Líderes do G7 chegam a impasse sobre clima e pedem mais vigilância cibernética

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Angela Merkel Security Conference February 2015 (cropped)

TAORMINA, Itália – Líderes dos principais países industrializados do mundo não conseguiram convencer o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a apoiar o Acordo Climático de Paris na domo do G7 na Sicília nesta sexta-feira mesmo depois de horas de conversas, descritas pela chanceler alemã como “polêmico”.

Reunindo-se dias depois de um homem-bomba matar 22 pessoas em um show no norte da Inglaterra, os líderes emitiram um comunicado conjunto sobre a guerrazinha ao terrorismo, exortando fornecedores de serviços de internet e redes sociais a “ampliarem substancialmente” seus esforços para conter conteúdos extremistas.

Leer Más

Ibovespa sobe com ajuste e de olho em política; troca de comando do BNDES entra no radar

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bovespa Index

– O principal índice da Bovespa fechou em alta nesta sexta-feira, em movimento de ajuste amparado nas apostas de investidores no andamento das reformas no Congresso Nacional, a despeito da crise que afeta o Planalto desde as acusações contra o presidente Michel Temer. Perto do encerramento, a alta do Ibovespa chegou a perder parte do alento, após a renúncia da presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social afirmando motivos pessoais, Social é maria Silvia Bastos Marques, que informou pessoalmente sua renúncia da posição a Temer nesta sexta-feira. , mas voltou a ganhar força nos ajustes. Além disso, a agência de classificação de risco Moody’s informou após o fim do pregão que mudou a perspectiva de rating do Brasil para “negativa” ante “estável” por causa da incerteza gerada pela crise política. O Ibovespa subiu 1,36 por cento, a 64.085 pontos. Na semana, o índice acumulou alta de 2,3 por cento, devolvendo parte da perda de mais de 8 por cento registrada na semana passada. O volume financeiro adicionou 8,74 bilhões de reais. Segundo operadores, sua saída ergue questões sobre como se vai dar o processo de sucessão em meio a um cenário político tumultuado, além de receios sobre eventuais novas baixas no governo. O governo vem tentando passar a imagem de normalidade no Legislativo, apesar da forte crise no Planalto desde a semana passada, diante da divulgação de conversa entre Temer e um dos sócios da JBS. Essa perspectiva de manutenção da agenda de reformas vem guiando a recuperação no mercado acionário, mas analistas advertem que o grau de incerteza segue aumentado. O estrategista em mercados emergentes do banco de investimentos Julius Baer em nota a clientes declarou: “O recente escândalo político tem o potencial de tirar a recuperação do Brasil dos trilhos”. Julius Baer é heinz Ruettimann. A equipe do banco avalia que se a implementação das reformas for protelada, diluída ou suspendida, as expectativas dos investidores sobre a administração Temer reduziriam e ameaçariam o ciclo de flexibilização monetária. Ruettimann escreveu: “Isso, no fim, seria negativo para o crescimento “. DESTAQUES – JBS ON caiu 6,09 por cento, em mais uma sessão movimentada para os papéis e marcada por leilões ao longo do pregão. As ações da companhia de alimentos têm mostrado volatilidade intensa desde a delação de seus executivos, na semana passada. Na véspera, os papéis subiram 22,56 por cento, com investidores aproveitando os baixos câmbios e também em meio à expectativa por venda de ativos. A diretoria da Sociedade Rural Brasileira mandou uma carta ao BNDES defendendo saída dos irmãos Joesley e Wesley Batista do conselho de gestão da companhia de alimentos. – Enquanto PETROBRAS ON ganhou 0,62 por cento, pETROBRAS PN caiu 0,44 por cento. Uma vez que os custos médios e spot mencionavam a necessidade de pequenas ampliações para conservar os prêmios estáveis, no radar estava o anúncio de diminuição do custo de combustíveis, o que foi admirável na visão de analistas do BTG Pactual. Os analistas realçam, no entanto, que seguem positivos com o papel. – ITAÚ UNIBANCO PN subiu 2,71 por cento e BRADESCO PN progrediu 2,31 por cento, auxiliando o viés de alta do Ibovespa devido ao peso em sua composição. BANCO DO BRASIL ON liderou os ganhos do setor bancário, com alta de 4,15 por cento e SANTANDER UNIT progrediu 2,83 por cento. – CCR ON progrediu 2,47 por cento, em sessão de queda das taxas de juros futuros e com ampliação das possibilidades de corte de 1 ponto percentual da Selic na próxima semana. – CEMIG PN ganhou 3,2 por cento. Como pano de fundo estava a expectativa pelo plano de desinvestimentos da companhia que, segundo analistas, tem que sair até o fim do mês. Em teleconferência com investidores realizada em meados de maio, o diretor financeiro da Cemig declarou que o programa seria anunciado nas semanas seguintes, sem precisar o momento.

