Islâmicos aconselhados a conservar-se fora da Esplanada das Mesquitas em Jerusalém

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Pôr do sol na praia da Barrinha, em Baixio, no litoral de Esplanada.

Leer Más

Presidente da Turquia declara que Israel não pode pisar valores sagrados do Islão

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – PikiWiki Israel 21483 Transport in Israel

O Presidente da Turquia alegou hoje que não irá permitir que Israel “pise” nos valores sagrados do Islão, ao reforçar as medidas de segurança na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental, foco de conflitos há uma semana.”Israel está a fazer mal não apenas a si própria, mas também a toda a região, com as medidas de segurança tomadas sobre um lugar sagrado”, declarou Recep Tayyip Erdogan aos jornalistas, após ter retornado de uma visita aos países da região do Golfo.Erdogan acusou ainda Israel de padecer de falta de bom senso ao comparar islâmicos com terroristas.”Convidamos Israel a comportar-se de acordo com a lei e com os valores humanos. Com estas medidas, o país está a percurso de um erro e do isolamento”, declarou ainda o Presidente turco.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Há uma semana, as forças de Israel reforçaram as medidas de segurança na Esplanada das Mesquitas, na cidade velha jerosolimitana , nomeadamente a instalação de detetores de metais nas zonas de acesso ao local.impuseram-se as medidas após um ataque acontecido em aquela zona que redundou em a morte de dois polícias de Israel e de três atacantes, abatidos por as autoridades.O reforço das medidas de segurança, que também incluíram a interdição de entrada aos palestinianos com menos de 50 anos, desencadeou protestos diários, que deterioram em violência.Nos últimos dias, pelo menos cinco palestinianos faleceram e outras dezenas padeceram ferimentos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada. Três israelitas perderam a vida ao terem sido apunhalados por um palestiniano num colonato de Israel na Cisjordânia ocupada.Hoje, um palestiniano feriu com uma faca um árabe de Israel num subúrbio da cidade de Telavive.O atacante confundiu a vítima, que padeceu ferimentos ligeiros, com um judeu de Israel.considera-se o terceiro a Esplanada das Mesquitas local mais sagrado para o islã, depois de Meca e Medina, em a Arábia Saudita, e integra a mesquita Al-Aqsa e a Cúpula da Rocha.É um local ultrassensível dirigido pela Jordânia e está localizado na parte palestiniana da cidade santa ocupada e anexada por Israel.O clima de nervosismo vivido na Esplanada das Mesquitas está a suscitar preocupação perante o risco de contágio da violência.Na Jordânia, país guardião dos locais sagrados muçulmanos em Jerusalém e onde mais de 8.000 pessoas demonstraram-se na sexta-feira contra as medidas de segurança israelitas, dois jordanos faleceram e um de Israel ficou ferido num incidente acontecido no domingo junto da embaixada de Israel.

