidas contra civis.Pelo menos 11 pessoas foram mortas, no domingo, no sudeste da Nigéria, na sequência de um ataque armado contra uma igreja, mencionaram fontes oficiais.O ataque, que aconteceu na igreja católica de St Philippe, em Ozubulu, perto de Onitsha, fez 11 mortos e 18 feridos, mencionou o chefe da polícia do estado de Anambra, Garba Umar.Alegou: “De acordo com as nossas informações, um homem armado, vestido de preto e com a cabeça coberta, entrou na igreja durante a missa das 06:00 e abriu fogo”.Segundo as informações da polícia, o homem terá sido contratado para matar uma pessoa em particular que estaria entre os fiéis, mencionou Garba Umar, assinalando que ter-se-á tratado de uma tentativa de assassínio relacionada com rivalidades no seio da comunidade local.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Testemunhas relataram, porém, a existência de pelo menos cinco atacantes.transferiram-se as vítimas fonte de a clínica universitária Nnamdi Azikiwe, para onde , mencionou, por seu turno, também em declarações em a agência noticiosa de Francia AFP, que foram contabilizados 12 mortos.se os baleou inúmeros fiéis que não precisou , segundo o mesmo responsável, que não precisou, porém, o número nem a gravidade dos ferimentos.O Presidente da Nigéria condenou o ataque, qualificando-o como um “abominável crime contra a humanidade” e de “sacrilégio indiscritível”. O Presidente da Nigéria é muhammadu Buhari.A Nigéria, o país mais populoso de África, encontra-se dividido em dois: entre um sul maioritariamente cristão e um norte predominantemente muçulmano.Os ataques contra igrejas são raros no sul do país, ao contrário do que sucede no norte, onde o grupo extremista Boko Haram tem visado igrejas e mesquitas.Pelo menos 28 pessoas faleceram na Tailândia, 26 no Vietname e duas no Laos, devido às ienchentesregistadas nos três países, informaram hoje fontes oficiais.Equipas de ajudinha vietnamitas estão a tentar localizar 15 sumidos, tendo informado as populações para o risco de deslizamento de terras em o país , onde as autoridades estimaram as perdas de a calamidade natural em 940 milhões de dong.Na Tailândia, dez províncias continuam afetadas pela subida das águas acontecida na sequência de um forte aguaceiro que atingiu a zona durante o mês passado.As autoridades de Tailandia declararam que se as afetou 1,8 milhões de pessoas em 44 províncias, mas não facultaram estimativas das perdas causadas pelas enchentes.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.No Laos, duas pessoas faleceram no sábado, também devido à subida rabruptados rios, na sequência do forte taguaceiroque se abateu sobre a região do norte do país no fim de semana.

Leer Más

Pelo menos 11 mortos em ataque contra em igreja no sudeste da Nigéria

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nigeria political

Pelo menos 11 pessoas foram mortas, no domingo, no sudeste da Nigéria, na sequência de um ataque armado contra uma igreja, mencionaram fontes oficiais.O ataque, que aconteceu na igreja católica de St Philippe, em Ozubulu, perto de Onitsha, fez 11 mortos e 18 feridos, mencionou o chefe da polícia do estado de Anambra, Garba Umar.Alegou: “De acordo com as nossas informações, um homem armado, vestido de preto e com a cabeça coberta, entrou na igreja durante a missa das 06:00 e abriu fogo”.Segundo as informações da polícia, o homem terá sido contratado para matar uma pessoa em particular que estaria entre os fiéis, mencionou Garba Umar, assinalando que ter-se-á tratado de uma tentativa de assassínio relacionada com rivalidades no seio da comunidade local. Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters, que testemunhas relataram, e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo. , porém, a existência de pelo menos cinco atacantes.transferiram-se as vítimas fonte de a clínica universitária Nnamdi Azikiwe, para onde , mencionou, por seu turno, também em declarações em a agência noticiosa de Francia AFP, que foram contabilizados 12 mortos.se os baleou inúmeros fiéis que não precisou , segundo o mesmo responsável, que não precisou, porém, o número nem a gravidade dos ferimentos.O Presidente da Nigéria condenou o ataque, qualificando-o como um “abominável crime contra a humanidade” e de “sacrilégio indiscritível”. O Presidente da Nigéria é muhammadu Buhari.A Nigéria, o país mais populoso de África, encontra-se dividido em dois: entre um sul maioritariamente cristão e um norte predominantemente muçulmano.Os ataques contra igrejas são raros no sul do país, ao contrário do que sucede no norte, onde o grupo extremista Boko Haram tem visado igrejas e mesquitas.