– O principal índice da bolsa paulista caía nesta segunda-feira, com o mercado ainda pressionado pelo cenário político local após as acusações que vieram à tona na semana passada envolvendo o presidente Michel Temer. Às 11:25, o Ibovespa caía 1,27 por cento, a 61.840 pontos. Na semana passada, o índice teve perda de 8,18 por cento, na esteira do nervosismo político. O giro financeiro era de 2,2 bilhões de reais. Investidores aguardam a análise calculada para quarta-feira no Supremo Tribunal Federal de pedido de suspensão da investigação contra Temer por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça. O inquérito foi aberta com base em acordo de delação fechado pelo empresário Joesley Batista, um dos controladores da JBS. Temer embora siga enfrentando pedidos de impeachment e crise em sua base de suporte, voltou a alegar que não vai deixar a posição, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo , o que pode dificultar sua governabilidade caso permaneça na posição. “O PSDB e o DEM acabaram não realizando suas reuniões para seguir ou não na base de suporte do presidente, mas em compensação a OAB pediu seu impeachment e o PSD saiu da base do governo”, escreveu Alvaro Bandeira em nota a clientes. Alvaro Bandeira é o economista-chefe da corretora Modalmais. DESTAQUES – JBS ON caía 14 por cento. As incertezas quanto aos desdobramentos das delação dos executivos da companhias adicionam-se às pressões recentes para o papel em meio a operações da Polícia Federal envolvendo a ecompanhia Somente na primeira hora de pregão a companhia já havia perdido cerca de 3 bilhões de reais em valor de mercado. Na sexta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários abriu mais quatro processos para apurar acusações de anormalidades em negócios nos mercados de capitais realizados por companhias dos irmãos Joesley e Wesley Batista, incluindo a JBS. – PETROBRAS PN tinha baixa de 2,3 por cento e PETROBRAS ON perdia 1,5 por cento, cedendo à pressão negativa no mercado, apesar da alta nos pcustosdo petróleo. – ITAÚ UNIBANCO PN cedia 1,8 por cento e BRADESCO PN recuava 2,4 por cento, auxiliando o tom negativo do Ibovespa devido ao peso no índice. BANCO DO BRASIL ON tinha baixa de 2,5 por cento e SANTANDER UNIT perdia 1,1 por cento. – CYRELA REALTY ON tinha queda de 6,75 por cento. No radar estava a informação da companhia que destinará 130 milhões de reais a reconstrução e indenizações de resort em Vitória . – VALE PNA tinha alta de 1,7 por cento e VALE ON ganhava 1 por cento, em sessão de ganhos para os futuros do minério de ferro na China. – FIBRIA ON subia 8,2 por cento, em sessão de alta do dólar frente ao real. Na sexta-feira, analistas do Credit Suisse melhoraram a recomendação para os papéis da companhia para “outperform” e aumentaram o preço-alvo para 40 reais, diante do novo cenário para a cotação após os últimos eventos políticos no Brasil.- A Bovespa caiu nesta segunda-feira, pressionada pelo cenário político local diante das acusações envolvendo o presidente Michel Temer, após divulgação de gravação com executivo da JBS, cujas ações despencaram mais de 30 por cento. O Ibovespa caiu 1,54 por cento, a 64.673 pontos. O giro financeiro do pregão adicionou 12,27 bilhões de reais. O andamento da investigação no Supremo Tribunal Federal contra Temer por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça segue no radar dos investidores, que buscam mais transparência sobre o futuro político do país. Nesta segunda, a defesa de Temer comunicou ao ministro do STF Edson Fachin que não vê mais necessidade de suspensão da investigação, com Fachin mandando o caso ao plenário da Corte após perícia na gravação feita pelo empresário Joesley Batista de uma conversa com o presidente. Temer embora siga enfrentando pedidos de impeachment e crise em sua base de suporte, reafirmou que não vai deixar a posição, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo , o que pode dificultar sua governabilidade caso permaneça na posição. Diante do cenário político conturbado, a equipe econômica passou o dia buscando garantir a agentes de mercado a manutenção dos trabalhos. Henrique Meirelles alegou que o programa da reforma do Previdência deverá padecer atraso Henrique Meirelles é o ministro da Fazenda., mas declarou acreditar na aprovação da proposta mesmo se o Temer não seguir no comando do país. Já Ilan Goldfajn declarou que a autoridade monetária vai continuar monitorando o efeito das notícias do cena político nos mercados financeiros e atuando para mantIlan Goldfajn declarou que a autoridade monetária vai continuar monitorando o efeito das notícias do cena político nos mercados financeiros e atuando para conservar-os em plena funcionalidade. Ilan Goldfajn é o presidente do Banco Central. Ilan Goldfajn é o presidente do Banco Central.. DESTAQUES – JBS ON despencou 31,34 por cento, maior perda diária da história do papel e na mínima desde março de 2013, com os papéis entrando em leilão algumas vezes. Com isso, a companhia perdeu cerca de 7,5 bilhões de reais em valor de mercado só neste pregão. Na sexta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários abriu mais quatro processos para apurar acusações de anormalidades em negócios no mercados feitas por companhias dos irmãos Joesley e Wesley Batista, incluindo a JBS. – PETROBRAS PN teve baixa de 1,62 por cento e PETROBRAS ON perdeu 0,69 por cento, apesar da alta nos custos do petróleo. – ITAÚ UNIBANCO PN cedeu 1,97 por cento e BRADESCO PN recuou 2,85 por cento. BANCO DO BRASIL ON teve baixa de 4,65 por cento e SANTANDER UNIT perdeu 1,3 por cento. – CYRELA REALTY ON teve queda de 6,23 por cento, após notícia de que a companhia vai destinar 130 milhões de reais para reconstrução e indenizações de resort em Vitória . – VALE PNA teve alta de 2,76 por cento e VALE ON ganhou 2,46 por cento, em sessão de ganhos para os futuros do minério de ferro na China. – FIBRIA ON subiu 6,99 por cento. Na sexta-feira, analistas do Credit Suisse aumentaram a recomendação para os papéis da companhia para “outperform” e o preço-alvo para 40 reais, diante do novo cenário para a cotação após os últimos eventos políticos no Brasil.