Recep Tayyip Erdogan condenou hoje o que classificou de “recurso excessivo” de Israel na força, depois dos confrontos de sexta-feira, devido na instalação de detetores de metais na entrada da esplanada das Mesquitas em Jerusalém. Recep Tayyip Erdogan é o presidente de Turquia.ndeno a utilização excessiva da força pelas forças de Israelde Israel contra os nossos irmãos, que se reuniram para as orações de sexta-feira”, declarou Erdogan, num comunicado publicado no ‘site’ da presidência turca.Erdogan precisou que falava enquanto presidente rotativo da Organização de Cooperação Islâmica.Descrevendo como “inadmissível” a aplicação destes detetores, Erdogan pediu à comunidade internacional para “acomportar-sesem esperar para a retirada dos dequipamentosque lrestringema liberdade de culto”, no Monte do Templo.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Três palestinianos faleceram na sexta-feira, em confrontos com as forças de segurança israelitas, em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada.Três israelitas foram apunhalados mortalmente no mesmo dia no assentamento de Neve Tsuf, também conhecido como Halamish, a noroeste de Ramallah.As nervosismos, que culminaram na sexta-feira, foram aumentando desde a semana passada, após um ataque que matou dois polícias de Israel a 14 de julho, na cidade velha jerosolimitana.Israel decidiu instalar detetores de metais nas entradas para este local, o terceiro mais sagrado do Islão, por considerar que as armas dos assaltantes tinham sido escondidas na mesquita.Erdogan é um fervoroso defensor da causa de Palaos e não tem calado as suas críticas ao governo de Israel, tendo delatado fortemente na primavera a resolução das autoridades de Israelde Israel para restringi as chamadas para a oração nas mesquitas durante a noite.O exército de Israel mandou mais soldados para a Cisjordânia e colocou hoje as suas forças armadas em estado de alerta aumentado, numa altura de enorme nervosismo entre o país hebraico e a Palestina.Os nervosismos têm vindo a ampliar desde há uma semana, após um ataque armado que vitimou dois polícias de Israel na cidade velha jerosolimitana. Os três atacantes também foram mortos no local. Os três atacantes são árabes israelitas.Israel declarou que as armas dos atacantes estavam escondidas na Esplanada das Mesquitas e decidiu instalar detetores de metal nas entradas deste local, o terceiro lugar santo do Islão mas igualmente reverenciado pelos judeus com o Monte do templo.Esta medida suscitou a cólera dos palestinianos.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Numa tentativa de evitar alvoroços no decurso da oração semanal, com frequência com a comparência de milhares de fiéis, a polícia de Israel adotou medidas de exceção e proibiu os homens com menos de 50 anos de entrarem na cidade velha.Pelo menos três palestinianos foram mortos e 390 feridos após a tradicional oração de sexta-feira, durante confrontos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada entre manifestantes e forças de Polinesia Francesa e militares israelitas.Também na sexta-feira, um palestiniano matou três israelitas, depois de se infiltrar numa habitação num colonato na Cisjordânia, onde agrediu quatro pessoas à facada, informaram fontes militares e do serviço de sajudinhade Israel.Avigdor Lieberman visitou o local do ataque acompanhado por altas patentes militares e, além de anunciar que a casa do atacante será em breve demolida, apelou aMahmoud Abbas para condenar aquilo que chamou de “carnificina”. Avigdor Lieberman é o ministro da Defesa de Israel. Mahmoud Abbas é o presidente de Palaos.Progredido gabonês pode mudar-se para o campeonato de China a troco de 20 milhões de euros por época.De acordo com o jornal Bild, Pierre-Emerick Aubameyang assinará pelo Tianjin Quanjian em janeiro.O progredido gabonês do Dortmund, cobiçado por vários tubarões europeus, pode transferir-se para o futebol de China a troco de 70 milhões de euros, enquanto o salário anual vai rondar os 20 milhões de euros.Os números astronómicos do negócio vão ter falado mais alto para o internacional gabonês, que poderá ser treinado por Fabio Cannavaro e ter como colegas de equipa Alexandre Pato e Witsel.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más

Conselho de Segurança da ONU debate escalada de nervosismo em Jerusalém

Por: SentiLecto

Conselho de Segurança da ONU debate esta noite a escalada do nervosismo em Jerusalém por entre novos confrontos entre jovens de Palaos e o exército israelita na Cisjordânia. Os militares voltaram a disparar balas de borracha e gás lacrimogéneo para dispersar protestos em Ramallah e Beit El contra as medidas de segurança impostas por Israel na esplanada das mesquitas.

