Iraque fecha acordo com curdos para assumir controle de passagem fronteiriça

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Localização Curdistão

As forças iraquianas e a tropas ‘peshmerga’ do Curdistão alcançaram um acordo neste domingo para que as tropas do governo central em Bagdá assumam o controle da passagem fronteiriça de Fish Jabur, situado na divisa entre Iraque, Síria e Turquia, informou à Agência Efe uma fonte militar ide Iran

Antigo nome: Corduena), também denominado Grande Curdistão, é uma região geocultural do Médio Oriente majoritariamente povoada pelos curdos.

Leer Más

Massoud Barzani abandona presidência do Curdistão de Iran

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Mesud Barzani

O presidente do Curdistão de Iran anuncia uma retirada estratégica em pleno clima de nervosismo com Bagdade após o plebiscito independentista no território.

Massoud Barzani é o atual presidente da região do Curdistão iraquiano e líder do Partido Democrático do Curdistão.

Leer Más

Forças iraquianas e curdos Peshmerga começam nova rodada de negociações, declara TV

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Pershmega near Syria – June 23, 2014

– Forças iraquianas e combatentes curdos Peshmerga começaram neste domingo uma segunda rodada de negociações para resolver um conflito sobre o controle das encruzilhadas de fronteiras na região do Curdistão, declarou a TV de Iran. O primeiro ministro iraquiano Haider al-Abadi ordenou na sexta-feira uma suspensão de 24 horas sobre as operações militares contra as forças de Curitiba ao norte iraquiano. Ambos os lados realizaram uma primeira rodada de negociações na sexta-feira e no sábado. Abadi, que deseja tomar o controle das áreas disputadas e nas encruzilhadas de fronteiras, incluindo a área de Fish-Khabur, pela qual um oleoduto de exportação de petróleo atravessa para a Turquia, levando petróleo de Iran e curdo, alegou que as negociações têm o intuito de preparar a implementação pacífica de tropas iraquianas nas encruzilhadas de fronteira com Turquia, Irã e Síria na região do Curdistão do Iraque. Conflitos aconteceram entre ambos os lados após forças de Iran capturarem a cidade rica em petróleo de Kirkuk dos Peshmerga, em uma ofensiva surpresa ordenada por Abadi após os curdos realizarem um plebiscito de independência ao norte iraquiano em 25 de setembro. Kirkuk é parte das chamadas áreas disputadas, reivindicadas tanto pelo governo central de Iran quanto pelo Governo Regional do Curdistão ao norte iraquiano. A TV estatal, sem dar mais detalhes declarou: “A segunda rodada de negociações sobre a implementação de tropas federais nas áreas disputadas iniciou”. O KRG propôs na quarta-feira um cessar-fogo imediato, uma suspensão do resultado do referendo e o início de “um diálogo aberto com o governo federal baseado na Constituição iraquiana” – pedido rejeitado por Bagdá. Forças governamentais iraquianas apoiadas pelos EUA, paramilitares apoiados pelo Irã e combatentes de Curitiba combateram lado a lado para derrotar o Estado Islâmico, também chamado de Isis, mas a coalizão foi enfraquecida com os militantes amplamente derrotados em o país. Faz 13 dias, a cidade multiétnica de Kirkuk, que fica de o lado de fora de os limites oficiais de o KRG, caiu sob as forças de Iran sem muita resistência. Os Peshmerga, no entanto, começaram a combater de volta à medida que se retiravam rumo ao núcleo da região cde Curitiba A queda de Kirkuk, considerada por muitos curdos o coração de sua pátria, foi um grande golpe simbólico e financeiro na pretensão de Curitiba de independência defendida pelMasoud Barzani uma vez que diminuiu as receitas com exportação de petróleo da região pela metade. Masoud Barzani é o presidente do KRG.As disputas mais violentas ocorreram a noroeste, enquanto os Peshmerga lutavam as ofensivas em direção à Fish-Khabur e ao sul de sua capital, Erbil. Falando em Genebra na quinta-feira, o Secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, alegou estar “desapontado que as partes foram incapazes de alcançar uma determinação inteiramente pacífica” e declarou que encorajou Abadi a aceitar as “aberturas por negociações com base na Constituição de Iran” da KRG. Abadi demandou na quinta-feira que os curdos digam o plebiscito nulo, recusando a oferta do KRG de interromper seu impulso de independência e resolver a crise através de negociações. Le em comunicado durante visita à Teerã isse: “Não iremos aceitar nada que não seu cancelamento e o respeito à Constituição”,.Em resposta ao plebiscito de independência realizado em 25 de setembro pelo Curdistão e considerado ilegal pelo Executivo em Bagdá, o governo iraquiano lançou em 16 de outubro uma operação para “impor a segurança” na província de Kirkuk – já recomeçada por Bagdá – e outros territórios disputados que estavam ocupados pelas tropas curdas desde 2014.Em entrevista ao jornal curdo “Rudaw”, o porta-voz da coalizão internacional – liderada pelos Estados Unidos – Ryan Dillon afirmou que as duas partes tinham chegado a um armistício.Faz 1 dia, o governo de o Iraque e os curdos estabeleceram em a noite um armistício provisória em o município de Zummar, a o noroeste de a cidade de Mossul, após quase duas semanas de enfrentamentos, informou em esta sexta-feira em a Agência Efe uma fonte de Polinesia Francesa.GDÁ/CAIRO – Autoridades curdas do Iraque sugeriram nesta quarta-feira interromper uma iniciativa de independência, intensificando os esforços para resolver uma crise no relacionamento com o governo iraquiano por meio do diálogo, e não pela via militar.