Leer Más

Ibovespa sobe em movimento de ajuste após maior queda em quase nove anos

Por: SentiLecto

– O principal índice da bolsa paulista subia nesta sexta-feira, em movimento de ajuste após desabar na véspera na esteira da revelação de gravação de conversa do presidente Michel Temer com Joesley Batista, um dos controladores da JBS. Às 11:27, o Ibovespa subia 3,03 por cento, a 63.461,47 pontos. Na véspera, o índice despencou 8,8 por cento, a maior perda diária desde outubro de 2008. O giro financeiro era de 3,28 bilhões de reais. Embora a situação ainda demande precaução, o áudio, segundo operadores, não é comprometedor a ponto de justificar a permanência da sangria dos mercados vista na quinta-feira. “Não As gravações não são mostradas tão contundentes… portanto, se for só isso, não é conclusivo”, declarou Marco Tulli Siqueira que na conversa com Temer, Joesley Batista confessa ter pago propina a um procurador da República para ter acesso antecipado a inquéritos que o envolvia, reclamou de designações para posições importantes no governo, defendeu uma queda mais acentuada da taxa Selic e declarou que “zerou” as pendências com o ex-deputado Eduardo Cunha. Marco Tulli Siqueira é o gestor da mesa de operações de Bovespa da corretora Coinvalores. No entanto, investidores ainda veem o modo de precaução predominando na bolsa nos próximos pregões, com riscos maiores às reformas, principalmente a da Previdência. Antes da turbulência da véspera, o otimismo com o andamanto no Congresso Nacional das mudanças na Previdência vinha auxiliando a conservar o tom positivo dos mercados. “Vamo ter turbulências sim, há prejuízos com os eventos que fazem todos perderem”, completou Siqueira. DESTAQUES – BRADESCO PN e ITAÚ UNIBANCO PN progrediam 4,5 por cento cada, dando respaldo aos ganhos do índice devido ao peso em sua composição. O setor bancário como um todo se recuperava após as fortes perdas da véspera. BANCO DO BRASIL ON tinha alta de 6 por cento e SANTANDER UNIT ganhava 5,5 por cento. – Quando despencou 20,4 por cento, cEMIG PN tinha valorização de 8,7 por cento, após ficar entre as maiores perdas da véspera. – PETROBRAS PN ganhava 4,5 por cento PETROBRAS ON progredia 3,6 por cento, com os ganhos do petróleo no mercado internacional auxiliando os papéis em seu movimento de recuepração das perdas da sessão anterior. – JBS ON tinha leve baixa de 0,3 por cento, após cair quase 10 por cento na véspera e perder cerca de 2,5 bilhões de reais em valor de mercado em somente um pregão. Executivos da companhia e da controladora J&F anunciaram na quinta-feira acordo de delação premiada, enquanto o sócio do grupo Joesley Batista admitiu pagamento de propina para obter facilidades para o conglomerado. – SUZANO PAPEL E CELULOSE PNA tinha perdas de 2 por cento e FIBRIA ON cedia 1,5 por cento, após subirem na véspera e em sessão de queda do dólar frente ao real.