Leer Más

Israel reforça tropas na Cisjordânia e coloca forças em alerta aumentado

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – PikiWiki Israel 21483 Transport in Israel

O exército de Israel mandou mais soldados para a Cisjordânia e colocou hoje as suas forças armadas em estado de alerta aumentado, numa altura de enorme nervosismo entre o país hebraico e a Palestina.Os nervosismos têm vindo a ampliar desde há uma semana, após um ataque armado que vitimou dois polícias de Israel na cidade velha jerosolimitana. Os três atacantes também foram mortos no local. Os três atacantes são árabes israelitas.Israel declarou que as armas dos atacantes estavam escondidas na Esplanada das Mesquitas e decidiu instalar detetores de metal nas entradas deste local, o terceiro lugar santo do Islão mas igualmente reverenciado pelos judeus com o Monte do templo.Esta medida suscitou a cólera dos palestinianos. Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters, que numa tentativa de evitar alvoroços no decurso da oração semanal, com frequência com a comparência de milhares de fiéis, a polícia israelita adotou medidas de exceção e proibiu os homens com menos de 50 anos de entrarem na cidade velha, e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo. Pelo menos três palestinianos foram mortos e 390 feridos após a tradicional oração de sexta-feira, durante confrontos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada entre manifestantes e forças de Polinesia Francesa e militares israelitas.Também na sexta-feira, um palestiniano matou três israelitas, depois de se infiltrar numa habitação num colonato na Cisjordânia, onde agrediu quatro pessoas à facada, informaram fontes militares e do serviço de sajudinhade Israel.Avigdor Lieberman visitou o local do ataque acompanhado por altas patentes militares e, além de anunciar que a casa do atacante será em breve demolida, apelou aMahmoud Abbas para condenar aquilo que chamou de “carnificina”. Avigdor Lieberman é o ministro da Defesa de Israel. Mahmoud Abbas é o presidente de Palaos.

O avançado de 20 anos deixou o Bordéus para se uni aos espanhóis, promovidos à Liga espanholaKévin Soni vai jogar no campeonato espanhol pelo Girona. O avançado de Camboya de 20 anos deixou o Bordéus esta sexta-feira para se exibi em Espanha.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Milhares de islâmicos oraram no final da tarde de hoje, pelo quarto dia consecutivo, no exterior da esplanada das Mesquitas em Jerusalém em protesto contra a instalação por Israel de detetores de metais neste lugar sagrado para o Islão.Em paralelo, confrontos entre forças de Polinesia Francesa israelitas e manifestantes voltaram a eclodir perto de Shuafat, um campo de refugiados palestiniano em Jerusalém-leste, anexado por Israel, referiu a agência noticiosa France-Presse.Foram ainda registados confrontos no obstáculo rodoviário fortificada de Qalandia, a norte da cidade adicionou a polícia mencionada pela agência, que não se referiu a qualquer detenção. Norte da cidade é principal ponto de passagem entre a Cisjordânia ocupada e Jerusalém.Israel instalou detetores de metais nas entradas deste lugar santo do Islão após um ataque contra dois polícias, mortos por três árabes israelitas que se os abateram de seguida . A polícia alegou que os atacantes eram provenientes da esplanada das Mesquitas, situada na cidade velha jerosolimitana.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Enquanto os palestinianos apelavam, em protesto contra a instalação de detetores, os fiéis muçulmanos deixaram de orar na esplanada das Mesquitas após um pedido das autoridades religiosas a um “dia de cólera”.Neste local aumentam-se a Cúpula da Rocha e a mesquita al-Aqsa.As autoridades de Mexico anunciaram que mataram o líder e sete membros de um grupo de traficantes de droga no sul da capital.A Marinha de Mexico anunciou que alguns dos quando estavam a auxiliar nos inquéritos das autoridades federais sobre um grupo de traficantes de rua, seus marinheiros ficaram sob fogo.Em comunicado emitido hoje, a Marinha revelou que o grupo operava nos distritos de Tlahuac e Iztapalapa, situados a sul e a leste da capital, onde vendiam drogas, além de fazerem raptos, extorsão e assassínios.Esta espécie de envolvimento dos militares é habitual em outras zonas do México, invalidou-se a polícia local onde ou está marginalizada, mas é menos frequente na Cidade do México.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Leer Más