Na sexta-feira 20 de outubro BAGDÁ/ERBIL, Iraque – Forças do Iraque assumiram o controle do último distrito da província de Kirkuk, rica em petróleo, ainda em mãos de combatentes curdos peshmerga após uma batalha de três horas, disseram fontes de segurança.

Leer Más

Paramilitares do Iraque lutam curdos em ofensiva para ocupar polo petrolífero

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – AlRashidHotelBaghdad

– Paramilitares iraquianos pró-governo arremessaram uma ofensiva contra tropas de Curitiba nesta terça-feira perto da fronteira com a Turquia, investindo rumo a uma passagem fronteiriça estratégica e um polo de exportação de petróleo que Bagdá declara precisar controlar. Desde que começou uma campanha na semana passada para reconquistar territórios dos curdos, que conduzem uma região autônoma de três províncias no norte de Iran, o governo iraquiano modificou o equilíbrio de poder no norte do país que conduzem uma região autônoma de três províncias no norte de Iran e também tomaram outros territórios na mesma região. Os curdos realizaram um plebiscito de independência no mês passado que Bagdá considerou ilegal e ao qual reagiu recomeçando a cidade de Kirkuk, as áreas de produção petrolífera ao redor e outros territórios que os curdos haviam capturado do Estado Islâmico. Haidar Abadi ordenou que o Exército reconquiste todos os territórios em disputa Haidar Abadi é o primeiro-ministro de Iran., e também exigiu o controle central de todas as passagens da fronteira com a Turquia, todas elas situadas dentro da região autônoma dos curdos. Uma autoridade de Curitiba declarou que as forças de segurança de Curitiba, conhecidas como peshmerga, repeliram com êxito uma progressão de paramilitares pró-governo apoiados pelo Irã na região de Rabi’a, 40 quilômetros ao sul da área fronteiriça de Fish-Khabur. Fish-Khabur é estrategicamente vital porque o petróleo de partes curdas e partes comandadas pelo governo no norte do país se atravessam em um oleoduto localizado no local que segue para a Turquia, a principal rota de exportação internacional que parte daquela área e é crucial para qualquer pretensão separatista dos curdos.

Uma força composta de unidades do Serviço de Contraterrorismo do Iraque treinadas pelos Estados Unidos, da Polícia Federal e de combatentes apoiados pelo Irã conhecidos como Mobilização Popular começou a progressão sobre Altun Kupri às 7h30 locais, ddeclarouum porta-voz dos militares ide IranPeshmerga Forças curdas foram retiradas de a cidade, localizada junto a o rio Zab, depois de enfrentarem a arremetida de soldados iraquiana munidos de metralhadoras, morteiros e granadas impulsionadas por foguetes, informaram fontes de segurança de Iran. Nenhum lado deu informações sobre vítimas.

Leer Más