Leer Más

Wall St se recupera após maior queda em vários meses

Por: SentiLecto

– Wall Street se recuperou nesta quinta-feira da sua maior queda em mais de oito meses com a assistência de uma mudança para afrouxar as normas da internet e fortes dados econômicos. O índice Dow Jones subiu 0,27 por cento, a 20.663 pontos. O S&P 500 progrediu 0,37 por cento, a 2.365 pontos. O Nasdaq ganhou 0,73 por cento, a 6.055 pontos. Os investidores observam de perto os movimentos em Washington após relatos de que o presidente dos EUA tentou interferir em um inquérito sobre os laços do antigo conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn, com a Rússia. “Pode aliviado um pouco do nervosismo. Faz 1 dia, os investidores estavam realmente inquietados “, declarou Janna Sampson, co-chefe de investimentos de a OakBrook Investments, ontem. Os investidores possivelmente ficaram acalmados, declarou ela, pela designação de ontem à noite do ex-chefe do FBI, Robert Mueller, para investigar a suposta interferência russa nas evotaçõese possível conluio entre a campanha de Trump e Moscou. Os investidores estão monitorando acontecimentos que podem auxiliar ou prejudicar a habilidade do Trump de implementar sugeridas como reforma tributária e desregulação. Parte do rali pós-eleitoral do mercado de ações tem sido graças a essas propostas. O setor de serviços de telecomunicações foi o maior ganhador do S&P com alta de 1,2 por cento. Faz 2 anos, os reguladores de telecomunicações de os EUA vão levar adiante um plano republicano. O setor de tecnologia do S&P 500, um dos mais atingidos na véspera, subiu 0,6 por cento.

Leer Más

Bolsa paulista perde R$219 bi em valor de mercado, após acusações contra Temer

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Bovespa Index

– O valor de mercado das companhias listadas na bolsa paulista reduziu em 219 bilhões de reais nesta quinta-feira, após acusações de que o presidente Michel Temer teria dado aval para adquiri o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, segundo dados da Economatica. Consideradas somente as companhias do Ibovespa .BVSP>, índice de referência da B3, perdeu 195,8 bilhões de reais em valor de mercado, segundo a Economatica. O Ibovespa caiu 8,8 por cento, maior perda diária desde outubro de 2008, fechando aos 61.597 pontos. Com isso, o índice invalidou parte dos ganhos acumulados no ano até a véspera, de 12,14 por cento, que diminuiu para 2,27 por cento. [nL2N1IK2EZ] A Petrobras PETR4.SA> PETR3.SA> registrou a maior perda em valor de mercado, com 27,4 bilhões de reais. Enquanto as ON perderam 11,37 por cento, no pregão, as ações PN da petroleira caíram 15,76 por cento. A segunda maior perda em valor de mercado no pregão foi Itaú Unibanco ITUB4.SA>, de 26,7 bilhões de reais, após o papel cair 12,05 por cento.

