Brasil produz pouco no empate

O Brasil não fez boa partida nesta terça-feira, no Bento Freitas, e só empatou com o Sampaio Correa por 1 a 1. Com o resultado, o time xavante desceu para a sexta posição do Campeonato Brasileiro da Série B, ficando a três pontos de distância do G-4.

Leer Más

Técnico da Bolívia prioriza garra para tirar os três pontos do Brasil

Mesmo com as duas triunfos do Brasil sobre o comando de Tite nas Eliminatórias, a Bolívia acredita que pode conquistar os três pontos na partida contra a Seleção Brasileira desta quinta-feira, na Arena das Dunas. E o técnico Ángel Guillermo Hoyos já sabe como tentar derrotar os pentacampeões globais: priorizar a garra dentro de campo.

Leer Más

Faze 1 mês, retração de serviços retarda em o Brasil mas procura fraca continua pesando, mostra PMI

– Faze 1 mês, a contração de o setor de serviços de o Brasil perdeu força porém a fraqueza de a procura ainda impede uma virada já que continua a inibir a entrada de novos negócios, assinalou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras divulgada pelo Markit nesta quarta-feira. Faze 1 mês, o PMI de serviços de o Brasil subiu a 45,3 sobre 42,7 em o mês anterior, mencionando uma queda acentuada em o volume de produção a o permanecer abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração mas mencionando um ritmo mais lento de diminuição. Das seis áreas do setor de serviços monitoradas, exclusivamente a de Intermediação Financeira registrou crescimento, de acordo com o Markit. Os entrevistados assinalaram que o nível de desemprego no país e as condições lentas do mercado continuaram a restringi a procura, provocando portanto a diminuição na entrada de novos negócios. Antes que grandes reformas ocorram, a economista do Markit Pollyanna De Lima, em nota avaliou: “Com o desemprego ainda aumentado e a economia em estado frágil, é improvável que uma virada iminente na procura possa ocorrer e seja sustentada “. A entrada de novos trabalhos aumentou nas categorias de Intermediação Financeira; Hotéis e Restaurantes; e Correios e Telecomunicações, mas isso não foi suficiente para compensar as perdas vistas em Aluguéis e Atividades de Negócios; Transporte, que e Armazenamento, e Armazenamento ; e Outros Serviços. Isso ocorreu mesmo com as companhias diminuindo os custos cobrados pelo sexto mês seguido, ainda que por uma taxa modesta, como tentativa de animar a procura e devido a pressões da concorrência. “Os provedores de serviços diminuíram seus custos cobrados por seis meses seguidos apesar dos fortes ampliações nos preços. Essa tendência insustentável vai em breve acabar já que as companhias tentarão proteger as margens de lucro e vão ficar sem alternativa a não ser repassar a alta dos preços aos consumidores”, realçou Pollyanna. Ainda assim, os provedores de serviços brasileiros esperam crescimento da produção nos próximos 12 meses, com o otimismo chegando ao maior nível em quase três anos devido às expectativas de mudanças nas condições econômicas. Faze 1 mês, a contração de a indústria também perdeu força, e Faze 2 meses, por isso o PMI Composto de o país subiu a 46,1 de 44,4, porém permanecendo abaixo da marca de 50.

Leer Más

População e poder de compra do Brasil foram decisivos para G6

O Brasil foi o país que mais se beneficiou com a mudança no formato da Libertadores ao ser o único a ganhar duas vagas na próxima edição do torneio.

Leer Más