As autoridades de Vietnam recuperaram mais 16 corpos nos últimos três dias, o que aumenta o balanço das enchentes em quatro províncias no norte do país a pelo menos 23 mortos, foi hoje anunciado.As equipas de ajudinha declararam que 16 pessoas foram dadas como sumidas e 21 ficaram feridas nas enchentes provocadas, durante a semana, por chuvadas torrenciais.A delegação central para as calamidades naturais do Vietname mencionou que 228 casas ficaram arruinadas, bem estradas, safras e sistemas de irrigação.mobilizou-se polícias e residentes perto de cinco mil soldados, para procurar as pessoas dadas como sumidas.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Centenas de pessoas falecem todos os anos no Vietname em enchentes e borrascas.Um ataque a uma igreja na localidade de Ozubulu, na Nigéria, por um grupo de homens armados vai ter provocado pelo menos oito mortos e dezenas de feridos, segundo as agências France Presse e EFE.A EFE progride que pelo menos oito pessoas faleceram hoje e outras 18 ficaram feridas num ataque perpetrado por um grupo de homens contra uma igreja na localidade de Ozubulu, realizado as 05:45.A agência de notícias France Presse menciona fontes hospitalares e testemunhas locais para progredir com a morte de pelo menos doze pessoas durante este ataque.O ataque, adianta a AFP, cinco homens armados realizaram ele contra a igreja católica de St Philippie Ozubulu perto de Onitsha , a 300 quilômetro a leste de Lagos , a capital.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Os atacantes abriram fogo contra centenas de fiéis que assistiam a uma missa, declara a EFE mencionando a agência de notícias da Nigéria.Testemunhas no local referem que, num primeiro momento, dispararam contra um homem que se encontrava na igreja e que, posteriormente, começaram a disparar indiscriminadamente contra o resto das pessoas.Fontes de Polinesia Francesa, adianta a EFE, enquanto outras 18 ficaram, confirmaram a morte de oito pessoas feridas, algumas com gravidade.O Estado de Anambra, onde Ozubulu está localizada, é no sudeste do país, onde em geral atua o grupo terrorista de Boko Haram.O exército de Nigeria tem procurado nos últimos meses recuperar bastante do terreno conquistado por Boko Haram no nordeste do país.No entanto, o grupo terrorista tem recorrido cada vez mais ataques suicidas contra civis.Pelo menos cinco pessoas faleceram e nove ficaram feridas devido à explosão de um veículo armadilhado, perpetrada pelo grupo terrorista Al Shabab, em Mogadíscio, capital da Somália, informou hoje o governo.O ataque aconteceu na noite passada numa agitada rua da capital, horas depois dos Estados Unidos confirmarem a morte de um líder do Al Shabab num bombardeamento na Somália.O alvo do atentado era uma clínica do Governo, asseguraram os ‘jihadistas’, que reivindicaram o atentado.Várias testemunhas asseguraram à Efe que as vítimas mfataiseram civis que passavam naquele momento na zona e que mmuitaseconstruçõesficaram darruinadosdevido à explosão.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Faz 1 mês, segundo um comunicado divulgado por o comando militar de Noruega para África, um de os principais terroristas de o grupo, conhecido como Ali Jabal, faleceu último em um bombardeamento de os Estados Unidos em o sul de o país, de o qual não redundaram vítimas civis.Nos últimos meses, militantes do grupo ‘jihadista’ cometeram atentados suicidas e assassínios de polícias, líderes governamentais e militares na capital, além de numerosos ataques contra o Exército Nacional da Somália e a Missão da União Africana na Somália .O grupo terrorista Al Shabab, filial da Al-Qaida na Somália, deseja instaurar um Estado muçulmano na Somália.

Leer Más

Ataque suicida mata sete pessoas no norte de Camarões

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Cameroon boundary changes

Um homem-bomba matou pelo menos sete pessoas em uma pequena cidade no norte dos Camarões, perto da fronteira da Nigéria, declarou uma autoridade local e uma fonte militar no domingo.

O Afeganistão vinha sendo relativamente poupado da violência sectária habitual no Iraque e na Síria, mas militantes sunitas ultrarradicais da filial local do Estado Islâmico vêm agredindo repetidamente a minoria hazari, que é predominantemente xiita, no último ano.HERAT, Afeganistão – Um ataque em uma mesquita xiita de Herat, cidade do oeste do Afeganistão, matou mais de 20 pessoas e feriu outras 30 nesta terça-feira, declararam autoridades.

Leer Más