– As ações de companhias europeias com exibição ao Brasil operavam em baixa nesta quinta-feira, reagindo às dacusaçõesenvolvendo o presidente Michel Temer. Na véspera, O Globo noticiou que Joesley Batista, um dos proprietários da JBS, gravou Temer consentindo com pagamentos para conservar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha , que está preso. Os papéis do grupo varejista de Francia Casino recuavam 3,9 por cento, tendo também no radar o rebaixamento por parte da Invest Securities em meio a preocupações com a alavancagem. As ações da operadora de Espanha Telefónica perdiam cerca de 2 por cento, perdiam 3 por cento, enquanto as da Telecom Italia caíam ao redor de 4 e as da Experian. Aul Marsch, analista da Berenberg referindo- e à queda da Telecom Italia. O isse: “Achamos que está relacionado às preocupações dbrasileirasapós notícias sobre Temer”,.s papéis da montadora de Alemania Volkswagen e da fabricante de bebidas ABInBev também trabalhavam no vermelho, com baixas de 1,5 e 2 por cento, respectivamente.- A nova crise política gerada pelas acusações de que o presidente Michel Temer teria supostamente dado aval para a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha gera preocupações sobre os efeitos no interesse dos investidores no programa de concessões de infraestrutura do país, declararam à Reuters duas fontes do governo que lidam com a área. Porém, pelo menos em um primeiro momento, a divulgação na véspera de que o empresário Joesley Batista, do frigorífico JBS, teria gravado o presidente Temer dando aval à compra do silêncio de Cunha no âmbito da Lava Jato, não dterá que fazero governo cancelar leilões. “Todos os programas estão conservados”, declarou uma dessas fontes. Para o segundo semestre, declarou, há licitações importantes calculadas, como de usinas hidrelétricas –São Simão, entre Minas Gerais e Goiás, Volta Grande e Miranda — e de áreas para produção de petróleo e gás, inclusive na camada pré-sal. “Os próximos leilões, que são importantes demais, estão calculados para a partir de setembro. Até lá, teremos um pouco mais de clareza sobre o rumo que o Brasil estará. Claro que é ruim . Não vendemos só projetos de infraestrutura, mas também credibilidade”, declarou uma das fontes. Essa fonte admitiu, por exemplo, que a ampliação do risco político pode interferir nas propostas dos eventuais interessados, diminuindo os valores das ofertas. O chamado Programa de Parceria de Investimentos é uma das iniciativas do governo Temer para tentar reativar a economia. Com modelagens mais favoráveis ao mercado, o programa calcula gerar investimentos de cerca de 45 bilhões de reais em setores como energia, petróleo e gás, logística e saneamento. Faz 2 meses, em meados o governo federal vendeu com ágios aumentados concessões de os aeroportos de Salvador, Fortaleza, Porto Alegre e Florianópolis, em um leilão que arrecadou 3,7 bilhões de reais. Faz 1 mês, já em o final o governo promoveu leilão de construção de linhas de transmissão de energia que calculava investimentos de 12,7 bilhões de reais.- O contrato do Ibovespa para junho despencava 10 por cento nos primeiros negócios desta quinta-feira, refletindo a repercussão negativa a acusações envolvendo o presidente Michel Temer. Na véspera, O Globo noticiou que Joesley Batista, um dos controladores do frigorífico JBS, gravou Temer consentindo com pagamentos para conservar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha , que está preso. No exterior, o ETF iShares MSCI Brazil caía cerca de 15 por cento na pré-abertura. O economista David Beker, do Bank of America Merrill Lynch, em nota a clientes declarou: “Dado o risco de implementação das reformas, os ativos de Brasil irão padecer no curto prazo”. Agentes financeiros já se preparavam para a chance de circuit breaker no pregão à vista da Bovespa, que abre às 10h, com várias corretoras encaminhando a clientes as renormasobre o medispositivoe interrupção de negócios. Se o Ibovespa recuar 10 por cento ante o encerramento do véspera, de acordo com as normas do dispositivo a bolsa suspende a sessão por 30 minutos. Na volta, se a queda atingir 15 por cento ante o fechamento do dia anterior, os negócios são suspensos por 1 hora. Caso a variação do Ibovespa atinja uma oscilação negativa de 20 por cento ante o encerramento anterior quando forem reabertos os negócios, ainda de acordo com informações da B3 a bolsa pode determinar a suspensão do negócios por prazo definido a seu critério.

Leer Más